BAIXAR MUSICA PERNA DE SARACURA

davidarseneaultproductions.info  /   BAIXAR MUSICA PERNA DE SARACURA
postado por Rosette

MUSICA PERNA DE SARACURA

| Segurança

    Onde estou? oh / Ei! ei! ei! perna de saracura / Ei! ei! vem correndo com a perna dura / Ei! ei! perna de saracura / Ei! ei! vem correndo com a perna dura / /. Dj Daniel Campos - Perna De Saracura (música para ouvir com letra), salve a música na sua playlist e escute quando quiser!. Ouça Saracura de Bandinha do Garrafão no Palco MP3, o site da novíssima música brasileira!.

    Nome: musica perna de saracura
    Formato:ZIP-Arquivar (MP3)
    Sistemas operacionais: iOS. Android. Windows XP/7/10. MacOS.
    Licença:Somente uso pessoal
    Tamanho do arquivo:9.38 Megabytes


    MUSICA PERNA SARACURA BAIXAR DE

    Desce as escadas e ganha a rua. Elsj Lagrou comenta que, apesar de no analisar o ritual kaxinaw como expresso da mitologia, percebeu que nos cantos rituais os temas mitolgicos retornam de forma elptica, e a prpria seqncia da iniciao percebida como uma re-encenao da histria de origem da humanidade. A enchente deste anno foi tambem uma das maiores e a hora em que escrevemos estas linhas, ja tern ella baixado mais de dous palmos. Pelo inverno podem subir grandes naviosate quasi as suas cabeceiras e pelo verao navegara sera obstaculo ca- — 75 — noas de seis palmos de calado. Dance minha irm! Isso era possível porque eles utilizavam uma linguagem cifrada com códigos , que era entendida apenas por aqueles que tinham muita experiência, pois misturava o português com dialetos africanos de origem bantu. Similar Or Related. As suas filhas tratam o menino por vov. Silvano apareceu cedo preocupado. Inicialmente, segundo o que tenho observado, no caso dos rituais cotidianos guarani no falaria exatamente em re-encenao, mas numa continuao, no sentido de que os participantes do ritual esto indo ao encontro dos seus ancestrais criadores e esto atuando e interferindo, junto a eles, na manuteno da vida na Terra. Bern que os habitantes do Para e do Amazonas apregoem ge- ralmente a salubridade dessas localidades e alguns factos Ihes paregam dar razao, o que e certo, e que as febres sao, por assim dizer, endemicasnos lugares proximosas margens dos rios e que sao conhecidos pelo nome de igapos e nas florestas, onde se encontram pantanose alagadigos. Minhocal de pessoas, deserto de muitos eus. Carmela — Jamais eu vestiria um vestido horrendo como este! Abrir os braços.

    Dj Daniel Campos - Perna De Saracura (música para ouvir com letra), salve a música na sua playlist e escute quando quiser!. Ouça Saracura de Bandinha do Garrafão no Palco MP3, o site da novíssima música brasileira!. Clique agora para baixar e ouvir grátis Saracura - CD PROMOCIONAL postado por kon ribeiro do nascimento em 12/09/, e que. Clique agora para baixar e ouvir grátis MELO DE PERNA COLADA,V PANCADAO METROMIX postado por equip metromix em 31/10/ \m 16 de dez de perna de saracura massa d doido Se quiser o logo da no herunterladen da música perna de saracura Baixar msica Saracura Baixar O .

    Balaio Grande-Dorival Caymmi. Viveu sete anos na Martinica e na Jamaica encontrando-se muitas vezes com Bob Marley. Uma pena.

    Faça o download também: BAIXAR OOBETIMER GRATIS

    Antes de chegar ao radio cantou em circos e em parques de diversões. A pesquisa e escolha do repertório foram feitas por Ricardo Cravo Albim. Osvaldo Fahel havia sido introduzido nos saraus e rodas musicais do Rio Vermelho pelo amigo e pianista Carlos Lacerda, morador do bairro. Era na porta da casa da amada que as serestas comandadas por Fahel começavam. Cisca a terra e folhas com o bico, ressaltando a semelhança visual.

