AS ACORRENTADAS DO FUNK DOWNLOAD GRATUITO

davidarseneaultproductions.info  /   AS ACORRENTADAS DO FUNK DOWNLOAD GRATUITO
postado por Rosette

AS ACORRENTADAS DO FUNK DOWNLOAD GRATUITO

| Gráficos e Design

    Contents
  1. Maninho Trama no camarim antes do show com As Acorrentadas do funk
  2. Woman In Chains
  3. Chicão CD's: Forró
  4. Guia Politicamente Incorreto dos Anos 80 Pelo Rock - Lobão

Clique agora para baixar e ouvir grátis Cd As Melhores do Funk Setembro { GL DOWNLOAD } postado por GL DOWNLOAD em. Funk. CDs / Músicas aqui para você:) ORDENAR: MAIS RECENTES, MAIS OUVIDAS, MAIS Downloads. 6K Fácil de ouvir, rápido para baixar. e ensaios e ouça on-line as músicas mais recentes de Acorrentadas do Funk. Fazer download de scrobbler · API do desenvolvedor · Downloads gratuitos.

Nome: as acorrentadas do funk download gratuito
Formato:ZIP-Arquivar
Sistemas operacionais: iOS. Android. Windows XP/7/10. MacOS.
Licença:Grátis!
Tamanho do arquivo:35.25 Megabytes


C', 'New York', 'Telaviv', 'Tokyo', entre outras metrpoles, com 'NUKES' nucleares, ameaando parcialmente destruir estas metrpoles, caso o Senado no concorde em substituir a Constituio por uma outra, a simioides. From the first editions until now, we have tried to keep faithful to our principles. Pois , confirma a Shanandra, o Juninho trabalhou como autnomo por uma semana; tinha ficado um ms de supridor em um supermercado, quando achou que j era o proprietrio, tomou um p na bunda; depois, como autnomo, achou, at, que iria ficar rico. A funo do feixe de micro-ondas criar a iluso de que no se est sendo observado em tempo real, que a pessoa pode se acostumar a ser explorada pelas micro-ondas e controlar, com sua prpria vontade, o EBL, o qual se camufla nas doenas mentais tradicionais, escondendo-se em meio a elas. No entanto, tudo aquilo que tinha planejado em termos de sonoridade e capricho para o meu disco foi para o espaço. O Yur senta no sof, muito social como sempre, as pernas cruzadas e as duas mos postas na canela direita, se acomodando. A desconcertante escalada de Ritchie ao topo das paradas A minha nova moradia, com Ritchie como vizinho de porta, iria me render mais surpresas ainda, e de dimensões demenciais. Ronnie Von - O Pequeno Príncipe. Sambas Históricos. Plugin W. Polcia Civil e Polcia Militar, mais prontamente registrar estes casos de ataques por micro-ondas e 'biochips'. O Junior fecha a caixa de fsforos e a coloca novamente por sobre a mesa, desde um pequeno aqurio, na estante, o seu peixinho, um 'Beta Splendens', o observa. Paulo Diniz - E agora, José. Na minha rotina de reinvenções e renascimentos, acabei por me tornar apresentador de TV por um tempo detestei e inaugurar a minha carreira de escritor onde tive a irônica sorte me tornar um bestseller logo com o meu primeiro livro. Foram as mortes de artistas fundamentais um fator decisivo?

Funk. CDs / Músicas aqui para você:) ORDENAR: MAIS RECENTES, MAIS OUVIDAS, MAIS Downloads. 6K Fácil de ouvir, rápido para baixar. e ensaios e ouça on-line as músicas mais recentes de Acorrentadas do Funk. Fazer download de scrobbler · API do desenvolvedor · Downloads gratuitos. Clique Aqui Baixe Ouça e Compartilhe Esse Lançamento Mp3 (download Melody Novo) Mês de Fevereiro de » MC GUINHO GTRES E. Gosto de ser acorrentada Funks que embalaram os bailes em Tati Zaqui, Mc Livinho, Mc ara. Baile funk Mc WM, Mc Loma, Mc Lon, Dani Russo. Maninho Trama no camarim antes do show com As Acorrentadas do funk Maninho Trama no camarim antes do show com As Acorrentadas do funk. « Voltar.

You better love loving and you better behave You better love loving and you better behave Woman in chains Woman in chains. Well, I feel lying and waiting Is a poor man's deal A poor man's deal And I feel hopelessly weighed down By your eyes of steel Your eyes of steel Well, it's a world gone crazy Keeps woman in chains Oh, oh, oh, oh, oh Woman in chains Woman in chains.

Trades her soul as skin and bone You better love loving and you better behave Sells the only thing she owns You better love loving and you better behave Ooh, ooh Woman in chains The sun and the moon Woman in chains.

Men of stone! Hey, baby No, no, ooh. Well, I feel deep in your heart There are wounds time can't heal Wounds time can't heal And I feel somebody, somewhere Is trying to breathe You know what I mean It's a world gone crazy Keeps woman in chains. It's under my skin, but out of my hands I'll tear it apart but I won't understand I will not accept the greatness of man.

It's a world gone crazy Keeps woman in chains Gone crazy Woman in chains. É melhor gostar de amar e é melhor se comportar É melhor gostar de amar e é melhor se comportar Mulher acorrentada Mulher acorrentada. Bem, eu sinto que deitar e esperar É uma atitude de um homem pobre Atitude de um homem pobre E eu me sinto completamente oprimido Pelos seus olhos de aço Seus olhos de aço Bem, é um mundo que enlouqueceu Mantendo a mulher acorrentada Oh, oh, oh, oh, oh Mulher acorrentada Mulher acorrentada.

Homens de pedra! A Miri pula de dentro das pupilas dilatadas da Fernanda, exclama e prossegue: -- deixa eu ver se entendi, comparando o que o Johnny est dizendo com o depoimento do Tonho, sabemos que o equipamento emite radiao eletromagntica que, ao atingir a pessoa, gera uma resposta em forma de interferncia eletromagntica no crebro, certo? Miri, exclama o Johnny: concordas, Tonho? Se a vtima no usa um capacete ou roupas antieletromagnticas, a transmisso dos dados entre o crtex e o satlite to intensa que a inteligncia artificial que parasita a vtima se estabelece como um filtro entre o consciente e o inconsciente da vtima, lendo em tempo real estas duas frequncias de pensamento de forma to sincronizada, que a vtima perde a conscincia de si prpria, obedecendo cegamente aos sonhos que so artificialmente injetados em seu crtex.

Se por um milagre a vtima perceber o ataque de micro-ondas e tiver a sorte de conseguir proteger o crnio e o rosto a tempo, por exemplo, misturando grafite em p com tinta acrlica e pintando uma telinha de tecido similar a de um mosquiteiro para proteger a face, a intensidade de vaso dos dados do crebro para o supercomputador tendo sido minimizada com este apetrecho caseiro, a vtima se acorda do 'transe' e luta.

O Johnny balana a cabea indicando concordar e acrescenta: -- sim, e s para ilustrar o aspecto geopoltico na da Amrica do Sul e Central, o objetivo do "Sistema de Inteligncia Artificial" poderia ser, mais especificamente, alm de provocar este "Coma Induzido em Estado de Viglia" aos cidados comuns, criar paranias entre os governos de uma forma cirrgica, at ento nunca vista, gerando guerras ou fraudes financeiras, na estratgia geral do 'dividir para conquistar', complementa o Johnny -- Sem falar que, no capitalismo, as clnicas psiquitricas teriam muito a lucrar com o aumento das incidncias destas doenas, porque os lucros destas empresas dependem de um crescente aumento da demncia; o NSA, por conseguinte, seria o maior aliado de mdicos psiquiatras inescrupulosos e das clnicas particulares que os contratam, desabafa a Miri.

E no nos esqueamos da implantodontia, porque tive de pagar mil e quinhentos dlares para retirar um implante de micro-ondas enxertado no meu primeiro molar superior direito, um mercado em franca expanso, muitos odontlogos inescrupulosos j estando embarcados na folha de pagamento de laboratrios de guerra e crime organizado.

Alm do que o Tonho esqueceu-se de mencionar que o Maser de Micro-ondas no faz apenas a leitura do Crtex, ele pode estimular diretamente as Gonadas, ou rgos internos ntimos das mulheres, estabelecendo um filtro psicossomtico entre o crebro e os estmulos hormonais, o qual pode levar as vtimas ao colapso, mesmo que se proteja o crnio com um capacete antimicro-ondas, da a. Lembro-me que o. Tiveste, contudo, Tonho, a sorte de detectar o ataque e perceber que o NSA estava ilegalmente 'hackeando' o teu crebro; uma sorte relativa, porque mais algumas semanas e o NSA vai finalmente descobrir a chave de freqncias para 'resetar' o teu crebro e tu sers mais um Zumbi sob o controle dos Marcianos no Pentgono, adverte o Johnny.

