SIZINIO ORTOPEDIA DOWNLOAD GRÁTIS

davidarseneaultproductions.info  /   SIZINIO ORTOPEDIA DOWNLOAD GRÁTIS
postado por Rosette

SIZINIO ORTOPEDIA DOWNLOAD GRÁTIS

| Escritório

    Ortopedia e Traumatologia - Sizínio 4ed - Free ebook download as PDF File .pdf ) or read book online for free. ortopedia e traumatologia-Sizínio 4ed. Ortopedia e traumatologia Hebert Sizinio - documento [*.pdf]. Resultados da busca para livro ortopedia e traumatologia hebert sizinio no Baixaki. Você pode filtrar os resultados por sistema operacional, licença, downloads.

    Nome: sizinio ortopedia download grátis
    Formato:ZIP-Arquivar
    Sistemas operacionais: iOS. Android. Windows XP/7/10. MacOS.
    Licença:Grátis!
    Tamanho do arquivo:62.55 MB


    GRÁTIS SIZINIO ORTOPEDIA DOWNLOAD

    No entanto, deve-se entender que existem duas fases distintas, ou seja, alívio da dor e ganho de mobilidade. Modificador lombar. Medico da Câmara Técnica em Ortopedia e Traumatologia do Kaplan EB. Bras Ortop. Epidemiologia Essas fraturas, em ossos fragilizados, têm sido denominadas de fraturas osteoporóticas. Manual de Artroplastia do Joelho. Renan Gallas Mombach: Médico. Esportes de contato devem ser evitados durante 2 a 3 meses. Pratical considerations for primary and secondary repair in flexor tendon injuries. Patricia M. Consejo Mexicano de Ortopedia y Traumatología RBO, Outubro Surg Clin North Am. NewYork, Churchill Livingstone, , pp — Helena Elisa Stein: Médica. Traumatic dislocation of the hip. Cirugía Ortopédica. Brasília Méd.

    Ortopedia e traumatologia Hebert Sizinio - documento [*.pdf]. Resultados da busca para livro ortopedia e traumatologia hebert sizinio no Baixaki. Você pode filtrar os resultados por sistema operacional, licença, downloads. R$ 12x R$ 30 Frete grátis. 5 vendidos Ortopedia E Traumatologia Principios E Prática 5ed - Sizinio. R$ 5x R$ 5 sem juros. 3 vendidos. Ortopedia e Traumatologia: Principios e Prática. Sizínio Hebert, Tarcísio eloy p. Barros filho, Renato Xavier, Arlindo gomes Pardini junior Hotsite da obra Ortopedia e traumatologia: princípios e prática, 5ª edição. Sizínio K. Hebert; Tarcísio de Barros Filho; Renato Xavier; Arlindo Pardini Jr. &.

    Guideline for prevention of surgical site infection, Infect Control Hosp Epidemiol. Okike K, Bhattacharyya T: Trends in the management of open fractures. A critical analysis. Patzakis MJ, Wilkins J. Factors influencing infection rate in open fracture wounds.

    J Am Acad Orthop Surg. Lima A. Acta Ortop Bras , Ciprofloxacin inhibition of experimental fracture healing. Patzakis MJ, Bains RS, Lee J, et al: Prospective, randomized, double-blind study comparing single-agent antibiotic therapy, ciprofloxacin, to combination antibiotic therapy in open fracture wounds.

    J Orthop Trauma ; Once daily, high dose versus divided, low dose gentamicin for open fractures. J Craniomaxillofac Surg 27 3 —, Epidemiology of bacterial infection during management of open leg fractures. Advisory Committee on Immunization Practices.

    Diphtheria, tetanus, and pertussis: recommendations for vaccine use and other preventive measures—recommendations of the Immunization Practices Advisory Committee ACIP. RR Anglen JO. A Prospective, Randomized Study. Bone Joint Surg. J Bone Joint Surg.

    Estima-se que ocorram em cerca de Vancomicina ou clindamicina podem ser usados em pacientes alérgicos a antibióticos beta-lactâmicos penicilinas e cefalosporinas.