    De vez em quando, baixa e levanta a cauda rapidamente, um tique que serve para o contato visual entre os membros do par. Macho e fêmea cantam em dueto, cada um emitindo uma parte do canto.

    Música e Xamanismo Guarani

    Geralmente canta quando começa a chover forte. Quando o canto ocorre de maneira natural, isto é, sem o uso do playback ou invasores em seu território, cantam de maneira mais melodiosa e seu canto dura cerca de 2 ou 3 minutos. Mas se a ave é incomodada em seu território por algum playback da espécie, canta de forma mais dura e agressiva e pode cantar por até 10 minutos sem parar. Bando de saracura-três-potes. No Brasil existem duas subespécies de saracuras três-potes, encontradas em todos os Estados, tanto no litoral como no interior.

    Ocorrências registradas no WikiAves. Adulto apresentando a face interna da asa. Fotos das subespécies de Aramides cajaneus ssp. Aramides cajanea avicenniae. O que é leucismo? O oposto do leucismo é o melanismo. Casal de saracura-três-potes. Ninho de saracura-três-potes. Pao cruz. Pao laranja. Pao mulaio. Pao olco. Pao rainha. Pao rei. Pao roxo e rosa. Pao santo, pao santo macaco e pao setim. Papo de mutura. Dita das ilhas de Macapa. Pa tana palmeira. Pepinodo mato. Dito preto. Sabuarana rosa.

    Sapupira branca e preta. Sebolinha da varzea. Sucuruba da mala — 5 a 6 palmos de grossura, 60 a 80 de comprimento; para construcgao naval e civil. Sucuiiba da mata. Tamanqueira de espinho. Tanary bran :o. Ucuuba da mata. Umiry da varzea. Umary ; — 1 a 3 palmos de grossura, 16 a 21 de com- primento; para marcenaria.

    Uxirana da varzea. Ventona da varzea. Alem destas arvores, devo tambem mencionar as seguintes, que nao constam do relatorio da exposicao: Anda. A madeira leve e esponjosa serve para jangadas e lamancos. Da uma amendoa oleosa e purgativa, que embe- beda e mala o peixe.

    DE PERNA SARACURA MUSICA BAIXAR

    Serve para mastrosde narcos e para taboado de forro de embarcacoes, por isto que d menos atacado dos buzanos. Tambem serve para esteios de casas. Da casca extrahe-se estopa para calafeto, a qual tern 0 nome de estopa da terra.

    Entre os estabelecimentos publicos que visitei em Belem, devo fazer mengao especial do arsenal de marinha, hoje sob a administracao do Sr. Admirei a ordem, a discipline e o asseio que alli encontrei. Carneiro da Rocha tern lutado com grandes difficul- dades nos melhoramentos e reformas, que alii tern podido introduzir; mas a realizagao dos seus esforcos prova que ludo pode conseguir uma vontade tenaz e perseverante.

    Eis em resumo s historia dacreagao do arsenal de mari- nha do Para, segundo os dados officiaes, quemeforam mi- nistrados. Em Junho de escolheu o governador do Para, general Manoel Bernardo de Mello e Castro, a ribeira e praia do Hos- piciodeS Boaventura para estaleiros da primeira nao, que se devia denominar Belem, e que projectava construir.

    PERNA SARACURA DE MUSICA BAIXAR

    Para isto, pois, mandou levantar telheiros e officinas proprias de, construcgao naval, para o que requisitou e Ihe foram en. Em foi collocado um guindaste, semelhante aos de Lis- boa, sobre um caes de pedra. De ha muito que uao exisle esse guindaste, que foi substituido por um outro vindo da Inglaterra em , e que suspende e pesa em balanga pro- pria ate 10 toneladas de carga Foram ate o anno de construidas no arsenal de ma- rinha do Para, ifragatasde 4i pegas, 3 chai riias, 3 bergan- tins, 12 chalanas canhoneiras, aleni de uma infinidade de em- Larcacoes miudas para transporte, seguudo attestou-o oca- pilao general do Estado do Giao-Para D.

