APOSTILA FREE PASCAL BAIXAR

davidarseneaultproductions.info  /   APOSTILA FREE PASCAL BAIXAR
postado por Rosette

APOSTILA FREE PASCAL BAIXAR

| Motoristas

    Uma apostila completa sobre a linguagem Pascal, com funções dinâmicas e arquivos, confiram. animar, a IDE do Lazarus! Vamos deixar o Delphi um pouco de lado e utilizar esta ferramenta de Onde posso Baixar esta Apostila Lazarus. HOME DOWNLOAD NOVIDADES PORTABILIDADE VANTAGENS SOBRE. Free Pascal Você pode tentar acessar e conhecer os fomentadores de Free Pascal Grátis usam o canal de IRC em #fpc no servidor davidarseneaultproductions.info A maior parte Aqui você pode encontrar alguns tutoriais e apostilas em Pascal. Tem material.

    Nome: apostila free pascal
    Formato:ZIP-Arquivar
    Sistemas operacionais: MacOS. iOS. Windows XP/7/10. Android.
    Licença:Grátis!
    Tamanho do arquivo:23.42 Megabytes


    PASCAL APOSTILA BAIXAR FREE

    Tambm, apresenta a IDE Lazarus como alternativa vivel ao Delphi, com a vantagem de ser multiplataforma e gratuita. Vai surgir uma mensagem perguntando se voc quer separar a imagem, clique em Sim e no dilogo clique em OK. Informaes da Unidade : Exibe um dilogo com informaes sobre o arquivo da unidade de cdigo atualmente exibida no editor de cdigo. Uma caixa de dilogo aparece disponibilizando a entrada de um texto para procurar. Abra no Lazarus o projeto Controle de Cheques. Cada coluna possui uma propriedade FieldName onde informamos o nome do campo a ser visualizado os dados. Pronto, voc vai agora criar uma verso Linux para o produto Windows sem qualquer cdigo adicional. Terminate; end; end; edReferencia. Agora, ligue o evento AfterDelete ao evento AfterPost. Figura 6. Quando surgir a mensagem Compiling package zcomponent 6. IsEmpty then begin btPrimeiro. O TDbf trabalha com dois tipos de arquivos de índice. Your name. Alm de outros detalhes, especialmente, observamos que exibido, tambm, os parmetros recebidos por funes e procedimentos, e no caso das funes podemos ver o tipo de valor de retorno. Inserir ToDo: Prov um dilogo para inserir comentrio sobre pendencias de cdigo. Para começar a conhecê-lo, talvez seja interessante começar pelo artigo na Wikipedia. Execute e teste. Também, possuí linhas guias de posicionamento. Segue duas formas de realizar esta instalao: Instalao Padro Recomendado : A maneira mais fcil de instalar o Lazarus no Windows, usando o instalador para esta plataforma, disponvel no link citado no captulo anterior.

    animar, a IDE do Lazarus! Vamos deixar o Delphi um pouco de lado e utilizar esta ferramenta de Onde posso Baixar esta Apostila Lazarus. HOME DOWNLOAD NOVIDADES PORTABILIDADE VANTAGENS SOBRE. Free Pascal Você pode tentar acessar e conhecer os fomentadores de Free Pascal Grátis usam o canal de IRC em #fpc no servidor davidarseneaultproductions.info A maior parte Aqui você pode encontrar alguns tutoriais e apostilas em Pascal. Tem material. Olá pessoal! Seque um link para download do livro Programando com Pascal. Autor Jaime Evaristo. O mesmo é professor adjunto do Instituto. fpc davidarseneaultproductions.info ○./helloworld Como instalar. ○ davidarseneaultproductions.info /davidarseneaultproductions.info davidarseneaultproductions.info, o compilador escolhido para este curso3 (Free Pascal). Sup˜oe-se que os . referência da linguagem Pascal para o compilador Free Pascal, a fim de obter uma.

    Type Resumo Teórico Turbo Pascal 7. Tipo Faixa Tamanho em bytes Boolean 1 1 2. O programa abaixo usa uma cadeia de 80 caracrteres de linha dupla horizontal para dividir pascl tela em duas partes. The first version of Delphi was released in with a rich set of Geometria Euclidiana b Deixamos a prova deste ítem como exercício. Learn how we and our ad partner Google, collect and use data. Imprimir sob a forma de tabela program exemplo62; uses crt; var a,b,c: Grammaire Scolaire et Descriptions Linguistiq.