    DOWNLOAD SIZINIO GRÁTIS ORTOPEDIA

    Em pacientes sabidamente colonizados por cepas de Staphylococcus aureus resistentes à meticilina ou em instituições em que haja surto de infecções causadas por esses germes, a vancomicina pode ser utilizada para profilaxia anti-infecciosa. Posologia O uso de antibióticos com intuito de profilaxia anti-infecciosa deve se restringir às 24 horas iniciais.

    Em nosso meio, a substância mais frequentemente utilizada é a cefazolina, infundida em doses de 1g, com intervalos de 8 horas. Essa deve ser a droga de escolha, salvo se houver desenvolvimento de resistência bacteriana no ambiente hospitalar. Durante a cirurgia, nova dose de 1g deve ser infundida a cada 3 horas. O cefuroxime obedece ao mesmo regime posológico, e a cefoxitina requer e devem ser reservadas para casos específicos. Todo o membro deve ser examinado, buscando descartar alterações neurológicas e vasculares.

    O primeiro e maior pico de incidência ocorre em adultos jovens menores de 30 anos , do sexo masculino e predominantemente no terço médio. O segundo pico, menor que o primeiro, ocorre em idosos, com discreta predominância feminina, e mais nas extremidades da clavícula. É mais comum o trauma direto, sendo as mais complexas nos traumas de alta energia. A estabilidade depende principalmente do ligamento costo-clavicular se rompido, o fragmento lateral desvia anteriormente, e pode cavalgar sobre o fragmento medial.

    No tratamento das complicações, devemos lembrar de recuperar o comprimento da clavícula, podendo usar enxerto ósseo autólogo ilíaco ou fíbula vascularizada. Sergio L. Checchia, Pedro Doneux S. Miyazaki, Luiz A. Carvalho, Oyama A. Caneca Jr. Fratura da clavícula distal; tratamento e resultado. RBO, março Miyazaki, Marcelo Fregoneze, Luciana A. Cemin, Luciano A. Pereira4, Luiz Gustavo Estephanelli. RBO, Outubro Mark D.

    Kashif Khan, Timothy J. Bradnock, Caroline Scott and C. Goss chamou de complexo suspensório superior do ombro CSSO , como um anel composto por tecidos moles e ósseo envolvendo glenoide, coracoide, acrômio, clavícula distal e ligamentos. Consideramos desvio se a distância entre os fragmentos for maior ou igual a 1cm e o desvio angular maior ou igual a 40 graus. Tipo I — com mínimo deslocamento; tipo II - deslocadas. A Tomografia computadorizada TC é de grande valia.

    Fraturas do acrômio tipo II, deslocadas para o espaço subacromial necessitam de cirurgia. Movimentos ativos após a quarta semana. Charles A. Rockwood, Jr. Wirth, MD and Steven B. Lippitt, MD.

    Campbell ortopedia

    The Shoulder, 4th edition; Oct Pgs 2. Jacob M. Lantry , Craig S. Roberts, Peter V. Operative treatment of scapular fractures. A systematic review. Michael J. O peso do capacete durante o trauma, pode favorecer desde estiramentos do plexo braquial até o arrancamento de raízes junto a medula. Diagnóstico por imagem O diagnóstico é feito por meio de radiografias simples Série Trauma. A incidência axilar de Velpeau permite realizar o exame com o membro na tipóia, ou seja, sem que o paciente necessite abduzir o braço.

    Essas fraturas têm menor chance de desviar. Radiografias em AP e Perfil devem ser realizadas, no mínimo, a cada semana.

    O objetivo é reconstruir da melhor forma possível a anatomia local e proporcionar mobilidade precoce. Podem ser utilizadas placas anguladas ou placas com parafusos de bloqueio e ângulo fixo. Grande potencial de necrose avascular, devido à perda do suprimento sanguíneo da cabeça umeral. Fratura em 3 partes: o terceiro fragmento pode ser o tubérculo menor ou maior mais comum.