    Francisco de Souza Coutinbn, em sen relatorio dirigido ao governo da metropole. Em foi confirmada a nomeagao de patrao-mor e em foi creado o lugar de capellan. Em foi langada no estaleiro a quillia de uma fragata de 46 pcgas, com o nome de Leopoldina e que cabiu ao mar na primeira oitava da Paschoa em , com grande [lompa, sendo entao intendente 0 chefe de divisao Joaquim Epiphanio da Cunha.

    Creioquefoi nesta mesma fragata, que reiirou-se da provincia, depois da proclamagao da independencia, o entao capitao-tenente Joao Pascoe Greenfell. Desde essa data, que de tanlo progresso e gloria Ihe foi, tern ido definhando o arsenal de marinba do Para, que actual- Tuente se limita a concertar embarcagoes e a construir lancbas e escalercs. De feito, quern conliecer osrecursos naluraes, que ofterece aquella provin- cia, luem se recordar das irnportantes vantagens que dalli tirava a marinba portugueza em navies e madeiras, quern attendera que sdmcnte nas margens do rio Acara, que vem desaguar na bahia, que banba o littoral de Belem, vegetarn beilas madeiras de construcgao, em quantidade sufficiente para abastecer por muitos annos o arsenal de maior movi- inento, por certo lastimara a decadencia e complela insigni- iicancia a que esta reduzido aquelle estabelecimento.

    LanQando-se a vista para o lado do sul, depara-se com o riacho ou igarape de S. Jose, antigamente denominado Come- dia dos peixes-boi e que borda uma ilna. No centro da casa do inspector, acha-se collocada a ca- pella do arsenal, a qual ja exisiia antes da edificagao da- quella casa, que encerrou-a em seu ambito. Foi ella antigamente convento de S. Boaventura, levan- tado a beira mar pelos religiosos da Conceigao da Bsira e Minho, no anno de , no sitio entao denominado Porto do TigCio, em 66 bracas de terreno doadas para essa fun- dagao.

    Pouco direi, por ora, acerca da instruccao publica no Para. Reservar-rae-hei para quando voltar da minha excursao ao Amazonas, consignando apenas agora o que tao por alto pude collier. Parece que as administracoes qufc tem tido o Para, se nao tem esquecido de promover e derramar a instruegao pelo povo.

    Ha nesta provincia escolas publicas de ensino pri- mario, sendo 8o para o sexo masculino e 72 para o sexo femi- nino, frequentadasas primeiras por 4. Alem destas ha ainda 18 escolas particu- Jares, sendo 13 para meninos e Spara meninas. Tambem achou echo na provincia o pensamento das escidas nocturnas para adultcs, que vai produzindo re- sultados magnificos. Ern foram ellas frequentadas por alumnos e consta-me que no corrente anno o augmento fci de mais de metade.

    Ha tambem uma oscola nocturna des- tinada exclusivamenie ao ensino de escravos e que em era frequentada por 55 alumnos. Tive occa- siao de visitor esse estabelecimento, que e vastissimo, tendo talvez capacidade para accommodar mais de pensionistas.

    Merece tambem mencao especial o collegio de Nossa Se- nhora do Amparo, para educacao das meninas, e manlido a custa do thesouro provincial ode uma subvenfao geral, De urn trabalho publicado no almanak do Para, de Manoel" de Almeida Carvalho, de saudosissima metnoria. Foi originariamente instituido o collegio para educajao do indias menores. Com o andar dos tempos, porem, foram sendo pouco a pouco admitiidas raeninais apenas descendentes de indias, depois as mestica?

    Quando em ou , chegaram as cousas a este ponto, 0 digno bispo Souza Coelho, que ja tinha feito muito saorificio no empenho de manter o collegio, exigiu que as filhas do. Foi 0 meio mais acertado e o unico de sustentar o institute. Uma vez assim transfoMado o edificio de sua primitiva organizacao, era facil prever que o estabelecimenlo estava proximo "a passara outras maos e a outros directores, eeffec- tivamente assim aconteceu, logo ou pouco depots do falle- eimento do bispoD.