    Se tiver êxito o código vale zero. Nenhuma nota no slide. Apostila Lazarus 1. Em agosto de se junta ao grupo Marc Weustinkseguido por Mattias Gaertner, que aderiu em setembro de Figura 1 — Imagem parcial do sítio oficial do Projeto Lazarus na Internet Existem duas versões para o Windows: 32 e 64 bits.

    Free Pascal

    A primeira, localizada no alto do desktop, é chamada de Lazarus IDE v0. Esta é a principal janela de controle de projetos e contém o Menu Principal, aBarra de Botões e a Paleta de Componentes. Ver Figura 6. E à direita, a Paleta de Componentes. Pode-se ter outra janela menor, indicada comoForm1, sobre a janela do editor de código. A janelaMensagens, que exibe as mensagens do compilador, erros ou relatórios de progresso noprojeto.

    VerFigura Figura 10 — Barra de Botões do Ambiente Lazarus2. Cada aba tem um conjunto diferente de ícones,representando um grupo funcional de componentes. O ícone mais à esquerda em cada aba éuma seta inclinada para a esquerda chamada Selection Tool. É importante observar que cada título inicia-se com T, que significa Type, ou maisprecisamente Class do componente.

    Podem ser feitosajustes na aparência do componente, alterando a figura do objeto no Form ou alterando aspropriedades correspondentes do componente no Inspetor de Objetos. Esses componentes podem ser selecionados e usados nos Forms da mesmaforma que os componentes padrões. É importante ressaltar que esses dois arquivos devem ter nomesdiferentes: isto é uma exigência do compilador. Assim que se salva um projeto chamado teste, se tentar salvar teste. Depoisde modificado o nome da unidade para testeu.

    É armazenado no formato XML. Tanto o Free Pascal como o Lazarus é escrito em Pascal. Segue na tabela os limites e formatos para armazenamento. Tipo Faixa Tamanho em bytes Byte Pode ser dois valores: True ou False. Tipo Faixa Dígitos significativos Tamanho Real depende da plataforma???

    Por meio desse nome, units podem usar outras units. Interromper Linhas na seleo: Se alguma linha no texto selecionado for maior que 80 caracteres ou o nmero especificado no dilogo Opes IDE, ento a linha quebrada no limite de palavras e continua na prxima linha.

    Inserir do Mapa de Caracteres: Insere smbolos no existentes no teclado, como caracteres acentuados. Mostra um dilogo com o mapa de caracteres. Localizar : Similar a facilidade encontrada na maioria dos editores de texto. Uma caixa de dilogo aparece disponibilizando a entrada de um texto para procurar. Localizar Prxima, Localizar Anterior: Procurar novamente pelo anterior texto encontrado, na especificada direo. Localizar nos arquivos : Procura pelo texto nos arquivos.

    Mostra um dilogo com opes de procura. Substituir : parecido com Localizar. Exibe um dilogo com lugares para entrar com o texto para procurar e substituir, e opes de procura. Pesquisa Incremental: Procura pelo texto enquanto voc est colocando os caracteres de procura.

    Exemplo: depois de voc escolher Pesquisa Incremental, se voc pressionar p o primeiro p ir ser marcado. Se, em seguida, voc apertar r, o editor ir procurar o prximo pr e marc-lo. E assim por diante. Ir para linha : Move o cursor de edio para uma linha especfica no arquivo. Saltar atrs: Move de volta o arquivo para a prxima marcao precisa ter usado Adicionar ponto de salto ao histrico.

    Ir mover para marcaes em outros arquivos no editor. Saltar adiante: Move para prxima marcao. Adicionar ponto de salto ao histrico: Adiciona marcaes ou pontos de pulo para o arquivo. Saltar para o prximo erro, Saltar para o erro anterior: Move o cursor para linha do prximo erro reportado ou do anterior. Definir um marcador livre: Define um marcador de texto, com o nmero de marcao seguinte ao ltimo marcador. Dica: por meio do menu pop-up do editor clique com o boto direito do mouse no texto voc tem mais opes de criao e navegao de marcadores de texto.

    Saltar para o prximo marcador, Saltar para o marcador anterior: Salta para o marcador de texto seguinte ou anterior, respectivamente.

    FREE BAIXAR APOSTILA PASCAL

    Localizar outro final do bloco de cdigo: Se posicionado em um incio de bloco, encontra o correspondente fim e vice-versa. Localizar incio do bloco de cdigo: Move para o incio do procedimento ou funo em que o cursor encontra-se.