    O implante de preferência é a placa com parafusos bloqueados e com ângulo fixo. A hemiartroplastia é o procedimento de escolha. O objetivo é reduzir o mais anatomicamente possível a superfície articular. Vias de Acesso yy Deltopeitoral: mais usada yy Ântero-Lateral yy Transdeltoide lateral Complicações: podem decorrer do trauma inicial ou do tratamento instituído.

    Bigliani, L. In: Rockwood, C. Philadelphia, Pennsylvania: Saunders, Carrera, E. In: Reis, FB org.

    Resumo de Ortopedia e traumatologia, princípios e práticas - Hebert Sizinio

    Campinas, SP: Autores Associados, Handoll Helen, H. Cochrane Database of Syst Rev. Murray, I. Shrader, M. W,; Sotelo, J. J Shoulder Elbow Surg ; No exame físico, a extremidade distal da clavícula parece estar discretamente elevada. Mecanismo do Trauma O mecanismo de trauma mais comum é o direto, produzido pela queda sobre o ombro com o braço aduzido.

    Tipo VI — Pode ser subacromial ou subcoracoide. Esportes de contato devem ser evitados durante 2 a 3 meses. No tipo III, o tratamento conservador permanece controverso. As radiografias devem ser feitas com o paciente em pé com o membro superior pendente.

    Arquivo pessoal do autor. Fraser-Moodie; N. Shortt; C. Desses, o ligamento costoclavicular é o principal estabilizador 2. Em nosso meio Lenza et al. Estas necessitam de tratamento de urgência 3, 4, 5. Lenza M, Carvalho RL. Review article - Management of traumatic sternoclavicular joint injuries.

    J Am Acad Orthop Surg ;19 1 Review article - Disorders of the esterno clavicular joint. Clínical evolution of injuries to the acromioclavicular and sternoclavicular joints. Clin Sports Med ; Figura 2. Esse tratamento visa o reparo das lesões associadas para minimizar a probabilidade de recorrência.

    Figura 4. Ressonância magnética demonstrando Defeito de Hill-Sachs Figura 5. Epidemiology of shoulder dislocations presenting to emergency departments in the United States. Hovelius L. Incidence of shoulder dislocation in Sweden.

    ORTOPEDIA GRÁTIS SIZINIO DOWNLOAD

    Clin Orthop ; 3. Predisposing factors for recurrent shoulder dislocation after arthroscopic treatment. Predicting recurrence after primary anterior shoulder dislocation. Am J Sports Med. Hill H. A, Sachs M. The grooved defect of the humeral head. A frequently unrecognized complication of dislocation of the shoulder joint. Radiolology , Hovelius L, B. Lind, J. Non Operative treatment of primary anterior shoulder dislocation in patients forty years of age or younger.

    A prospective twenty-five year follow-up. J bone joint surg. Walch G. Latarjet-Bristow procedure for recurrent anterior instability. Techniques in Shoulder and Elbow Surgery ; 1: 8. Gagey O. Rev Chir Orthop , 9. Burkhart S. Itoi E. The effect of a glenoid defect on anteroinferior stability of the shoulder after Bankart repair: a cadaveric study. Stehle J. Complication management after unsuccessful operative shoulder stabilization.

    Orthopade ; 38 1 : , Bankart A. The Patology and treatment of recurrent dislocation of the shoulder joint. Br J Surg 23, Fabbriciani C. Et al. Arthroscopic versus open treatment of bankart lesiono f the shoulder: A propective randomized study. Arthroscopy , 20 5 , Primary arthroscopic stabilization for a firsttime anterior dislocation of the shoulder: A randomized, double-blind trial.

    O exame de escolha é a radiografia simples em ântero-posterior e perfil. Existência de três ou mais fragmentos, onde os dois maiores têm contato após a 2. Cunha fragmentada Cada tipo é subdividido em três grupos em ordem crescente de gravidade.