    Romualdo de Souza Goelho. Hoje, este collegio que e, pelo menos, um dos mais bellos es- tabelecimentos de educa? Diversas sociedades scientificas e litterarias promovem tambem na capital do Para, a disseminacao dos conheci- mentos.

    Ha mais a Boa Nova, que se publica duas vezespor semana, o Pelicano, que e semanal e diversos jornaes de pequeno forrnato, como a Tribuna, o Tacape, a Patria, a Liiz da Verdade, o Santo Offlcio, e outros. Annun- ciava-se o apparecimento proximo de um novo jornal, que seria denomiuado Jornal do Commercio. Na nolle do 1. Pertence o Ararij a companhia de navegagao a vapor Li- mitada do Amazonas.

    A primeira e a mais importante de todas e que cada dia mais se vai desenvolvendo e prosperando, gragas a direcgao intelligente do infatigavel gerente oSr. Pimenta Bue- no. Foi ella incorparada no Rio de Janeiro em pelo Sr.

    Barao de Maua e comegaram os seus vapores a funccionar no 1. Nao julgou porem conveniente o governo aceitar a proposta, visto como nao se obrigava o proponente a fundar os nucleos coloniaes, que o governo tinha em vista.

    Nos termos da lei n. Do importante trabalho do Sr. Domingos Antonio P. A metade do numero das ditas colonias seria fundada pelo menos dentro dos primeiros cinco annos e o resto dentro dos outros cinco ao mais tardar. Dentro de urn anno da data do contracto, imporiou a com- panhia 1. A segunda colonia que a companhia fundou foi a de Ita- coatiara, era terrenos comprados nas immediagoes de Serpa, coniiguo aos quaes fez depois o governo imperial a com essao de um territorio.

    Dr, Tavares Bastos, pensa que as experien- ces coloniaes da companhia do Amazonas foram mal suc- cedidas por nao terem sido dirigidas com perseveranga, nem com o proposilo resolulo de levar-se ao cabo a tec- tativa. Rai d, nem podemos entrar nas intengoes , que teve neste ramo de servigo a seu cargo. Tudo porem falhou, nao so porque o pessoal dos colonos por sua raa indole nao satisfez, como mesmo pelo principle eco- nomico de que o trabalho proeura oempregode que pode auferir maior proveito, sendo certo que no Amazonas o brago vigoroso que traballie por sua conta, encontrara por longo tempo uma rernuneragao mais proveitosa, do que o mais pingue salario que a industria ou a agricultura possam pa- gar.

    Da tabella annexa ao mesmo decreto, constam lodas as concessoes de terras feitas a companhia pela maneira se- guinte : 1— por aviso de 6 de Outubro de , a margem do Rio Negro, entre os furos abaixo das Lages e a cidade de Manaos, na provincia do Amazonas. Pobre, ura era Itaqui, urn era Tapajos, provincia do Pa ra. Tern a sen cargo nove linhas de navegagao, mantendo todas com a necessaria regularidade. Paulo e Tabatiuga. Tem uma viagem mensal.

    Percorrem a l. Eis a distancia em milhas dos differentes pontos em que tocam os vapores da primeira linha: Milhas. Um distincto official da marinha brazileira e que ha muitos annos commanda um dos vapores da mesma companhia, teve a bondade de fornecer-me a seguinte tabella, afiangando-me serella a mais bem calculada: Milhas.

    Domingos e Abaete, tern duas viagens mensaes ; sahem os va- pores a 10 e 25 de cada mez e voltam a 12 e a A quarta linha navega nas aguas do Peru e nas do grande estuario do Amazonas. Neste ultimo trajecto atravessa tambem o equadore toca na ilha Caviana. A distancia da linha e de milhas.