    Localizar Declarao sob o cursor: Encontra o lugar em que o identificador selecionado declarado. Pode ser o mesmo arquivo ou outro aberto no editor; se o arquivo no est aberto, ele ser aberto ento se um procedimento ou funo est declarado, por exemplo, no arquivo classesh. Abrir arquivo sob o cursor: Abre o arquivo, cujo o nome selecionado no cursor. Ir para diretiva de incluso: Se o cursor for posicionado em um arquivo que esteja includo em um outro arquivo, vai ao lugar no outro arquivo que chamou o arquivo includo.

    Localizar referncias do identificador Lista de procedimentos Seria redundante comentar cada item deste menu. Pois, basicamente cada item exibe um dilogo correspondente ao nome do item Por exemplo, o item Mensagens exibe o dilogo de mensagens de erro e de compilao. Estes dilogos so bem intuitivos e proveem recursos que facilitam a criao do cdigo ou sua anlise e, tambm, do design dos formulrios. Mais a frente, comentaremos sobre alguns deles.

    Descomentar seleo: Remove as marcas de comentrios. Alternar comentrio: Comenta ou descomenta um bloco selecionado.

    Dev-Pascal – um Ambiente para o Desenvolvimento de Programas na Linguagem PASCAL

    Circundar seleo Importante em programao multiplataforma. Completar Cdigo: Muito utilizado pelo desenvolvedor; permite completar o cdigo de um mtodo, procedimento ou funo, declarado na interface.

    Ao chamar esta rotina, o esqueleto do procedimento ou funo criado na seo implementao implementation e o cursor posicionado neste. Adicionar unidades seo uses : Adiciona unidades do projeto clausula uses da unidade de cdigo atualmente exibida no editor de cdigo. Refatorar: Possui um submenu com ferramentas para refinar o cdigo. Verificao rpida de sintaxe: Verifica erros de sintaxe no cdigo.

    Tentar identificar bloco no fechado: Verifica blocos de cdigo sem fechamento begin sem o end. Inserir ToDo: Prov um dilogo para inserir comentrio sobre pendencias de cdigo. Informaes da Unidade : Exibe um dilogo com informaes sobre o arquivo da unidade de cdigo atualmente exibida no editor de cdigo. Novo Projeto : Cria um novo projeto. Exibe um dilogo que possibilita escolher entre diversos tipos de projetos.

    Novo projeto do arquivo : Permite que voc selecione um arquivo a partir do qual ser criado um novo projeto. Abrir projeto : Abra um projeto salvo. Abrir Projeto Recente: Exibe uma lista com os projetos recentemente trabalhados. Fechar Projeto: Fecha o projeto atual. Salvar Projeto: Salva todos os arquivos do projeto. Salvar Projeto Como : Permite salvar o projeto com outro nome.

    Publicar Projeto : Cria uma cpia de todo o projeto para envio. Inspetor de Projetos: Exibe um dilogo com a estrutura do projeto. Opes de Projetos : Exibe um dilogo com diversas opes de configuraes do projeto.

    Adicionar arquivo editor ao Projeto: Adiciona ao projeto o arquivo atualmente exibido no editor de cdigo. Remover do Projeto : Exibe um dilogo com arquivos que podem ser removidos do projeto. Unidades : Exibe um dilogo com as unidades de cdigo do projeto.

    Formulrios : Exibe um dilogo com os formulrios do projeto. Exibir Fonte: Exibe o cdigo fonte do projeto. Compilar: Compila as alteraes no projeto e gera o executvel.

    Construir: Recompila todo o projeto e gera o executvel. Compilao rpida: Efetua uma compilao rpida. Abortar Construo: Interrompe a compilao do projeto. Pausar: Suspende a execuo do programa.

    Exibir ponto de execuo: Coloca o cursor no ponto de execuo corrente. Passar dentro: Executa o programa um passo de cada vez, at um ponto marcado no cdigo fonte. Passar sobre: Executa o programa at a instruo marcada no cdigo, ignora esta instruo e prossegue com a execuo do programa. Passar fora: Executa o programa um passo de cada vez, at um ponto marcado no cdigo fonte incluindo unidades de cdigo dependentes. Executa at o Cursor: Executa o programa at a posio do curso no cdigo e continua a execuo clicando no boto Executar.

    Parar: Interrompe a execuo do programa.

    BAIXAR PASCAL APOSTILA FREE

    Parmetros de Execuo : Exibe um dilogo que permite configurar parmetros e variveis de ambiente para o programa em execuo. Parar Depurador: Interrompe a verificao de erros em tempo de execuo. Construir Arquivo: Compila apenas a unidade de cdigo atualmente exibida no editor de cdigo. Executar Arquivo: Executa apenas a unidade de cdigo atualmente exibida no editor de cdigo. Inspecionar : Exibe dilogo Inspetor do Depurador de erros.