    Espiral Figura 2. A tipóia ficaria presa nestas polias de forma que quando fixada no dorso corrigimos o varo, quando volar o valgo e alongando a tipóia o recurvatum. Além da placa outros autores defendem a haste intramedular a foco fechado. Zaganski, M. Zych, D. Latta, PhD. Copps, M. Boné Joint Surg. Acta Orthop. Apr; 77 2 3. Injury, 35 : 4. An updated meta-analysis. Heineman, Rudolf Poolman, Sean E.

    MIPO of the humeral shaft fracture: Is it possible? A cadaveric study and priliminary report. T; Arpornchayanon.

    DOWNLOAD SIZINIO GRÁTIS ORTOPEDIA

    O; Bavornratanavech S. Ruedi, Richard E. Buckley, Christopher G. Moran 7. Bucholz, Robert W. Vias de Acesso em Cirurgia Ortopédica. Têm incidência maior em jovens do sexo masculino e em mulheres nas idades mais avançadas.

    Os pulsos periféricos devem ser sempre palpados. Exames de imagem Radiografias simples com boa qualidade nas incidências anteroposterior AP , lateral perfil e, nos casos das fraturas articulares, como do capítulo e da tróclea podem exigir incidências obliquas. O nervo ulnar deve ser cuidadosamente dissecado e mobilizado. As placas ortogonais formam um ângulo reto entre elas, o que confere uma maior estabilidade ao sistema.

    Ela é moldada de acordo com o osso e fixada provisoriamente. Um longo parafuso medial pode ser utilizado para fixar a superfície ar- Material de síntese 1.

    Fraturas tipo A1 epicôndilos lateral e medial podem ser utilizados parafusos 3,5 e 4,0 mm. Benegas E et al. Rev Bras Ortop ; Jupiter JB. Complex fractures of distal part of humerus and associated complications.

    J Bone Surg [Am] ; Holdsworth BJ. Humerus: distal. In AO principles of fratures management. New York: Thiene, , p. Holdsworth BJ et al. Fractures of the adults distal humerus. Elbow function after internal fixation. J Bone Joint Surg [Br] ; 72 3 : Matsumoto MH et al. Fraturas do capítulo umeral estudo prospectivo de dez casos.

    O desvio limitado destes fragmentos se deve a possível integridade da aponeurose tricipital e periósteo do olécrano. Em traumas mais violentos, fraturas-luxações podem ocorrer com desvio posterior do olécrano e anterior da ulna.

    Sinais e sintomas: -- Dor e aumento de volume local. D - fraturas-luxações traço de fratura que se estende próximo à extremidade do processo coronóide, gerando instabilidade do cotovelo, geralmente com desvio anterior. Fraturas sem desvio desvio menor que 2 mm e com mecanismo extensor funcionando contra gravidade sem provocar maior desvio da fratura. Fraturas com desvio. B - fraturas oblíquas ou transversas traço de fratura de articular proximal para dorsal e distal, podendo ocorrer em mais de um plano.

    Contra-indicações: - ausência de condições clínicas para cirurgia. Fraturas sem desvio com traço simples ou multifragmentar - prognóstico exelente. Fraturas com instabilidade articular- prognóstico mais reservado. Contra-indicado em fraturas oblíquas e multifragmentadas.

    Fractures of the Olecranon. The Elbow and its Disorders. Philadelphia: Saunders; Fraturas e Luxações do Cotovelo. In: Fraturas em Adultos. Mezera K e Hotchkiss RN.

    Barueri: Manole; Obs: figuras obtidas à partir do AO Trauma. O ligamento colateral lateral LCL se origina no epicôndilo lateral. O ligamento colateral medial LCM se origina no epicôndilo medial. A banda anterior do LCM se insere na base do processo coronoide. Aumentam muito a instabilidade do cotovelo e suas potenciais complicações. Sinais de instabilidade do cotovelo também devem ser descartados.