A galera se entre olha ao ouvir a exclamao do Johnny, aquele grito de tenor vibrava idiomaticamente, de uma letra de rock'n'roll parecia o refro, algo a clamar, premente, arranjos de baixo, guitarra e bateria.

Infelizmente, no temos muito tempo, prossegue o Johnny: os funcionrios federais e de todas as naes lacaias do Eixo, em sua grande maioria, j esto sob o controle dos Marcianos no Pentgono, ou seja, no so mais seres humanos biolgicos e , sim, 'SIMIOIDES'; so pessoas que tm seus pensamentos sincronizados com os supercomputadores e inteligncia artificial; os Marcianos no Pentgono jamais permitiro que a iniciativa privada do planeta Terra e a Lei, polcia civil e militar, possam utilizar a 'Telefonia Cerebral' de forma transparente e com a superviso do Poder Judicirio; os Marcianos no Pentgono no respeitam a Constituio ou a Lei, querem impor uma constituio simioide ao povo Norte-Americano e, em cada pas do mundo, impor-se.

O 'Uncle Sam' um sistema prisional ilegal originado nos satlites espies da C. A, os quais bombardeiam indiscriminadamente o planeta terra com micro-ondas e perptuas experincias de tortura em seres humanos, at que as vtimas, vencidas, se transformam, na melhor das hipteses, em prisioneiros do Governo Federal, terminando por se acostumar com o Capitalismo ao ponto de se esquecerem que j foram transformados em zumbis, tornando-se passivas e submissas, como resultado do enfraquecimento das funes neuronais por exposio contnua aos feixes de micro-ondas, os quais podem induzir, alm do cncer e doenas neurolgicas irreversveis, doenas mentais temporrias, o que tm causado acidentes de trnsito, domsticos e em fbricas, entre outros.

Meu pas criou o crime perfeito e o Partido Republicano traiu os ideais da Revoluo Americana! O Yur, ao ver as lgrimas escorrendo pelo rosto do Johnny, faz uma cara de 'Cavalo Louco' e exclama: -- venham! O documentrio vai explicitando as motivaes destes massacres urbanos; ao mesmo tempo, da 'Esquina Democrtica', Avenida Borges de Medeiros com Avenida Senador Salgado Filho, chegam-nos, ao vivo, imagens das militncias de outros partidos solidrios que vo , igualmente, comemorando as novas leis promulgadas pelos municpios brasileiros, os quais exigem a instalao de detectores de micro-ondas e escudos contra radiao Frey, RNM e EBL, saudando os 'Heris Trabalhadores Norte-Americanos', Ecologistas e Defensores dos Direitos Humanos, nesta segunda e desigual Guerra Civil NorteAmericana.

Prossegue, no Telo, o documentrio: Existem pessoas srias nos altos cargos, ao menos nos eletivos. Seria uma maneira de animar a galera nos fruns de debates e, com o dinheiro dos 'shows', agente se autofinancia, o que acham?

As gurias olham para o Yur esperando por uma resposta. O Thrash torce o nariz para as gurias: -- olha a, todas babando, s porque o Yur alto e tem olhos verdes. A Fernanda desconversa: " -- por falar em shows, cad o Gordo Punk? Enquanto eles no chegam com as novidades, vamos dar uma olhada se recebemos algumas postagens no Frum Frey? Estou escutando algum entrar no salo, v o que eles conseguiram?

A, escondeu o resultado das pesquisas dos deficientes fsicos, aqueles que mais precisavam dos resultados, e os adaptou para prejudicar s pessoas em geral, criando deficincias em quem no as tm e novas formas de desabilitar fsica e mentalmente aos Libertrios, Democratas e Socialistas, relata a Miri.

A galera se entreolha. Primeiro eles conseguiram fazer com que o deficiente se comunicasse com o computador por intermdio de eletrodos no crebro,. Todos olham para a Miri, que encolhe os ombros e d uma disfarada. A Shanandra, em meio as bruxas e em volta do caldeiro, sorri.

Segundo posso ver aqui no frum, a primeira utilizao prtica das micro-ondas Frey, a partir de , foi a de enviar instrues de sabotagem para terroristas Norte-Americanos infiltrados nos pases socialistas; os Russos e os Chineses eram as vtimas deste tipo de comunicao ilegal, apenas que os criminosos ainda no dispunham dos cavalos de Tria, vulgo Torres de Celular , Redes de Satlites e Supercomputadores, com essas novas capacidades neurolingusticas e de Filtros de Inteligncia Artificial, tecnologias que foram recentemente combinadas, integradas e orquestradas pelo NSA a partir de , revela o Johnny.

A conseguiu fazer muitas fraudes utilizando este sistema, e os Russos foram lesados em bilhes de Rublos, porque a C. A operava fraudes milionrias contra a economia sovitica e, ao povo pobre e humilde, excludos do conforto tecnolgico, o que restava era ir precariamente sobrevivendo em meio a de msica de garagem, e a sonzeira continuou rolando at , quando, nem mesmo os pobres e os humildes, seriam poupados das agresses pseudocapitalistas, quer na Amrica do Norte, quer em qualquer parte do mundo, e as crises e golpes financeiros perpetrados atravs do.

Telefone Cerebral continuam crescendo; a recente 'crise das hipotecas', nos Estados Unidos da Amrica, sendo, apenas, um dos resultados do monoplio estatal do NSA na tecnologia do Telefone Cerebral, o qual dificulta quaisquer fiscalizaes e privilegia as Fraudes.

Maninho Trama no camarim antes do show com As Acorrentadas do funk

As bruxas esto felizes catando cogumelos pelos campos, o salo est completamente escuro, exceto pela janela, do outro lado da qual debruados duendes nos observam, bem ao fundo para alm das venezianas, constelaes de estrelinhas piscantes aproximam-se emoldurando aqueles curiosssimos rostos, cada qual reconhecendo, no reflexo dos lquidos nas taas de todos os companheiros, sua prpria face espelhada : " -- Estamos aqui, estamos aqui!

O Tonho no de beber, deixa ele. As duas Miris na minha frente, todos duplicados, clonados, as personagens, o leitor, o escritor, o livro, as pginas amareladas da histria: afinal, qual o legado da antigidade?

A galera vai procurando algumas respostas em meio ao documentrio no Telo: Frey", aquilo foi ; hoje em dia, a radiao eletromagntica modulada produz sons "3D" diretamente no crtex auditivo e imagens '3D' diretamente no crtex visual.

Os satlites monopolistas Federais localizam a vtima e as torres de celular vo sendo secretamente acionadas para atingir as vtimas com microondas Frey, RNM e EBL, enquanto equipes de terroristas dos governos capitalistas lacaios instalam, em prdios prximos s vtimas, o equipamento para ir, ilegalmente, medindo os nveis de radiao e garantir a maximizao da ao das Armas de micro-ondas, dados os quais sero,.

As pessoas atacadas com micro-ondas em seu "lobo frontal" muitas vezes rasgam seus documentos, destroem seus pertences e, quase sempre, terminam em hospitais psiquitricos, o local perfeito para para a ao dos perpetradores em suas experincias estilo Josef Mengele; mas como separar as doenas comuns destas eletronicamente induzidas por micro-ondas?

Pergunta o apresentador a sua audincia e prossegue: No h como separ-las, mesmo as doenas que no so induzidas eletronicamente, que so genticas, no sc. XXI, dado ao grau crescente de poluio eletromagntica, fazem do fentipo um alvo de interferncia constante pela a ao de micro-ondas, as quais, sabemos, tm um efeito direto no crebro humano; sem a monitorao do nvel de radiao de micro-ondas no h, portanto, sequer a possibilidade do exerccio de uma medicina sria no sc.

XXI, porque at os doentes mentais podem ser vitimados por ataques de micro-ondas, conforme as necessidades do 'Tio Sam' em somatizar os crebros humanos naquele determinado momento; infelizmente, os detectores avanados de micro-ondas no so de conhecimento ou uso dos mdicos, polcia civil ou militar e, sim, dos perpetradores, os quais instalam estes carssimos equipamentos, secretamente, em locais prximos s torres de celular, para ir, criminosamente, acompanhando, em pronturios de sade pblica ilegalmente obtidos, as doenas endmicas de cada bairro e a possibilidade estatstica de estas doenas estarem sendo induzidas pela radiao das Torre de Celular ou, por elas agravadas, e, dentro destas mesmas regies, ir verificando a eficcia do efeito Frey, RNM e EBL na destruio das vidas das.