    A quinta linha e de Belem a Tapera, no Arary, sahe e volta 0 vapor no dia 6 de cada mez. A sexta linha e de Belem a Soure; tern uma viagem men- sal no dia 3 de cada mez. A oitava pertence exclusivamente ao Baixo Tapajos, entre Santarem e Itaituba. A extensao total das 9 linhas e de 4. Alem de um grande e bem montado trapiche e das offi- cinas bem apparelhadas para concerto e fabrico de embar- cacoes, possue a companhia 10 vapores bem construidos e com excellentes accommodaQoes para passageiros.

    Eis os nomes dos vapores : Arary. No relatorio que apresentou a assemblea provincial do Para, assim exprimiu-se o Sr. Joaquim da Fonseca Guimaraes, vice-presidente da companhia, dispen- sara outro qualquer commentario para provar que a sui - vengSoqueosgovernos imperial e provincial prcstam a esta empreza, e uma das despezas mais productivas, jue figuram tanlo no orcamento geral como no provincial. Renda provincial Renda da alfandega Valor da importagao. Valor da exportagao Valores. Renda provincial Renda da alfandega.

    Valor da importagao. Valor da exportagao.. Couto de Magalhaes : Importacdo. Comparado com igual valor do exercicio de —, Em transportou a companhia Terminarei esta breve e incompleta noticia acerca da com- panhia do Amazonas, com o seguinte topico do relatoiio do 5r.

    Tem esta compsnhia sete linhas de navegagao e cinco va- pores, que partem de Belem para os seguintes pontos: 1. Miguel de Guama, fazendo escalas por Bujarti e S.

    Breves, Anajase Macapa. Oleo de amendoim. Oleo de jacare-cupahyba. Oleo de jupalt. Seus usos nao saoainda conhecidos, mas sendo muito semelhante ao oleo de dende, tambem servira provavelmente para o fabrico do sabao. Oleo de mucajd. A sua applicagao nao e ain- da conhecida. Oleo de pataud. Da polpa e que se extrahe o oleo, que e fixo, amarello claro e transpareute, quando hern purificado e quasi ino- doro. E' empregado na arte culinaria, onde substitue perfeita- mente o oleo da oliveira em todososseus usos.

    No mercado do Para e muitas vezes vendidoem lugar do outro. Oleo de cacdo. A medicina emprega-o com vantagem. Nos districtos de Gameta fabrica-se o sabao conhecido pelo nome de sabao de cacdo, por ser preparado com as cinzas energicas das cascas deste fructo. Esta industria pdde dar grande interesse aos productores; ella faz esperar que me- diante processes mais perfeitose attenta a boa qualidade do material, venha-se a obter facilmente o sabao de um mode que rivalise com o melhor que apparece no mercado.

    Em a exportagao deste genero para o mercado do Para foi de 2. Oleo de Copahiba. Este producto natural coastitue um interessante artigo de eommercio e sua colheita tern ido senipre em augmento desde Ja nao abundani estas arvores nas proximidades das mar- gens dos rios navegaveis e conhecidos; e mister ir a longas distaiuuas para encontral-as em estado de serem aprovei- tadas.

    Nao e porque tenham de todo desapparecido desias paragons sob o peso da mao destruidora do homem, que Ihes arranca ate a ultima gotta a seiva da vida ; mas porque acredita-se que a arvore que uma vez contribuiu com o contingente do oleo, que Ihe extrahiram, nao torua mais a produzil-o.

    Entretanto, parece mais natural suppor, que, completameute esgotada, a arvore tern necessidade de longos annos para recuperar a seiva perdida e por isso se mostra avara da pouca, que possue, aquelle que ja uma vez feriu-a mortalmente. Seja como for, a colheita deste producto deve decrescer em um futuro, que nao esta remote. As redes saooleito de que geralmentese servem os liabi- tantes das provincias do Para e do Amazonas e niuitas vezes consliiucrii a uriica mobilia da genie maispobre.

    No prin- cipio custei a haliituar-rne a esse genero especial de dorniida; no Para nao live necessidade de acoslumar-me a elle, por me Icrsido dada unia excellente cama; masdepois, obrigando- me a necessidade a aceitar a rede, porque mni raras vezes encontrava outra cama, clieguei por tim nao so a acostnmar- me a ella, como ate a aclial-a bem commoda e beni apropriada para a terra.