    Adicionar observador : Exibe dilogo Propriedades observador do depurador de erros. Novo pacote : Cria um novo pacote de componentes. Abrir pacote carregado : Exibe uma lista de pacotes instalados, possibilitando abrir um ou mais deles. Abrir arquivo de pacote. Abrir pacote da unidade atual: Abre o pacote de componentes ao qual pertence a unidade de cdigo exibida no editor de cdigo.

    Abrir recente Pacote: Exibe uma lista com os pacotes abertos recentemente. Adicionar unidade ativa a um pacote : Adiciona o arquivo da unidade de cdigo exibida no editor de cdigo. Grfico de Pacotes: Exibe uma arvore hierrquica dos pacotes atualmente instalados e suas dependncias.

    Reexaminar diretrio fonte do FPC: Reexamina o diretrio que possui os arquivos de cdigo fonte do Free Pascal para efetivar alguma atualizao. Editor definies das ferramentas de cdigo : Exibe um dilogo com todas as definies do Free Pascal, diretrio fonte Lzaro, outros diretrios e diretrios de pacotes.

    Opes modelos de projeto: Exibe um dilogo para definio do caminho dos modelos de projeto. Configurar ferramentas externas : Exibe um dilogo que permite adicionar diversas ferramentas externas geralmente macros ao conjunto de ferramentas do Lazarus.

    Comparar Diff Converter projeto Delphi para Lazarus : Exibe um dilogo que permite converter um projeto desenvolvido no Delphi em um projeto Lazarus.

    Converter pacote Delphi para Lazarus : Exibe um dilogo que permite converter um pacote de componentes. Ajuda Online: Abre a ajuda online no navegador padro. Reportar uma falha bug : Exibe a pgina Wiki do Lazarus sobre como relatar um bug. Sobre o Lazarus: Exibe um dialogo com algumas informaes sobre Lzaro. Barra de Ferramentas Rpidas:. Como voc deve ter notado, o Lazarus possui muitos recursos e componentes para criao de todo tipo de aplicaes. E como voc ver no prximo captulo, o Lazarus pode tornar-se ainda mais turbinado com a adio de componentes que vem com ele, mas no so instalados por padro, e componentes de terceiros que encontramos na Internet gratuitamente.

    F2 Abre um dilogo com opes para renomear uma varivel ou objeto. F11 Muda o foco para o Inspetor de Objetos. Possibilitando selecionar para edio. Instalando Novos Componentes No captulo anterior, vimos que o Lazarus possui um leque vasto de componentes.

    Mas voc deve ter notado a falta de componentes para gerao visual de relatrios. E, embora o Lazarus venha com a paleta SQLdb, para conexes com bancos de dados, esta se torna um pouco trabalhosa para projetos grandes. A que entra o ZEOS, uma paleta de componentes para conexo a diversos bancos de dados com muitos recursos que facilitam e agilizam o desenvolvimento de aplicativos. Neste capitulo, vamos aprender a instalar estes e outros componentes no Lazarus. Preparativos para Instalar os Componentes: Primeiramente, o processo de instalao dos componentes o mesmo no Lazarus para Linux ou para Windows.

    Mas h um detalhe quanto a instalao do Lazarus no Linux. Devido ao modo recomendado para instalar o Lazarus 0. No Linux, crie esta pasta na sua Pasta pessoal e, se voc estiver no Windows, crie a pasta no disco do sistema Por exemplo, C:. Agora, estamos prontos para iniciar as instalaes. Abra o arquivo. Clique no boto Compilar. Na janela de mensagens do Lazarus, ir aparecer uma srie de mensagens de compilao. Agora, voc pode clicar no boto Instalar.

    Vai surgir a seguinte mensagem:. A mensagem j diz tudo, ento, clique em Sim. Novamente, aparecer algumas mensagens na janela de mensagens. Se for perguntado se deseja salvar o projeto, no salve.

    Na pasta do PowerPDF, voc encontra exemplos de uso dos componentes e manuais de referncia. Se no estiver executando, execute o Lazarus.

    No dilogo seguinte, localize na pasta zeos a pasta packages, abra esta, e dentro dela, abra a pasta lazarus e localize o arquivo zcomponent. Vai surgir o dilogo de instalao de pacotes. Quando surgir a mensagem Compiling package zcomponent 6. Clique em OK, para confirmar a instalao dos pacotes auxiliares. Vai surgir a mensagem para reconstruir o Lazarus. Clique em Sim. Depois que o Lazarus reiniciar, voc ter a disposio a paleta abaixo:.