Ento, na surdina, grupos criminosos vo fazendo um levantamento de todos os problemas mdicos da populao em torno das torres de celular, por exemplo, e comparando as informaes com os pronturios mdicos roubados dos postos de sade e INSS, e vo cruzando estes dados com os nveis de radiao aferidos atravs de 'Detectores Avanados de micro-ondas', relatrios os quais, em um segundo momento, sero comprados por laboratrios de Guerra.

O Johnny interrompe a ateno da galera e sacode as mos ansioso, dizendo concordar plenamente com o documentrio neste ponto, e fala: -- gente, se a vtima assiste tv, e tem emoes fortes, os feixes de micro-ondas se intensificam, porquanto o supercomputador fica tentado aproveitar ao mximo estes momentos para atacar a vtima, a qual se v fragilizada devido a forte emoo; aquilo, de uma certa forma, vai estragar o prazer de o carinha assistir televiso; a pessoa, muitas vezes, no percebe que o 'COPYRIGHT' dos filmes ou da programao que chega pela televiso est sendo alterada diretamente em seu crtex visual ou auditivo; sente, apenas, um intenso mal-estar, a sensao de estar sendo abusada e desiste de assistir o filme, e por a vai; este o mtodo de censura no sc.

XXI e, igualmente, de competio desleal entre empresas que querem forar os seus produtos na populao, sabotando a 'PATENTE' ou o 'copyright' de outras empresas diretamente no crtex do consumidor. O Johnny escuta a Fernanda atentamente e seu rosto se contorce em uma expresso de pesar; a concretizao dos sonhos simioides de Himmler pelo triunfo do Quarto Reich, em Washinton D.

C, fazem-lo sofrer, arregalar os olhos, balanar a cabea inconformado, e o Johnny parece ter. Os perpetradores, ao atacar, procuram entorpecer as vitimas e faz-las acostumar-se com o estupro dirio de seu crebro pelas autoridades Federais que se consideram mais que o Criador. As pessoas poderiam ser salvas, se existissem detectores de radiao de micro-ondas e o conhecimento de como proteger a populao civil destes ataques contnuos de radiao; as 'Secretarias de Segurana Pblica' dos Estados tendo falido, precisaremos solicitar que as 'Empresas de Segurana Privadas' possam detectar os ataques de microondas, mesmo porque implantes de micro-ondas em vigilantes de 'Empresas de Transporte de Valores' tm facilitado roubos milionrios perpetrados por Federais, que usam estes implantes de micro-ondas para se comunicar, durante os assaltos que promovem, atravs desta modalidade de comunicao que a ANATEL 'respondebb bancodobrasil.

Ento, no meu entender, a pessoa deveria procurar 'Empresas Particulares de Segurana Privada' e pagar para ter uma estrutura contra ataques eletromagnticos, porque as firmas de segurana, muitas, j comeam a usar Radares para proteger as pessoas e os estabelecimentos comerciais, e eles sabem que, muitas vezes, seus sistemas eletrnicos e, at mesmo, os vigilantes, so atacados por Armas de micro-ondas, que desativam os alarmes e tem efeito Barbitrico sobre os vigilantes, dopando-os eletronicamente.

Acredito que daria, tranquilamente, para o indivduo sob ataque eletrnico, se ele j dispuser, em sua residncia, de placas de ferro, zinco ou ao e colches encharcados com gua salgada ou grafite, paredes duplas recheadas de garrafas de plstico cheias de gua salobra com pedainhos de palha de ao, bombril, proteger-se parcialmente do ataque, umas duzentas e quarenta garrafas plsticas de dois litros cheias de gua salgada seriam o suficiente par se criar uma pequena proteo antimicro-ondas, e se ele ou ela j tiverem encontrado uma maneira de proteger o crnio com materiais antieletromagnticos, esponjas encharcadas em grafite, acredito que poderiam, a situao defensiva estando estabilizada e sob controle, buscar, com suas prprias foras e presena de esprito, notificar o Posto de Sade, um mdico e um assistente social, a fim de registrar o 'Ataque Eletrnico' que se est sofrendo, para 'Fins de Direito', junto Polcia Civil, adicionando, na.

Se a pessoa no se protegesse, primeiro, da radiao neurotxica, chegaria ao Posto de Sade apavorada e em estado de pnico, como consequncia de neurointoxicao eletromagntica, e seria, sumariamente, tratada como doente mental, e isto o que ocorre nos Estados Unidos da Amrica; o cidado que denuncia que est sendo atacado pelos Federais internado como doente mental, e os criminosos continuam a agir livremente, porque usam tecnologia espacial.

Hartmann, CRM , e ao mdico G. Flvio, CREMERS , pedindo que um Alerta destes 'implantes de micro-ondas' fosse oficiado pela Unidade Bsica de Sade junto ao Conselho Municipal de Sade; contudo, se o sujeito que est sendo atacado eletronicamente no apresentar nenhuma evidncia, realmente, acaba sendo tratado equivocadamente como Doente Mental, e por isso que os Federais continuam roubando Bancos e Carros Fortes com auxlio desta tecnologia de Radar, e ningum fica sabendo que so eles.

No podemos nos esquecer das lies da histria, prossegue o Johnny, de tempos em tempos. A para enganar o F. I e fazer o contribuinte NorteAmericano de otrios, permitindo que a Lei tenha acesso apenas quilo que irrelevante e o NSA consiga, criminosamente, controlar os Magistrados, Deputados, Promotores e Senadores Norte-Americanos, em total violao Constituio Norte-Americana.

A Fernanda olha para mim e pergunta: -- e no Brasil? A propagandear o enorme nmero de funcionrios federais brasileiros e estrangeiros que eles mantm neste sistema de escravido mental por micro-ondas, porque eles te conectam com funcionrios federais Brasileiros, desabafo, e com brasileiros em todos os campos e nveis do governo para provar que todos os principais postos da administrao brasileira j esto dominados pelos Marcianos no Pentgono, e que milhares de Brasileiros e Brasileiras j esto sendo controlados por satlite, dominados pelas micro-ondas Frey, RNM, EBL e que no h escapatria, seno obedecer cegamente as imposies dos governos Federais lacaios ou perecer de cncer, Alzheimer ou outras doenas neurolgicas por continua e excessiva irradiao de micro-ondas, ou simplesmente ser tratado como doente mental, que o prmio para quem se recusa em cooperar com o terrorismo.

Sabe, para os Simioides no pentgono, que colocam o seu capacete de internet para ir acessando diretamente o crebro das vtimas, a misso deles ir s testado os seus sistemas de combate e de obedincia, ir aprendendo a alterar, descapacitar ou reprogramar o crebro das pessoas como.

O Yur pega o 'computador de colo' do Gabriel e vai digitando aquele URL, para verificar a foto das roupas antimicro-ondas. A galera, enquanto aguarda, acompanha o documentrio no Telo: Durante o ataque com micro-ondas, dependendo da programao neurolingustica imposta, a vtima no consegue coordenar o movimento dos prprios olhos, porque os globos oculares da vtima so forados a moverem-se sozinhos em direes as quais correspondem a programao neuroligustica imposta e a acuidade visual, muitas vezes, fica bastante comprometida, o que.

Pergunta-se o Apresentador do Documentrio solidrio com sua audincia e prossegue: Ento, sob um ataque de micro-ondas, vemos as pessoas carentes indo de um servio de internet gratuito a outro, do excelente servio de internet popular do 'Sindicado dos Logistas de Porto Alegre', no Mercado Pblico, praa Quinze, at o excelente servio de internet da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, na praa da Matriz, tentando descobrir como os outros 'Homo Sapiens' esto se saindo, e vamos caminhado por essas amveis ruas que ainda mantm um qu de Portugal, em sua atmosfera afetiva, a ver se o movimento do corpo diminui um pouco a sensao de eletrocusso imposta pelo Frey, RNM e EBL, tentando escapar deste Maser de microondas que vai perseguindo a vtima, no importa onde ela v; o rosto dos amigos esquecidos, pelas caladas, teatros, cafs, ressurgiro?

Aquelas feridas vindas do nada, seriam tiros de satlite, disparados contra ns, civis indefesos e desarmados no solo? Ter a aura sobre o cranio escaneada e tragada para dentro de um supercomputador que vai processando o pensamento humano antes mesmo que possamos completar nossos pensamentos; estes programas de robtica dos aliengenas na NASA e que esto sendo utilizados para nos estuprar 24 horas por dia, seriam fico ou realidade hoje, em ? As pessoas se divertem, preparam-se para sair, quem fica em casa se pergunta, " -- tudo ento continua to normal?