    Uma tipoia simples é usada para analgesia por 2 a 3 semanas, permitindo ganho de amplitude do cotovelo imediata. O coronóide deve ser reparado para permitir a estabilidade do cotovelo nessas situações. A artéria braquial pode estar envolvida, principalmente nas luxações expostas. Tipo 1. Fraturas sem desvio Tipo 2. Fraturas cominutas Tipo 4. Rigidez Uma perda leve de movimento é esperada em todas as lesões do cotovelo. Ao Principles of Fracture Management.

    Thieme Medical Publishers; Cohen MS, Hastings H.

    DOWNLOAD GRÁTIS ORTOPEDIA SIZINIO

    Acute elbow dislocation: evaluation and management. Morrey BF, editor. Diagnóstico O diagnóstico deve ser suspeitado sempre que houver trauma no antebraço, principalmente em decorrência de trauma direto.

    Além dos desvios angulares, devemos atentar para lesões associadas das partes moles, estado circulatório e neurológico do membro. Nas radiografias devemos afastar lesões associadas nas articulações radiulnar proximal e distal.

    Fraturas desviadas dos ossos do antebraço devem ser fixadas o mais precoce possível, preferencialmente nas primeiras 24 - 48 horas. Figura 1. Na ulna a placa deve ser colocada na face posterior. Pelo menos 6 corticais proximais e 6 corticias distais à fratura devem ser fixadas.

    An experimental investigation. Mikek M, Vidmar G, Tonin M Pavlovcic V: Fracture-related and implant-specific factors influencing treatment results of comminuted diaphyseal forearm fractures without bone grafting.

    Arch Orthop Trauma Surg. Epub Apr De sorte que o desvio dorsal é o mais observado e, a maioria das fraturas é extra-articular ou apresenta traço intra-articular simples. AO classification of fractures. Berlin: Springer; A. Sofrem força de cisalhamento. Fernandez DL. Fractures of the distal radius. Operative treatment.

    Ortopedia exames e diagnostico

    Instr Course Lect;—88, Cooney WP. Fracture of the distal radius: a modern treatment-based classification. Orthop Clin North Am;—6, Figura 5. Incidência em frente. Incidência em perfil. Incidência mediopronada. Notese a seta preta que indica o fragmento articular dorsoulnar melhor visualizado.

    Figura 6. Conceito das colunas. Em vermelho: coluna radial com a fossa do escafóide. Rikli DA, Regazzoni P. The double plating technique for distal radius fractures.

    Lafontaine descreveu cinco critérios de instabilidade: os quatro citados anteriormente e a idade acima de 60 anos. Os tendões flexores e extensores dos dedos e do punho podem atuar como forças deformantes na fratura. Preconiza-se gesso bem moldado, leve e antebraquiopalmar. Figura Naidu e cols. Essas placas têm por objetivo conter a força de cizalhamento. Radiografia em perfil. Ver Figura 6. Note-se o Fragmento do canto ulnar e palmar desviado pelo apoio do carpo.

    Correspondem ao Tipo 5 de Fernandez. Note-se a fratura da extremidade distal da estilóide ulnar à esquerda. Notese a fratura da base da estilóide ulnar à direita. Note-se a fratura cominuta envolvendo a base da estilóide e todo o terço distal da ulna à direita. O paciente pode ser estimulado a utilizar o punho acometido em atividades leves, sem carga, após a retirada dos pontos operatórios na segunda semana da cirurgia.

    Note-se a saliência da ulna no lado esquerdo. Incidência póstero-anterior de radiografia do punho. Ruptura tendinosa, que pode ocorrer tanto por fragmentos ósseos como por parafusos salientes.

    Distal radius fractures--classification of treatment and indications for surgery. Orthop Clin North Am. Wolff S. Distal Radius Fractures. Philadelphia: Churchill Livingstone: cap. Podem se apresentar nas formas isoladas ou associadas. Podem ocorrer também concomitantemente a lesões ligamentares do carpo1. A forma mais comum de trauma ocorre durante uma queda da própria altura.