    No dilogo seguinte, localize na pasta fortesreport que foi criada dentro da pasta lazcomponentes o arquivo. Quando surgir a mensagem Compiling package fortesforlaz 3. No vamos precisar baixar o LazReport e nem o WebLaz, pois eles j vm com Lazarus, mas no so instalados por padro. No dialogo mostrado, para instalar um ou mais componentes, primeiro, selecione-o s na lista da direita.

    Ento, selecione lazreport 0. Na tela seguinte clique em Continuar. Depois de ter realizado todo o processo e o Lazarus reiniciar novamente, voc ter a disposio a seguinte paleta:. Se desejar desinstalar os componentes que vimos at aqui ou instalar outros, use o dilogo mostrado na Figura 7. Para desinstalar um ou mais componentes, selecione-o s na lista da esquerda, clique em Desinstalar seleo.

    Para instalar um ou mais componentes, selecione-o s na lista da direita, clique em Instalar Seleo. Para prosseguir, clique em Salvar e reconstruir IDE. Para instalar outros componentes atravs de seus arquivos com extenso lpk, basta seguir os passos que consideramos neste capitulo.

    Programao Visual no Lazarus Introduo Neste capitulo vamos considerar o bsico da programao com o Object Pascal do Free Pascal ao passo que aprenderemos a cria interfaces visuais com o Lazarus. Tipos de Projetos do Lazarus: Quando iniciamos o Lazarus, criado um protejo com um formulrio janela comum e sua unidade de cdigo associada.

    Os principais tipos de projetos so: Aplicao: Projeto com interface grfica usando a biblioteca de componentes do Lazarus. Este o tipo de projeto que usaremos no livro. Programa: Projeto de um programa Pascal simples. Aplicao console: Cria um programa com uma nova classe derivada da TCustomApplication, que fornece uma srie de funcionalidades que tornam a programao em linha de comando muito fcil. Por exemplo, verificar os parmetros passados na linha de comando, verificar as variveis de ambiente e gerenciar excees erros.

    Biblioteca: Criar bibliotecas de funes. No Windows, estas tm a extenso dll, e no Linux so. Se voc estiver usando o Linux, crie a pasta dentro de sua Pasta pessoal, e, se voc estiver usando o Windows, crie a pasta no disco do sistema. Ento, comecemos iniciando o Lazarus. Depois de iniciado, automaticamente temos um projeto base com um formulrio e uma unidade de cdigo associada a ele.

    Pressione algumas vezes a tecla F12 e veja que o Design de Formulrio e o Editor de Cdigo se alternam. A unidade de cdigo associada ao formulrio mostrada a seguir:. Vamos analisar o cdigo acima: Linha 1: temos ao lado da palavra unit o nome da unidade de cdigo do formulrio, neste caso Unit1. Se voc salvasse agora com este nome, seria gerado dois arquivos, um com o nome de Unit1. Linha 3: Aqui temos diretivas para o compilador, indicando que vamos utilizar a linguagem Object Pascal do Free Pascal.

    Linha 5: A palavra interface indica o incio da seo de interface onde so definidas as funes, procedimentos, tipos e variveis que sero usadas pelo formulrio associado a unit e, tambm, podero ser vistos por outras unidades unit's da aplicao. Quando inserimos outros componentes no formulrio, o Lazarus automaticamente adiciona outras unit's, se necessrio, para podermos manipular estes novos componentes.

    Linhas 11 a A palavra type inicia a definio do formulrio. Temos a definio de uma classe TForm1 que derivada da classe base TForm. Aqui, tambm, vo ficar as definies dos componentes adicionados no formulrio. Os procedimentos, funes, variveis e constantes do formulrio podem ser declarados como: Private: Os campos de dados, mtodos procedimentos e funes de um objeto e objetos declarados nessa rea s podero ser acessados pela prpria unit.

    Public: Os campos de dados, mtodos e objetos declarados nessa rea podero ser acessados tanto pela prpria unit como por outras unit's. Linhas 19 e A clusula var contm a definio de variveis globais. Veja que definida uma varivel de nome Form1 que pode ser vista em outras unit's, caso a Unit1 seja includa na clusula uses destas.

    Linha A palavra chave implementation delimita a segunda seo da unit, onde definimos a codificao dos procedimentos e das funes da unit. Linha Ao Final da unit, temos uma linha com end.

    Ele o marcador de final de arquivo. Qualquer coisa colocada aps esta linha ser ignorada. Temos, tambm, o arquivo com extenso lpr, que responsvel pela execuo do programa. No momento, ele est com o nome project1. Segue abaixo a descrio do mesmo: 1. Linha 1: Nome do aplicativo que ser executado. Linhas 5 a As unit's que compem o aplicativo.