Efeito Frey Modulado'? Tudo ento continua to igual como sempre foi, um passeio ao domingo sem pretenso; o parque da Redeno lotado e todos se divertindo, aquelas maravilhas nos cus profetizadas na bblia, seriam os satlites que a mdia no queria que a populao enxergasse? Final de campeonato, ltimo jogador a bater os pnaltis e eu dou um bico para fora Ri-se o apresentador no Telo, descontraindo um pouco e prossegue O testes de bombardeamento de pessoas com micro-ondas para o a transformao dos 'softwares' de robtica em softwares para zumbis comeou em e os primeiros ataques comearam a ser denunciados nos Estados Unidos da Amrica em ; pessoas que se negavam a pagar os impostos mquina estatal monopolizadora e que, portanto, nevam-se a financiar as armas de destruio macia do Estado Totalitrio, eram bombardeadas com micro-ondas, e as denncias eram misteriosamente deletadas dos URL's e dos discos rgidos dos computadores pelos Federais.

Buda, Jesus Cristo, enfim, o Criador, no sculo vinte e um, esto sendo substitudos pela fuso da mente humana e inteligncia artificial. Poderia Sigmund Freud, acaso, prever toda esta estrutura invisvel cento e trinta e um anos atrs? O que seria a felicidade, mendigos a contemplar mendigos, todos brigando para poderem ter acesso tecnologia do 'Telefone Cerebral', ganhar uma bolsa secreta para utilizar o 'EBL' e entrar para o servio pblico recebendo o gabarito das provas dentro dos ouvidos, ou pagar para ter acesso a essa tecnologia de comunicao ilegal e poder entrar na mente das pessoas que tu no gostas, destru-las psiquicamente apenas com um controle remoto nas mos e poder ter os pensamentos delas verbalizados na tela do teu computador, e se ela ou ele no estiverem pensando com palavras, basta apertar o botozinho dos programas antigos do NSA que foram a pessoa a colocar as imagens que ela tem na cabea em formato de frases audveis, e que esto a disposio de quem quiser baixar, porque j foram substitudos por outros programas mais avanados que permitem aos criminosos ouvir e ver com os olhos e ouvidos da vtima Lembram quando ramos felizes?

Desabafa o apresentador e prossegue Respondem as pessoas entrevistadas pelo apresentador do documentrio pela rua nas imediaes da Esquina Democrtica e prosseguem: Esse feixe de microondas, ele est sobre ns, interfere em cada pensamento, em cada emoo, nossas vidas se tornaram insustentveis, impossveis de viver, se morrssemos hoje, sequer poderamos ser Julgados pelo Criador, porque nos foi retirado o livre arbtrio, estamos somatizados ao Tio Sam.

Responde o apresentador ao comentrio do transeunte em meio a 'Esquina Democrtica' em Porto Alegre e abre um velho fanzine amarelado, datado de , vinte e um anos atrs, e o l para a audincia: E como termina este livro? No termina, porque enquanto as micro-ondas estiverem ocupando o meu crebro no terei capacidade mental sequer de elaborar esta narrativa, ento fica aqui o nosso endereo, 'portoalegre.

Vai comentando o apresentador no Telo, em meio ao qual, aparece a 'foto do biochip' Olha a, gurizada, a cano 'Howling at The Moon' para vocs: "o bagulho est chegando, os avies esto aterrissando O Sulfuroso vai cantando, esmerilhando na guitarra e no vocal. Os tericos do partido republicano nos EUA no querem correr riscos; se as armas de destruio macia do capitalismo falharem, como podero os. Totalitaristas frear as vontades de bilhes de pessoas que desejam um mundo melhor?

Quando os capitalistas no mais puderem suprir o mundo com desemprego, guerras, fome e drogas, quem poder esmagar a massa desesperada de pessoas e coloc-las de retorno a mais hedionda e absoluta escravido? A resposta saiu dos laboratrios eletrnicos do 'DOE', o vulgo Departamento de Entropia, e se alicera no projeto 'Guerra nas Estrelas', no qual as torres de celular e as micro-ondas disparadas por satlites sero o suficiente para induzir bilhes de crebros mais hedionda submisso.

Um santo remdio para os problemas de disciplina, corrobora a Fernanda, sorrindo para a Tati com o canto da boca: -- cad o Thrash? Escuto ao longe gritos e risos entre a galera. Estes adultos jovens, que nasceram nos anos oitenta,.

A Rdio difuso foi uma inveno que alterava indiretamente o comportamento das pessoas, se a considerarmos como a primeira experincia de somatizar os seres humanos por intermdio de um meio invisvel; ela no agia diretamente no crebro, precisava de um receptor e um alto-falante, ao contrario das micro-ondas Frey, as quais podem agir diretamente no crebro causando o fenmeno de audio cerebral Frey. Os pseudocapitalistas temiam as transmisses de rdio socialistas, e utilizaram-se de meios eletrnicos para bloquear os sinais de rdio da 'Voz da Rssia' nos tempos da Unio Sovitica, ou seja, os NorteAmericanos no queriam que aquelas ondas eletromagnticas radiais entrassem em seu espao areo, e, principalmente, no queriam que aquelas transmisses entrassem nos lares dos trabalhadores Norte-Americanos; hoje, no sc.

Vocs j viram, em alguma novela, dois homens ou duas mulheres se beijando? A tv machista e sexista por definio. Tento raciocinar, tenho dificuldade, vou pensando em silncio e com lerdeza, me arrastando, as vozes 'Hollywoodianas' Frey do coronel do Mossad, vulgo 'Movimento Satelital de Somatizao Antissemita Ditatorial' e do Major das psicotropas, me atordoam, assim mesmo vou acompanhando, do alto do p, uma corda que vem descendo e, l embaixo, do Telo As respostas de radiao suja do abominvel crebro daquele hospcio chamado NSA.

O documentrio no Telo, a voz da galera e o resduo de interferncia EBL me jogam em um turbilho; terminaro todos como eu, no cativeiro do Efeito Frey, RNM e EBL, vinte e quatro horas por dia, at que seus crebros sejam consumidos por doenas neurolgicas como punio por desejarem ter conscincias biolgicas naturais e livres? Vou subindo pela corda at o que parece ser um helicptero, "que achas Tonho?

Acho que deveramos meter o machado neste p de feijo gigante. Vejo, atravs da janela do helicptero, minha imagem, duplicada no tempo, conversando alguma coisa com a galera no salo.

Qual de ns seria o Antpoda? S no consigo compreender que redemoinho de vozes aquele ao meu redor l embaixo, ou o porqu de ter sido caricaturado dentro de uma canoa em meio aos desenhos sobre a mesa.

Toca um celular, no consigo identific-lo pela musiquinha, o barulho do rotor ensurdecedor. O Junior, finalmente, atende o celular. Que viagem, estamos em ! As palavras da Miri tm uma colorao verde amarronzada, fazem o cho ondular, por breves instantes parece que todos esto caminhando de costas Acorda meu! O coronel do Mossad, vulgo Movimento Satelital de Somatizao Antissemita Ditatorial e o Major Americano pe-se a rir, s eu posso escut-los debochando por dentro dos meus ouvidos, o que me causa grande malestar: "-- Viu , Tonho, todo o mundo sabe, e as escolas Norte-Americanas de medicina provaram que as torres de celular no tm radiao.

Riem-se os estrangeiros de ns, terceiro mundistas, enquanto as pessoas vo adoecendo, morrendo e recebendo tratamento. Estou sufocando em meio a poluio de micro-ondas. Os cidados Brasileiros acham que esto protegidos pela lei e pela legislao, tm a Cmara dos Vereadores e a Assembleia Legislativa zelando por sua segurana e sade.

Os jornais televisivos garantem que no existe nenhuma epidemia Eletrnico-Biolgica espalhando Alzheimer, Parkinson e doenas neurolgicas vrias entre outras. A voz do Coronel do Mossad, vulgo Movimento Satelital de Somatizao Antissemita Ditatorial ressurge e berra: -Voc foi sentenciado a morte em absncia e ser executado com doses contnuas de radiao de microondas pelo satlite espio da C. O Maj. NorteAmericano, com aquela tpica voz de macho Hollywoodiano, declara o porqu da sentena: -- voc, Johnny, alertou o partido democrata do plano de dominao mundial por radiao de micro-ondas e, agora, todos sabem que seus crebros podem funcionar e obedecer como se fossem um telefone celular, bastando ao satlite espio da Central de Ignorncia Aliengena atribuir, a cada crebro humano, nmeros de celulares e ir acionando ilegalmente as torres de celular 'ELF' com o sistema de despistar rastros do NSA, que vai alterando os.