    Os va pores das differentes companhias que navegam nos rios das duas provincias, sao dispostosde modo a podcrem os passageiros armar as redes na tolda. A nciteestava muita escura e tempestuosa e a clmva cahia com foroa, acoitando a cobertura da tolda e os Ilaucos do navio. Ao passar nao sei por que ponto da bahia de Marajo, e que cbastante perigoso, julgou prudenteo commandanic [larar, visto como nao llie permiltia a escuridao espessa que envol- Yia 0 vapor, seguir com a necessaria seguranca.

    Os passageiros erain cm geral negociantes de Manans, que tinham ido a Belem aviar mercadorias, e algnns individuos que iam procurar fortuna nos seringaes do Madeira.

    Tambem se dirigiam a capital do Amazonas dons distinctos officiaes da marinba peruana e membros da corninissao de limites entre o Brazil e o Peru e com os quaes tive a fortuna de travar, em pouco tempo, relacoes da mais cordial caina- xadagem. Ocomraandante do vapor, o intelligente Sr. Talisman de Vasconcellos, cavalheiro naomenos distincto pelas qnalidades do coracao, como pelo tractoTino e delicado, fez tudo quanto dclle podia depender para lornar-nos a viageni facil e agra- dsvel.

    Estava eu ancioso por entrar nas aguas do magestoso rio, que lantos segredos ainda ericerra. Jcao Baptista do Curralinho. Tern uma igreja que haome pareceu ira ; a forma e elegante.

    As casas, que sao cbntig'uas a igTt'ja, me pareceram boas, posto que urn pouco baixas. Siio eai cerai de telha e novas. Ferreira Penna que deveu esta villa o nome que teniaum antigo estabeleciraeuto que alii possuiu, em tempos passados, urn portuguez chamado Breves, oqualeom seu irmao moaopolisava quasi todos os generos de commer- cio dos districtos vizinbos, as vantagensque dabi tiravam concorreram para dar importancia a seu estabelecimento, ao pe doijual.

    DE BAIXAR MUSICA SARACURA PERNA

    Em iSoO a nova povoacao augmentava com muitos habi- tantes de Meigaco e de outros lugares que para ella se mu- davam, mereceudo ser entao elevada a categoria de fregue- zia eein a de villa.

    Collocada entre asaguas do Amazonas e do Para, esta villa terij lido grande incremento se as febreslhe nao dizimassem os babitantes. Pela sua posicao e o centro a que vai ter o cominercio de Portel e Meigaco e dos rios Anapti, Jacunda e Anajas e da maior parte do esiuario que se estende ao none, sul e sudoeste da ilha de Marajo.

    Todos os vapores e barcos que seguem do Para com destino a qualquer ponto do Amazonas, iSmde passar por Breves. Nao me foi possivel ir a terra, e visitar a villa, nao so por ser tarde, como porque me disseram que, em consequencia das copiosas chuvas dos ultimosdias, as ruas se acbavam transformadas em verdadeiros lamacaes.

    As casas me parece- rara velhas e arruioadas. A comarca de Breves, deque e cabega aquella villa, com- poe-se do quatro municipios, que sao: Breves, Portel, MelgaQo e Curralinho. Ficaa raargem do Amazonas, a 42 milbas aciraa do canal, do Tagipurti.

    A comarca de Gurupa, de que aquella villa e cabega, consta dos municipios de Gurupa e Porto de Moz. Joao Baptista de Veiros, S. Joao Baptista de Pombal e S. Francisco Xavier de Souzel. A naturoza se ostpntava alii emlodaasua forca a lielleza. Verdadoiras inattas de palmeiras, erguiam- se elegante? De quando em vez extensos cacoaes indicavam a aproxi- macao de alguma casa ou feitoria.