    Linhas 16 a Aqui ocorre a execuo do programa: Essa seo inicializa o aplicativo, instncia os formulrios e em seguida executa o aplicativo. Vamos, agora, colocar um componente no formulrio.

    Mude para Unit1 , clicando na guia correspondente no Editor de Cdigo, e pressione F12 at aparecer o formulrio. Na paleta Standard, clique no componente TButton e clique no meio do formulrio. Observe que o Button1 est com alas de seleo. Voc pode usar estas para redimension-lo, e mantendo pressionado o boto esquerdo do mouse em cima do componente possvel arrast-lo de posio. D um duplo clique sobre o Button1 e escreva o cdigo em negrito na posio mostrada abaixo: procedure TForm1.

    Teste o programa clicando no boto executar da barra de ferramentas do Lazarus. Clique no Button1 e aparecer a mensagem Meu Primeiro Programa!. Clique em OK e feche a janela do seu programa. Execute novamente o programa e feche-o. No Windows tem extenso. EXE Ex. Similar ao dpr do Delphi Arquivo com as definies do formulrio Arquivo com a codificao do formulrio.

    Diminuindo o Tamanho do Executvel: Alm da diferena no tempo de compilao no Windows j vimos como resolver isso, e no Linux a compilao rpida , outra reclamao constante dos usurios do Delphi ao comear a usar o Lazarus o tamanho do executvel gerado. Em primeiro lugar, os executveis binrios do Linux, geralmente, so maiores do que os do Windows. Isto uma caracterstica do Linux e no do Lazarus.

    De qualquer forma, est estupidamente grande para um programa que s tem uma janelinha e um boto. Consideremos duas maneiras de diminuir o tamanho do executvel. No dilogo que abrir, na lista da direita, selecione Vinculado e na esquerda marque Usar arquivo depurao externo gdb -Xg , marque Usar estas opes como padro para novos projetos, clique em OK, execute novamente seu projeto para recriar o executvel, abra a pasta do mesmo e veja que tamanho tem agora o executvel.

    De fato, melhorou bastante o tamanho do executvel. Mas, agora, a cada compilao do projeto, dentro da pasta criado um arquivo com extenso gdb este sim grande usado pela IDE para verificao de erros em tempo de execuo. Este arquivo temporrio e pode ser excludo quando quiser, sua aplicao no depende dele para executar. Segunda: O mesmo efeito acima pode ser obtido usando um aplicativo chamado strip em linha de comando, com a vantagem de no ser gerado um arquivo gdb externo.

    Depois de aplicar uma das duas sugestes aqui apresentadas, possvel diminuir mais ainda o executvel gerado no Lazarus. Para isso, usamos um aplicativo em linha de comando chamado upx. Se voc est usando o Ubuntu Linux, provavelmente no tem o upx instalado. Note, tambm, que a medida que seu projeto vai crescendo, o executvel gerado pelo Lazarus cresce muito pouco de tamanho.

    Representando mais um ganho. Esta janela contm todos os tipos, classes, propriedades, mtodos, variveis globais, rotinas globais e interfaces contidos na unit selecionada. O Explorador de Cdigo, tambm, permite que voc navegue diretamente para as declaraes que so apresentadas nele, bastando dar um duplo clique com o mouse sobre a declarao desejada. So mostradas todas as unidades de cdigo que compem o seu projeto.

    Possui recurso de inserir ou excluir arquivos do projeto. Mostra, tambm, as bibliotecas de componentes usadas pelo projeto, com opo de adicionar outras ou exclu-las do projeto. Nesta janela temos uma guia mostrando as Propriedades caractersticas; como, por exemplo, ttulo, tamanho, fonte, cor, etc.

    Clique no fundo do formulrio, e no Inspetor de Objetos, na guia Propriedades, procure pela propriedade Caption, clique na caixa de texto ao lado dela e mude o contedo de Form1 para Meu Primeiro Programa. Voc acaba de mudar o titulo da janela do seu formulrio.

    BAIXAR APOSTILA FREE PASCAL

    Experimente alterar outras propriedades. Todo objeto tem um nome para referenci-lo no cdigo. Mude o nome do formulrio de Form1 para fPrincipal atravs da propriedade Name. Atravs da propriedade Color, mude a cor do formulrio para clNavy Azul Marinho. Observe que j havamos criado um procedimento para responder ao evento OnClick. Este o evento padro do objeto TButton, que criado quando damos um duplo clique sobre ele em modo de design.