Chop, chop, chop! Grita a galera: "sai de baixo, madeira! A galera pe o machado e derruba mais um Cavalo de Tria. Sem essa de metafsica, Junior, cad minha sombra digital? No posso conter umas risadas, o Thrash nos olha meio desconfiado, acreditando que fora subtrado de sua sombra digital: -isso mesmo, respondo, e converter o teu DNA, Thrash, em uma equao eletromagntica, para da, esto, envi-lo, na velocidade da luz, at a 'Constelao de Libra. Tenta contabilizar o Thrash usando os dedos das duas mos como baco, terminando por perguntar, em concluso: O Thrash olha para mim e pergunta: -quanto que d quatrocentos mil anos?

Vou atravessando a ponte para o outro lado; bem na metade, paro; ti--t--tu-e! Abro a porta e sigo aquela voz, o corredor, de paredes midas, tem o um cheiro caracterstico de maresia; o Junior, na sala, est teclando no 'pc' e ele me pergunta: -- porque demoraste? Que chapu estranho! No vai me dizer que as funkeiras fizeram a tua cabea, alha a, tua roupa bilha, est cheia.

O Junior interrompe meu pensamento e, antes que possa me referir festa que est rolado na sede do Partido Verde, ele exclama: -- eu estava muito mal! Enquanto o Junior desabafa, olho o dia na tela do computador, data setembro de ; lembro do rosto radiante do Junior dois minutos atrs, estvamos em 5 de Junho de , e ele parecia bem mais jovem do que agora.

O Yur vai entrando e cumprimenta o Junior: -- a, doutor Mengele, como que!? O Junior faz uma cara comprida de borracha que vai esticando, esticando, ento faz um gesto abrupto e mudo de oi com a cabea e olhos arregalados e repete: "-- doutor Mengele?!

O Yur senta no sof, muito social como sempre, as pernas cruzadas e as duas mos postas na canela direita, se acomodando. E esses "Hd's" na cabea do Tonho, acho que alguma ideia tua, no , Junior?

S ento olho para o espelho na parede e, de fato, estou com seis discos rgidos de computador presos com fita crepe em torno da cabea e revestidos com dois metros quadrados de borracha para m de Geladeira, ferrita de cobalto flexvel, cuja funo seria a de gerar um campo magntico zero, o qual poderia, quem sabe?

S ento me recordo que j faz vinte e quatro meses sob severo ataque de microondas, e tive que improvisar algumas placas de ao polidas, contedo dos "Hd's", que refletem e ligeiramente bloqueiam o Maser de micro-ondas, escudando me para dificultar um pouco a ao do Telefone Cerebral, EBL, em meu crebro, houvera encharcado as roupas com lubrificante de fechaduras, GRAFITE, que brilha como 'gliter', porque esta forma alotrpica do carbono um bom.

O Junior, pressentindo a a chegada indesejvel do Yur, retirou, antecipadamente, o vdeo de humor da 'Lady Kate' na tela do pc e deixou rolando um 'Synergy', metal de 'mina'. Aquela lembrana faz o Yur buscar algum tipo de anestsico; deixa eu colocar um clip a.

O Yur vai ao teclado, no 'youtube', e coloca um 'I hate you' da banda Slayer; e tu, foste no 'Bambus'? Se fosse na boate Neo, at iria. Lemos o texto no perfil do Yur: -- tem um qu de letra de msica em formato de contos erticos, comentamos.

O Yur acha nosso criticismo literrio engraado e fala: -- estou lendo o livro 'cyberpunk', bem legal, vou procurar ele aqui, no 'pc', em alguma biblioteca digital, para vocs darem uma olhada. Tonho, abre l para mim. Um "pit bull" de olhos verdes, mandbulas de terrier, acordo com aquelas patas por cima de mim, o 'tiranorotweilersauro' aciona uma mola invisvel, me impulsiona para cima; deitado, em meu saco de dormir, debaixo de uma marquise, estarrecido, dou um pulo: Yur?!

Um transeunte me segura pelo brao; a avenida Sete de Setembro d voltas pelo ar e vai girando em curvas elipsoidais; ouo algum perguntar me se estou bem: Tomara que a tinta seja ecolgica, tinta de jornal no deveria ter chumbo, penso comigo, lendo de baixo para cima; pela rua, outros transeuntes vo lendo as notcias que vo passando por debaixo de seus ps: "conseguiram descer em Marte utilizando a tecnologia do 'Shuttle' Invisvel, vo e voltam e ningum v nada", comenta um; "e de l pretendem recolonizar o planeta Terra com genes simioides puros", comenta o outro.

Devem estar falando dessas novas raas de seres meio homens, meio 'inteligncia artificial', na qual os capitalistas se transformaram, penso comigo, ao acordar dentro deste pesadelo. O que eu era ontem? O que sou hoje? Um morador de rua. Acho que estou caminhando de costas para as pessoas, ningum parece me entender: -- "ser que j recolonizaram o planeta Terra e no fiquei sabendo"?

Algum, ao redor de um fogo de cho urbano, me estica uma xcara com um caf bem quentinho e fala: -- desculpe informar, mas o planeta Terra no existe mais. Espera a, deixa ver se entendi; os capitalistas destruram tudo, seria isso? Ento tivemos a terceira guerra mundial e eu perdi o espetculo!? No pode ser! Se o dia de ontem teve mil horas e, realmente, estamos no Futuro, manda-me de volta, talvez ainda possa conseguir com os cambistas, da C. A ou Mossad, algum ingresso para assistir o 'show'; digo, poderamos, quem sabe?

I e pedir que eles segurem. A e o Mossad venceram: as Metrpoles capitalistas foram substitudas por uma nuvem nuclear, a exemplo de 'Hiroshima' e 'Nagasaki'; ns, Judeus Marxistas, perdemos.

A montanha-russa trava de supeto; meu corpo jogado para trs, dou com a nuca na caada; abro os olhos em sudorese, assustado, em meio a alguns transeuntes; uma senhora gorda me alcana um pedao de po, e pergunta: -- tens diabete?

Afasto as patas de seu mascote, os olhos verdes fixos e incompreensveis do Yur vo perdendo a colorao, do outro lados das pupilas caninas castanhas, esto o porto da casa e o Yur despedindo-se.

Levanto-me com dificuldade e vou cambaleando pela rua, tenho a impresso que um companheiro caminha ao meu lado. O jornal, o rdio, a tv, a 'internet' e, finalmente, a comunicao cerebral por micro-ondas, o famigerado Telefone Cerebral, o qual comeou, secretamente, a ser utilizado a partir de , so os cinco estgios de uma evoluo que foi sequestrada pelo pseudocapitalismo, e o que poderia ter sido comercializado para o benefcio da comunidade, se houvesse boa-f, a tal de 'Internet Cerebral', acabou sendo aplicada para dar fim s liberdades individuais e, portanto, dar fim civilizao; a barbrie, desde ento, toda ela tem estado sob o monoplio, estatal e absoluto, do NSA.

O Johnny tenta escapar do EBL, o qual vai, parcialmente, ocupando seu crebro; ele escuta pelos meus ouvidos o piloto do helicptero fazendo a correo em voo do texto e autorizando a descida pela corda: -- agora tudo com voc, Tonho! Sim, responde o Yur, o sinal Frey de comunicao de voz chega pelo corpo da vtima e no se consegue bloque-lo simplesmente com um capacete de blindagem antimicro-ondas; poderia ser escutado, intracranialmente, na prtica, mesmo que se impedisse a leitura do crebro com um capacete antieletromagntico.

O elevador abre as portas no andar trreo do hospital, por um vo de uma janela, escuto a conversa do assistente do Mengele com a Miri: -- ento quer dizer que seu amigo, o Tonho, acredita ser George Washington? O psiquiatra anota em seu caderno: psictica com traos acentuados de parania.

Ele, ento, pede a Miri que fique tranquila: -- no se preocupe, todos os que aqui esto tm histrias para contar e outros parafusos frouxos para serem apertados. Conectado ao sistema de circuito interno de vigilncia do hospital com o auxlio do computador de 'palma de mo' do Johnny, observo o Mengele a entrevistar o Yur; olho para o relgio, j faz duas horas que o helicptero se foi; o Tupi, com sorte, chegar a tempo para o resgate; verifico o bote inflvel, tudo ok.