    Uma vez feito o diagnóstico deveremos classificar a fratura. Encontraram uma ligeira superioridade da ressonância magnética. Com um perfurador, realiza-se a passagem do fio guia.

    Retiram-se os fios guias Figura 3A e 3B. Figura 3A. Raios X mostra parafuso canulado fixando a fratura do escafóide passado percutaneamente via volar Figura 3B. Identificamos o ligamento escafo-semilunar e o mais próximo possível a este passamos nosso fio guia direcionando-o para sair pela pele volar da base do polegar.

    Mede-se o tamanho do parafuso este é introduzido. Fraturas do escafoide. Fratura do Escafóide. Diagnosis of scaphoid fractures. A prospective multicenter study of 1, patients with fractures. Acta Orthop Scand ; Langhoff O, Aandersen JL.

    Consequences of late immobilization of scaphoid fractures. J Hand Surg ; Management of the fractured scaphoid using a new bone screw. J Bone Joint Surg ; Diagnosing suspected scaphoid fractures: a systematic review and meta-analysis. Percutaneous screw fixation or cast immobilization for nondisplaced scaphoid fractures. Fixation of nondisplaced scaphoid fractures: making treatment cost effective Prospective controlled trial. Journal Archives of Orthopaedic and Trauma Surgery ; Dias, C.

    Wildin, B. Bhowal, J. A Randomized Controlled Trial. The Journal of Bone and Joint Surgery. Internal fixation of acute, nondisplaced scaphoid waist fractures via a limited dorsal approach: an assessment of radiographic and functional outcomes. J Hand Surg [Am]. Saeden, B. Fracture of the carpal scaphoid: a prospective, randomised year follow-up comparing operative and conservative treatment.

    Acutrak screw fixation versus cast immobilisation for undisplaced scaphoid waist fractures. J Hand Surg [Br]. Rev Bras Ortopedia.

    Faça o download também: O SICALC BAIXAR

    Arthroscopic reduction and percutaneous fixation of scaphoid fractures with a novel dorsal technique. Results of arthroscopic reduction and percutaneous fixation for acute displaced scaphoid fractures. Scaphoid fractures: current treatments and techniques. Instr Course Lect. Internal fixation of scaphoid injuries using herbert screw through a dorsal approach. Hand Surg ; Devemos incluir as incidências pósteroanterior, perfil e oblíqua.

    Tratado de Medicina de urgência do idoso. Dimensões físicas do envelhecimento. Berek e Novak Tratado de Ginecologia. Veronese Tratado de Infectologia. Infecções Hospitalares. Vademecum de Clinica Médica. Current Medical Dagnosis e Treatment. Metodologia científica. Fundamentos da Metodologia Científica. Neuroanatomia Funcional. Neurociência da mente e do comportamento. Obstetrícia Fundamental.

    Obstetrícia Normal. Barueri: Manole, Ortopedia de Turek. Ortopedia e Traumatologia. Patologia Geral:Fundamentos da doenças com complicações clínicas.

    Patologia Geral: aborgagem multidisciplinar. Parasitologia Humana. Parasitologia Humana e seus fundamentos gerais.

    Rio de Janeiro: Guanabara, Manual de neonatologia. Tratado de Queimaduras. Ed Guia de bolso. Edital N. Dorival Pinheiro. Preserve o meio ambiente. Onde se lê 3. Rio de Janeiro : Guanabara Koogan, Diretrizes do ACSM para testes de esforço e sua. Brasília, DF: Senado Federal. Surgery of the Shoulder and Elbow. Autor: Pardini Editora: Medsi.

    GRÁTIS SIZINIO ORTOPEDIA DOWNLOAD

    Pequenas Cirurgias Ambulatoriais. Escrevendo baixinho: Bitar - a Atlas de Classificações em Ortopedia e Traumatologia. Ortopedia em Adulto. Traumatologia Ortopédica. Conhecendo sua Coluna: informações científicas para leigo. Atlas Comentado de Ultrassonografia Musculoesquelética. Manual de Cirurgia Astroscópica.