    O evento OnClick corresponde ao que deve acontecer quando o usurio clicar no boto durante a execuo do aplicativo.

    FREE PASCAL BAIXAR APOSTILA

    Para criar ou se posicionar nos eventos, basta, no Inspetor de Objetos, dar um duplo clique na caixa de texto ao lado do evento ou um clique para selecionar e outro no boto de reticncias , ao lado. Ento, clique no boto de reticncias ao lado do evento OnClick. Veja que o cursor foi posicionado no cdigo exatamente onde est o procedimento OnClick do boto btMensagem. Todo cdigo que estiver entre begin e end o que ser executado quando o boto for clicado.

    Neste caso, mostra uma mensagem. Execute e teste o programa. No se preocupe em entender o cdigo agora. No Lazarus, crie um novo projeto do tipo Aplicao. Mude as seguintes propriedades do formulrio: Caption Exemplo 8. Text ;. Mude outras propriedades. Alinhando Componentes: O editor de formulrios do Lazarus permite posicionar componentes atravs de uma grade de alinhamento.

    Tambm, possu linhas guias de posicionamento. Observe a figura abaixo:. Usando o mouse, selecione um grupo de componentes, clique com o boto direito do mouse sobre este e no menu pop-up escolha Alinhamento. Experimente as diversas opes de alinhamento Veja Figura 8. A seguir, consideraremos o bsico da programao em Object Pascal: Bloco de Cdigo: Um bloco de cdigo delimitado por begin e end. Linha de Comando: O fim de uma linha de comando indicado por ponto e virgula.

    Com exceo de comandos delimitadores de sesso ou bloco de cdigo, como o caso do begin. Comentrios: Use comentrios para documentar seu cdigo.

    O Free Pascal aceita os seguintes tipos de delimitadores de comentrios: Ex. Variveis: Uma varivel um espao nomeado da memria para guardar um tipo de valor.

    Voc pode declarar criar na memria variveis em Object Pascal da seguinte forma:. Em uma unit, ns temos uma seo var antes da seo implementation e podemos iniciar outra logo aps. As variveis declaradas nestas sees var ficam acessveis em todas as procedures e functions da unit. So variveis globais. As variveis locais so declaradas na seo var de uma procedure ou function. Ficam acessveis apenas em sua respectiva procedure ou function.

    Passam a existir na memria quando a procedure ou function chamada e deixam de existir na memria quando a procedure ou function termina de executar. O nome de uma varivel pode ter at caracteres, tem que comear com uma letra, no pode conter caracteres acentuados, espao em branco e ser nica em mbito global e local. H o tipo Char que aceita um caractere. O valor de uma varivel do tipo Char deve ser declarado entre aspas simples. O tipo String serve para armazenar um texto com tamanho limitado apenas pela memria do computador.

    O valor de uma varivel do tipo string deve ser declarado entre aspas simples. Estes so os tipos mais usados. Constantes: As constantes so declaradas com um valor que no muda durante a execuo do programa. Uma seo const deve ser aberta antes, depois ou na mesma posio de uma seo var. Podem ser globais ou locais. Arrays ou Matrizes: Um array e uma coleo de variveis do mesmo tipo integer, double, string, etc , identificadas por um ndice.

    Um array declarado do mesmo modo que as variveis: var Aluno: array[ O cdigo anterior, declara um array de nome Aluno composto de 16 0 a 15 variveis do tipo string. Podemos ler ou atribuir um valor para cada varivel atravs do nome do array seguido do ndice numrico entre colchetes. Record ou Registro: A estrutura record define um novo tipo de varivel composto por variveis filhas que podem ser de tipos diferentes. Um tipo record declarado dentro de uma seo type. Nome ; end;. Seguindo o exemplo acima, em vez de criar uma varivel do tipo Alunos, poderamos criar um array do tipo Alunos assim: var Aluno: array[ E usar desta maneira: Aluno[0].

    E assim sucessivamente at chegar no maior ndice definido. Procedures e Functions: Trata-se de blocos de cdigo que so executados apenas quando requisitados atravs do nome da respectiva procedure procedimento ou function funo. As procedures no retornam valores como resposta, mas as function's sim. Ambas podem, ou no, possuir parmetros variveis que sero usados no cdigo executado.

    Configuraes Regionais: Especialmente se o seu aplicativo for executar no Linux, necessrio configurar algumas variveis para exibio correta de datas, valores no formato de moeda, nomes das semanas e nome dos meses no padro brasileiro.