Antes de entrar no quarto, algum retira o uniforme de mdico, personifica ser um paciente e, aproveitando-se das anotaes que tem, finge ser um dos membros da resistncia da terra, propondo, ao Yur, a fuga, e vai jogando alguns verdes; verifico, ao comparar esta percepo com a cena real, vista pelo circuito interno de tv do hospital, que as imagens que estou recebendo 3D em meu crtex parecem estar em conflito com a realidade concreta, objetivamente registrada pelo circuito interno de tv; uma interferncia EBL, de algum modo, est conectando o meu crtex diretamente com o do Yur, o qual, hipnotizado pelos filtros de Inteligncia Artificial do "Tio Sam", acredita ser o Mengele um anjo procurando ajud-lo.

Digo, no tenho bem certeza, o Tonho me disse que estes orifcios so chamados de "wave cutter attenuators", e que ele utilizava os furinhos com um milmetro de dimetro para poder respirar, porque a proteo antimicro-ondas caseira improvisada pesada e muito fechada. S tenho o ensino mdio, fala o Yur meio encabulado, desculpando-se timidamente: meus conhecimentos de fsica e eletricidade so limitados, nem. O doutor Mengele entra no prximo desenho de lpis de cera, olha para o Gabriel e pergunta: foste tu que concebeste estes desenhos?

O Gabriel, ausente, procura pela galera no salo vazio: -- para onde foram todos? O psiquiatra, no obtendo uma resposta satisfatria, interroga-o novamente: -- esse que tu chamas de Tonho, esse tal de seu amigo, que tu dizes ser mendigo de rua, quer dizer que ele era, em verdade, 'Tiradentes'? Um heri da resistncia do planeta Terra? O psiquiatra anota em seu caderno com letras pequeninas: "mania de perseguio"; e o que bebiam na festa, pergunta o psiquiatra, o que bebiam?

Entendo, conclui o psiquiatra: evitaram os refrigerantes Norte-Americanos a base de cido fosfrico e corantes caramelo, no foi? Procuro ordenar os desenhos do Gabriel por sobre a mesa fazendo as vezes de leitor e acompanho o mdico a examinar o "raio x" da vtima, o Gabriel, imagem e palavra dissociadas, reduzido a um cran 2D nas mos do fisilogo que no localiza nenhum 'biochip', nenhum transmissor, nenhum receptor e pergunta: "como poderiam os Federais estarem enviando vozes diretamente para o crebro das vtimas?

O Gabriel explica ao psiquiatra, relembrando de memria o texto que encaixara em seus desenhos: "As experincias comearam com soldados Norte-Americanos sem braos ou pernas, viso ou fala, invlidos, os quais conseguiram, em laboratrios, acionar os computadores, nica e exclusivamente, com a fora do pensamento amplificada por eletrodos; posteriormente, os cientistas retiraram os eletrodos e os substituram por feixes de micro-ondas FREY de telefone celular, e captaram, diretamente, as ondas cerebrais das cobaias; provou-se, portanto, que qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo e a qualquer momento, poderia ter seu crebro 'hackeado', conectando-se criminosa e invisivelmente o crebro das vitimas aos supercomputadores via satlite, sem a necessidade de eletrodos, fios ou quaisquer equipamentos".

Estou sufocando em meio poluio de micro-ondas e meu crebro est diretamente 'hackeado', forado a funcionar como um telefone celular Luto desesperadamente para recobrar minha conscincia biolgica original; o que ser das crianas do sc. XXI que j nascerem sendo estupradas pelas micro-ondas? Quando nasci, ainda no existiam torres de celular: a voz dentro do meu crebro era minha! Os capitalistas bombardeiam o meu corpo e o teu com radiao 24 horas por dia; talvez ainda no seja audvel para ti, amigo leitor, porque eles utilizam.

O Yur pede para relatar o problema Cmara dos Deputados ou Senado, e o assistente do doutor Mengele o tranquiliza, afirmando que o doutor Mengele estar, doravante, fazendo a intermediao confivel, e todas as cartas ou 'e-mails', enviados ou recebidos, estaro doravante sendo administrados diretamente pela Secretaria de Direitos Humanos do doutor Mengele.

Vejo ir sugestionando o psiquiatra ao Yur: " isto significa dizer. Vai propondo o psiquiatra disfarado de paciente: " Pergunta o impostor.

DOWNLOAD DO AS GRATUITO FUNK ACORRENTADAS

O Junior lana alguns comprimidos tarja preta para o Yur: -- toma l, para de chorar, olha a, uma caixa de boletas, s para ti. O rosto do assistente do doutor Mengele se torna ntido novamente, o Yur recua e grita: -- no! Um vento muito forte levanta os cabelos do Yur, o barulho do rotor ensurdecedor, subimos no helicptero; os prdios da cidade so descomunais. O piloto desce para reabastecer. O nctar vai sendo bombeado para o tanque de combustvel e as ruas vo ziguezagueando; a Shanandra na carona do Gordo Punk e sua supermoto, nymphalidae, vo subindo; as pessoas esto submersas e a correnteza nos arrasta subterrnea.

Acima da cidade uma borboleta abre suas asas gigantescas. O piloto joga uma corda e um bote inflvel, agora tudo com voc!

Woman In Chains

Vai e vem, como um metrmetro, balana a corda e o psiquiatra pergunta ao Gabriel: "-- conseguirias colocar tua vida em ordem cronolgica? Ou seja: Guilherme Arantes marcou dois golaços num só festival.

Considero o Guilherme como um de nossos maiores compositores. É a nova década batendo à porta. Elvis Presley morre na América. A Globo andava a exibir a novela Dancing Days, ícone de uma era. Sônia Braga, a deusa do momento.

De resto, o mesmo do mesmo. O Brasil pode entrar em crise, mas a imagem que o brasileiro faz de si próprio, jamais. No entanto, o rock comia pelas beiradas, começando a mostrar sua nova cara. Desconfio que para sobreviver, Roberto, claudicante sem segundas intenções! Era a tal da MPB, uma espécie de gelatina vitrificada reinando gelada no presente contínuo de uma pasmaceira majestosa. O intelectual de esquerda criando um Brasil inexistente, fiel à sua imagem e insignificância Como antítese dessa nata de medalhões cristalizados, o rock nacional e tudo que poderia se aparentar à guitarra elétrica era sempre desdenhado, boicotado e colocado para escanteio pela elite pensante, quase toda ela composta por intelectuais de esquerda, fato este o principal causador da maioria das misérias culturais que assolam o país desde o início do século passado.

Daí a tal S. Ele era o avesso do que a intelligentsia nativa entendia, preparava e ansiava de um verdadeiro compositor brasileiro. O projeto foi devidamente abortado por termos recebido uma proposta surreal do Patrick Moraz de formar um supergrupo internacional e ir morar em Genebra.

Mas, mesmo assim, ainda daria tempo de lançar um compacto simples, fruto daquele experimento. Um Frankenstein sonoro. Uma pausa para explicar a importância de Big Boy. Newton Alvarenga Duarte, um professor de geografia que ficaria conhecido como Big Boy, foi o grande propagador do rock no Brasil desde os anos Como imaginar algo semelhante nos dias de hoje?

Um estrondoso sucesso de bilheteria. O que poderia ser mais falso absoluto que a figura idealizada do malandro? Ou o branco da Zona Sul a emular de forma patética os bambas da velha guarda do samba? Até quando levar adiante esse vício imbecil?

O simples ato de fazer rock pode ser considerado algo absolutamente falso, segundo nossos parâmetros culturais? Ou haveria alguma chance de brotar daquela vivência realmente apaixonada e compatível algo realmente verdadeiro e genial? E foi em meados de que nasceu o Aborto Elétrico, uma banda a princípio instrumental composta por Fê Lemos, filho de um professor da UnB que voltava de Londres, na bateria futuro Capital Inicial ; Renato Manfredini Jr. Era a antessala do pé na bunda que aquela rapaziada mesmo que inconscientemente iria aplicar na elite intelectual de esquerda.

O medo de ser rechaçado e evaporado da existência, poderoso. Em outras palavras: adotando o Feio o que inclui a cópia, o tocar mal e a estética de esgoto como uma espécie de neobeleza, seria isso o bastante para desmoronar a hegemônica Beleza retrô, falsa e encafonada do beletrismo musical MPBista? Mas foi o que aconteceu. Nem só de punk vive o homem. Era preciso evoluir. Ninguém sabia. Era muito pouca areia para uma jamanta.

Essa rapaziada era liderada por Douglas Viscaino, guitarrista de uma banda chamada Organus, que ensaiava na laje da casa do Pedrinho, baixista, com Mario no vocal e Panza na bateria. Mais tarde, Douglas convidaria seu colega de colégio, Clemente, para ingressar na banda e, em seguida, o grupo passaria a ensaiar com Ariel no vocal e Charles na bateria.

Contudo, acabou se despojando de todo esse cabedal e mergulhou de cabeça na cultura punk. Assim nascia a primeira banda punk brasileira de que se tem notícia, a seminal Restos de Nada. Quem quiser saber mais, minha autobiografia, 50 anos a mil, traz o relato minucioso do episódio. Bernado Vilhena e a Nuvem Cigana Bernardo Vilhena é um poeta oriundo do delirante grupo carioca Nuvem Cigana, pioneiro da poesia de mimeógrafo, das performances itinerantes em galerias, ruas e teatros, que fazia a poesia entrar na vida da cidade do Rio de Janeiro.

Chicão CD's: Forró

Bernardo foi uma figura crucial na minha vida. Portanto, é meu dever colocar nossas diferenças de lado, uma vez que deixamos de nos falar em e mostrar sua importância. No dia É do povo nas ruas? Ou do Congresso Nacional? A China de Deng Xiaoping inicia o processo de abertura da economia. Com o comunismo em seu crepuscular fracasso, retomam à ribalta as religiões. Como era de se esperar, a nossa América Latina sempre na marcha a ré da história.

É o ano da volta dos exilados políticos. Pânico em SP! Pânico na MPB? É curioso relembrar certos aspectos dicotômicos daquela época. Em outras palavras: a coisa saiu do controle. Cólera O movimento se espraiou da periferia para o centro. Um verdadeiro quartel-general do movimento. Ali quem quisesse podia se nutrir dos lançamentos de discos de bandas estrangeiras.

Ali nasceriam novas bandas. Morar na casa dos pais? Putz, nem pensar! Esse cara era o Redson, futuro líder do Cólera, a primeira banda do movimento punk brasileiro a excursionar fora do Brasil.

Redson fundou o Cólera e viria a se tornar um dos caras mais respeitados do movimento. Reverenciado por praticamente toda a cena punk como um gênio. Ou seja, a antítese do militante de esquerda dos dias de hoje que aos 30 anos vive na casa dos pais, acata tudo que o professor diz, teoriza sobre tudo, como punheteiro de pau mole que é, e só pensa em invadir as escolas no intuito de exigir favorecimentos, a fazer manha como um bebê desmamado.

Lira Paulistana e a Vanguarda Paulista Vanguarda mesmo? Roger Moreira, fundador e líder do Ultraje a Rigor, meu amigo e parceiro, me disse em depoimento sobre o Lira Paulistana que a imprensa na época tentou colocar essa gente toda num saco e inventar um movimento, a tal Vanguarda Paulista. Marina Lima também foi o ano do disco de estreia de Marina Lima, Simples como fogo. Marininha, musa gay, acabou por namorar a baianada top de linha daquele momento.

Quando a conheci, estava de romance com a Maria Bethânia que Deus a perdoe! Ainda vamos falar muito nela. Boca Livre O Boca Livre foi o primeiro conjunto musical a se tornar um grande sucesso, lançando um disco inteiramente independente. Sem contar o fato de ter Claudio Nucci e Zé Renato, meus colegas de classe do saudoso Colégio Rio de Janeiro, ambos campeões incontestes dos famosos festivais empreendidos pelo colégio.

Havia, por todo o país, esse alvoroço interno das sogras e avós em poder ver nascer o próximo geninho da raça, que só poderia florescer possuindo as mesmíssimas características artísticas e ideológicas de seu molde.

De volta à geleca geral do presente contínuo brasileiro Enquanto o país ignorava as ainda sussurrantes circunvoluções do movimento punk pelo menos na grande mídia , o mainstream pululava de porcarias, pastiches, repetições enfadonhas de fórmulas mais do que gastas. Ela faz parte daquele fenômeno típico, quando alguém, por ser esquisito, torna-se miseravelmente confundido com algo genial. Essa tal característica de Liminha era justamente despersonalizar por completo o artista que estivesse produzindo no momento e isso aconteceria com o pobre Gil.

Permeando subliminarmente todos os arranjos do disco, reinava absoluto aquele som acrílico de piano de DX7 que, ao ser tocado, acrescentava uma camada macilenta, uma manta sonora de fazer inveja a qualquer fantasia mais rocambolesca do saudoso Clovis Bornay em baile do Municipal.

Em termos sonoros. No Realce de Gil, teríamos um trailer dos horrores que haveriam de ocorrer nos anos 80 e suas tenebrosas produções musicais. O disco foi um tremendo sucesso. Chico térmico: com vocês, a ópera do malandro! E, santa ironia!

Vamos dar uma olhada na letrinha quilométrica do malandro? Malandro que é malandro repudia auxílios inoportunos de paladinos desavisados. Aviso ao navegante de primeira viagem, Chico de Hollanda, que malandro, assim como todo exu, é mítica e inapelavelmente autossuficiente.

Um malandro que perde, meu caro Chico Buarque, é um chico buarque de si mesmo. Que venham os anos 80! Foi o mais mortal e destrutivo evento vulcânico da história americana. Outra banda que possui características semelhantes é o Roupa Nova, uma banda que começou nos bailes da vida com o nome de Os Famks e foi logo apadrinhada por Milton Nascimento.

Formada por Serginho Herval na bateria e nos vocais Serginho também tocou e cantou na Bolha e suas performances eram absolutamente sensacionais. Além dele, temos o Paulinho no baixo e vocal, Kiko na guitarra e vocal, Nando e Ricardo Feghalli nos teclados e vocais.

A Cor do Som, enquanto viés baiano tropicalista, atua como uma espécie de repositório de um caudaloso repertório composto sob medida por Caetano e Gilberto Gil foi Caetano Veloso quem sugeriu o nome. Mas aprenderíamos que ninguém pode ter o controle de tudo o tempo todo. E o território do rock se mostraria totalmente fora do controle desses caciques em bem pouco tempo.

Um grande sucesso. Além desse hit instantâneo, o disco emplacou todas as faixas na parada de sucessos. Mais algumas referências direto do hit parade Uma pena. Ele me deu um exemplar do disco recém-concluído para que eu pudesse tirar as linhas de bateria do Picolé, membro da rapaziada do Lincoln Olivetti, que, por coincidência, gravara o disco da Marininha também. Logo percebemos que estava nascendo ali uma profunda amizade sem contar a minha paixonite meio platônica por ela, é claro.

Para o baixo chamei nosso mui estimado amigo e companheiro de excelentes noitadas, Junior Homrich, que também chegava de Boston, mais precisamente da Berklee College of Music. Waly saudoso e querido Waly! Dono de um voluptuoso entusiasmo, ele era engraçado, maldoso, apaixonado, também parceiro bissexto de Caetano e uma espécie de guru de Maria Bethânia. Essa convivência com ambos incrementaria o lado cênico na banda. Se para o Zé Luís, o Junior, e até para mim, aquilo poderia ser prazeroso, para Guto Barros era o fim da picada.

Mas essa era a vibe daquela turnê. A magia se estabeleceu! Me deu um clique na cabeça e tudo o que queria naquele momento era ir até o camarim encontrar aqueles dois caras. E foi assim que aconteceu. Muito prazer, Evandro Mesquita. Se amarra numa dificuldade, né? Vamos fazer uma puta banda de rock? O lambe-lambe da casa estampava: Blitz no Caribe! E, naquele início de , em pleno fevereiro carioca, nascia a Blitz. Ha Ha Ha Ha Ha!! Um deles foi o assassinato do presidente do Egito, Anwar Al Sadat, durante uma parada militar para lembrar o início da guerra do Yom Kippur.

Ronald Reagan assume a presidência dos Estados Unidos em janeiro e sofre um atentado em 30 de março. No Brasil, em 30 de abril, acontece o célebre e frustrado atentado do Riocentro. Na Argentina, que vivia sob um sanguinolento regime militar, infinitamente mais violento que o nosso, a bagunça é total, com quatro generais como presidentes num só ano: Jorge Rafael Videla é substituído por Roberto Eduardo Viola, que é substituído por Carlos Alberto Lacoste interino e depois por Leopoldo Galtieri.

Mas nem tudo foi carnificina em Tivemos o casamento de conto de fadas, o casamento do século, do príncipe Charles com Diana Spencer, a Lady Di. O mundo é apresentado ao mais novo herói de Spielberg, Indiana Jones, no megablockbuster Os caçadores da arca perdida. Surge também o videocassete e os videogames explodem no mundo inteiro.