    O ideal que estas variveis sejam redefinidas no evento OnCreate do formulrio principal da sua aplicao. Observe o cdigo em negrito: procedure TForm1. Funo StrToInt: Converte uma string texto em nmero inteiro. Se a string no poder ser convertida, um erro ocorrer. Funo StrToFloat: Converte uma string texto em um nmero real. Se o separador decimal no for o ponto ou for redefinido para outro caractere, a string a ser convertida deve seguir a configurao. Funo Date: Retorna a data atual.

    Funo Time ou Now: As duas funes retornam a hora ou a data e hora atual. Recursos do Editor de Cdigo: O editor de cdigos do Lazarus possui muito mais recursos do que o editor de cdigos do Delphi 7. Estes recursos so similares aos encontrados em verses mais recentes do Delphi. A mais comum destas funcionalidades o complemento de cdigo, que est presente no Delphi 7, mas no Lazarus bem mais refinado. Surgir, como mostrado abaixo, um menu pop-up com sugestes para completar o cdigo.

    No caso, mostra propriedades, funes, mtodos e etc, pertencentes ao objeto Application que comecem com a letra M. Ao passo que prosseguimos com a digitao da palavra, as opes so filtradas automaticamente. Alm de outros detalhes, especialmente, observamos que exibido, tambm, os parmetros recebidos por funes e procedimentos, e no caso das funes podemos ver o tipo de valor de retorno. Outro aspecto que este menu pop-up surge automaticamente quando digitamos o nome de um componente objeto seguido de ponto.

    Ao passo que formos digitando os parmetros, o parmetro em edio destacado na caixa de dica. Observe que na caixa de dica h um boto copiar que permite inserir o modelo de parmetros entre os parntesis da funo ou procedimento.

    Outro recurso do editor do Lazarus permite a edio de palavras que se repetem pelo cdigo. Veja no exemplo abaixo que foram selecionadas trs linhas onde a palavra Form1 se repete. No fim do bloco selecionado, nota-se a esquerda um cone de lpis. Ao clicar sobre este, as palavras que se repetem ficam contornadas por um retngulo. Ao editar uma destas palavras todas as outras iguais so editadas.

    Observe no exemplo abaixo que foi trocado Form1 para Button1. Se voc est acostumado com o Delphi, a sintaxe dos comandos a mesma nos dois. Para fixar os conceitos desenvolveremos alguns exemplos. Antes de prosseguir, talvez queira recapitular sobre propriedades e eventos no capitulo anterior. Estrutura TRY.. Veja um exemplo de uso mais a frente neste capitulo. Executa um comando ou uma cadeia de comandos se uma determinada condio for verdadeira. Se for falsa, opcionalmente, pode ser executado um outro comando ou cadeia de comandos.

    Programa Exemplo IF Mude o nome do formulrio para fPrincipal e o Caption para Exemplo 9. D um duplo clique no fundo do formulrio. Automaticamente ser criado o evento OnCreate para o mesmo. Digite o cdigo em negrito na posio indicada: procedure TfPrincipal.

    Mude o nome do primeiro TEdit para edNum1 e do segundo para edNum2. Apague o contedo da propriedade Text dos dois TEdit's. Modifique o nome dos botes para btMaior e btMenor, e os Caption's para Maior e Menor, respectivamente. Organize os componentes no formulrio para ficarem como mostra a prxima figura:.

    Crie o evento OnClick para o boto btMaior e digite o cdigo em negrito nas posies indicadas a escrita dos comentrios opcional : procedure TfPrincipal.

    A mensagem 'Digite nmeros vlidos! Para continuar a execuo do programa, clique no boto Continuar. DO: Repete uma linha ou vrias linhas de cdigo, enquanto uma determinada condio for verdadeira.

    Altere o nome do TEdit para edLimite e apague o contedo da propriedade Text. Troque, tambm, a propriedade Color deste para clRed vermelho. Modifique o nome do boto para btMostrar, e o Caption para Mostrar. No evento OnClick do boto, digite o cdigo em negrito nas posies indicadas: procedure TfPrincipal. DO, mas testa a condio no fim do lao de repetio. Pelo menos uma vez os comandos do lao sero executados. Troque, tambm, a propriedade Color deste para clRed.

    BAIXAR APOSTILA FREE PASCAL

    Estrutura FOR.. DO: Lao com limite de repetio previamente definido por varivel. Programa Exemplo FOR.. Altere o nome do boto para btMostrar, e o Caption para Mostrar. Organize os. No evento OnClick do boto digite o cdigo em negrito nas posies indicadas: procedure TfPrincipal. Estrutura CASE.. OF: Permite a execuo seletiva de comandos. Similar a uma sequncia de vrios IF's.