E foi num desses shows que dois garotos, entusiasmados com o que assistiram, começam a tramar uma nova banda. Em outubro daquele ano, entram na banda Dé Palmeira no baixo e Roberto Frejat na guitarra.

Esses jovens a aperfeiçoaram ao ponto de criar uma grande rivalidade entre as duas turmas. Quando o punk chegou por aquelas plagas, a pista de skate se tornou uma zona para além do skate.

O punk só conseguiu conquistar um habitat para florescer em virtude da crise econômica. Todo o rock feito no Brasil a seguir deve muito a sua existência aos primeiros punks e ao inferno da falta de grana vivida pelo brasileiro em geral. Foi a pobreza que uniu a juventude brasileira: jovens ricos e pobres, brancos e pretos, todos juntos nesse momento. Um momento belo e fortíssimo. E é com orgulho e carinho que transcreverei uma letra de uma de suas contagiosas canções.

Cavalo de Troia Letra do Coquetel Molotov Existe muita coisa para fazer Basta procurar dentro de você Faça tudo que pretende Com sentimento e siga os ideais da sua mente! Presente brasileiro! O cinema brasileiro no apogeu da Embrafilme e da pornochanchada A Embrafilme era uma espécie de mamata parasita dos anos 60 aos 80, semelhante às mamatas parasitas da Lei Rouanet dos anos atuais.

Entre as pornochanchadas de butique da Embrafilme e as pornochancadas de raiz da Boca do Lixo, os títulos jorravam aos borbotões.

ACORRENTADAS FUNK AS DOWNLOAD GRATUITO DO

O filme foi premiadíssimo e é tido até os dias de hoje como cinema brasileiro de alto nível. O filme aborda a resistência do poeta diante de uma sociedade opressora, esmagando o homem dia a dia, eliminando suas raízes Mas é chique e todo passado num baita apartamento na Lagoa Rodrigo de Freitas. A letra é muito bonita, diga-se de passagem. Menino do Rio. A trilha sonora? Querem ver a sinopse da peça? Os Agentss fariam parte de cena movimentadíssima da Pauliceia Desvairada e do Lira Paulistana em seus primórdios.

Era o início da new wave brasileira. Sua perda foi uma das coisas mais devastadoras que ocorreu na minha vida e, com toda certeza, foi também um dos principais fatores da severa encaretada da cena dos anos 80, fazendo, para quem estava vivendo tudo aquilo, com que a graça toda se perdesse ali. Nelson Motta sempre ele! E eis que dois aventureiros natos se encontram. Com toda essa gama de compatibilidades, planejar montar uma banda foi apenas uma consequência.

De volta ao Rio As tramas da nossa novíssima banda com o Evandro e o Barreto evoluíam. O nome da banda: por que Blitz? Quando fui convocado a dar um palpite, pensei em tudo o que estava acontecendo ao meu redor, a multirracialidade das bandas, a possibilidade de se tornar mundialmente conhecido sim, era por isso que eu ansiava! The Police no Brasil BLITZ, que tal? Blitz no Caribe!!

Os três por conta de pequenos vexames. Soube que o Renato seria expulso do Aborto Elétrico por ter tomado um porre fenomenal e arruinado um show da banda por pura dor da orfandade de John. Perdeu um dente da frente, que ele jamais quis reparar por entender que era um troféu do luto diante da morte de seu herói. Foi por intermédio dele que soube que os carinhas do Cheap Trick o batera Bun E.

Foi o Andy a primeira pessoa a me alertar sobre a existência de um tal Essa estada de Mr. Vi meu amor numa lambreta na sua capa preta Beijar e correr Lambreta é muito new wave! Uma perfeita cena de cinema Sim, cena de cinema! O resto saiu em mais quinze minutos de papo.

Morre Elis Regina de overdose, depois de tomar a mistura de uma dose sobre-humana de cocaína com uísque. Pensei que pudesse fazer algo meio Michel Legrand, meio Tom Jobim, com um molho de rock, mas o buraco era mais embaixo. De que se trata? Entrementes, no mainstream musical Tem um som cada vez mais pasteurizado, sequer a sombra dos tempos da Tutti Frutti, ou dos Mutantes. Nessa época eu tentava ouvir as novidades como os discos do Clash, Gang of Four, Killing Joke, Television e Elvis Costello, porém, anos mais tarde perceberia que minha alma e meu DNA estariam sempre nos primórdios dos anos Ritchie é meu vizinho!

Para meu espanto e intensa alegria, constatei uma impressionante coincidência: o Ritchie morava no mesmo prédio e era meu vizinho de porta! Ritchie, aquela inglaterrazinha ambulante, vivia num mundo só dele, após o fim do Vímana. Foi por intermédio dele que ouvi pela primeira vez o termo new wave.

Além disso, Ritchie adquiriu dois equipamentos que, para aquele tempo, eram uma grande novidade: um tecladinho Cassio MT 40 e uma bateria eletrônica a primeira que surgiu , a Dr.

Só o Evandro mantinha as esperanças de que haveria uma chance de tudo mudar e de conseguirmos um contrato com uma gravadora. A vaga de segundo guitarrista jamais seria preenchida novamente.

Achei a proposta querida e topei a empreitada. Deixa eu ver Só 23 musiquinhas bem rapidinhas. Supertranquilo — me respondeu canalhamente. Você vai ver! Foi uma cena espetacular! Acreditando ser aquele o sinal do andamento, contei 1,2,3 e puxei a banda toda numa cavalgada delirante. Show demencial! Era meu batismo de fogo na Gang Sabe o que isso significa? Uma vez instalados na suíte, envergando os charutos e empunhando as taças de champanhe, começamos a ouvir o característico som de sirenes de polícia.

Um sucesso absoluto digno de beatlemania. Mas isso ainda levaria um certo tempo. Ou seja, uma faixa por dia. Tempo apertadíssimo. Só consegui isso por causa do auxílio de meus queridos amigos e colegas. Mas foi assim que deu. Seu empenho característico me deixou muito emocionado. Os backing vocals do disco foram gravados por Marina, Ritchie e Lulu. Antônio Pedro gravou alguns baixos e o Marcelo Sussekind, outra lenda viva do rock, ex-integrante da Bolha, futuro fundador do Herva Doce, grande guitarrista e baixista, também assinaria o crédito de técnico de som do projeto junto com o grande Carlos Savalla.

Billy Forghieri gravou com seu Polymoog primeiro sintetizador polifônico da Moog o disco todo. Restava apenas saber o que fazer daquilo. E assim se sucedeu. Só que havia um detalhe: o diretor encanou comigo ao saber que eu tinha um disco na prateleira, pronto para ser, quem sabe, lançado, e exigia que eu trouxesse a master do disco e a picotasse ele exigia uma espécie de ritual: eu picotando, com uma tesoura, os tapes da master na frente de toda a diretoria.

Fico imaginando, se por ventura eu tivesse cedido, como a história seria contada nos dias de hoje. A Blitz vira uma coqueluche nacional e o impasse intestino persiste. Preparando o bote Todo mundo apostava que eu cederia diante do megassucesso da banda, que prosperava do dia para a noite, em contraste com a minha megadureza. É claro que aceito, compareço, falo e poso para as fotos. Telefono para Evandro contando a novidade e ele fica mudo do outro lado.

Passamos um bom tempo de mal. Me senti tocando num projeto do Circo do Carequinha, por conta da imagem para a qual a gravadora direcionava a banda. Muito synth e muito reverber nas vozes das meninas. Mas como foi delicioso ouvir o disco!

Guia Politicamente Incorreto dos Anos 80 Pelo Rock - Lobão

Quem diria Apesar do primeiro dia ter transcorrido com relativa tranquilidade, o segundo acabou em pancadaria. O festival foi gravado num tape deck do qual saiu o antológico disco homônimo que posteriormente seria lançado em CD. O restante da banda com o mesmo modelito, só que em xadrez preto e cinza. Tudo muito caprichadinho. Foi a primeira vez na vida que me apresentei tocando guitarra e cantando.

ACORRENTADAS GRATUITO FUNK DOWNLOAD AS DO

Me senti muito esquisito e essa crise de identidade iria me acompanhar até o início dos anos , quando finalmente me assumi como guitarrista e cantor. Destruí o escritório do diretor-geral, Hélcio do Carmo.

Quebrei o tampo de vidro da mesa, rasguei todos os papéis que encontrei, dei um pontapé num gravador de rolo Revox e joguei tudo que havia nas gavetas pra fora. A sorte me sorria.