    DE BAIXAR SARACURA PERNA MUSICA

    Foi o cacao e teiuos fe que oseraainda, uni dos grandes ramcs de riqueza das provin- cias do Para e do Amazonas. Ainda lioje constitue a sua cul- tura a occupacao regular dos haln'tantes dos municipios de Canieta e Obidos. Ao incangavel Sr. Domingos Soares Ferreira Penna peco liccnga para extrabir do seu trabalho acerca do cacao, alguns apontamentos, a fim de unira estanoticia.

    Desde os primeiros annos da descoberia da America, foi o cacao conhecido pelos ouropeus. A facilidade com que se encontrava o cacao, o seu sabor e sobretudo a carcstia ou falta de outros generos dealimenta- gao, fizeram com que os hespanbdes residentes na America o apreciassem como um dos productos mais uteis e tao grande era a sua estima que durante longos annos os fruotos ma- dnros serviram de moeda corrente na America hespanhola eatenoPara.

    Cultivado mais tarde nas colonias hespanholas e desco- berto em grande quantidade nas margens do Tocantins e do Amazonas, tornou-se o cacao um producto precioso, quer como principio de alimentagao para o indigente, quer como um regalo para as classes abastadas.

    Em , disputava no Para o cacao aos novellos de algodao a honra de representar a moeda corrente, e uma ordem re- gia desse anno expedida a requisigao do governador e capitao general, mandou reservar para pagamento do fardamento da infantaria a suacolheita na costa desde o rio Jary ate o cabo do Norte.

    Em so 0 collegio dos jesuitas rccebeu em seus arma- zees 2. Refere Baena que a camara do Para pedira em ao go- verno que mandasse mais navios para levarem a grande quantidade de cacao, quese estava perdendo, havendo entao em cultivo mais de Em levou um navio para Lisboa Parece, diz o Sr. Ferreira Peuna, que o chocolate era tao estimado pelos indios e europeus que habitavam a America, quanto ma!

    Os hespanhdes, principal- mente as hespanholas acostumadas no paiz, dao a vida pelo negro chocolate Seja como for, oque e verdade, e que nao 0 appetecem aquelles que nao sao creados nesta opiniao.

    Transcrevo aqui, tirado da memoria do Sr. Penna, o trecho da carta do Sr. Brunet, acerca do modo de melhorar 0 cacao. Sobre esta primeira camada de terra se faz uma outra de sementes de uma pollegada de espessura, pouco mais ou menos.

    Gobre-se a ultima camada de terra com palha bem secca e disposta de maneira que encha exactamente a caixa sem impedir a penetragao do ar e ohste que a terra e as sementes se misturem durante a viagem. A caixa assim preparada e fechada com uma tampa tarnbem de madeira com grande numero de pequenos buracos e posta a bordo no conves do navio, em lugar onde esteja abrigada das aguas do mar, que tem a propriedade de alterar as sementes.

    Do Fundo Da Grota

    Estis caixas devem vir no conves do navio em lugares dislaiites das caldeiras da machina de vapor e abri- gadas do sol quanto for possivel. As aguas sao barrentas, loldadas e continuamcnte arrastam em sua correnteza, mdrmente na enchente, verdadeiras ilhas de canarana e enormes troncos de cedro e oulras madeiras, [ue frequentemente abalroam com os vapores e tornam um pouco arriscada a navegagao.

    As ilhas de canarana, vogando a merce da corrente, fazem parar as vezes os vapores, ira- pedindo-lhes o movimento das rodas. Como disse, sao barrentas e toldadas as aguas do Amazonas ; depositadas em uma vasilha, deixam cahir no fundo um pouco de sedimento e tornam-se entao claras e de sabor agra- davel.

    Dizem que podem ser bebidas a qualquer hora e que nunca fazem mat. Qnem pela primeira vez entra no Amazonas, fica absorto ante a magestade daquelle rio gigante, de margens tio largas e de um tao grande volume d'agua; mas depois de algumas horas, vem a monotonia e o cansago.

    Largas hahias e depois estreitos ou furos formados pelas ilhas e em cujas margens crescem embaubas, suma- iimas, macacaiibas, e de. Foi Vicente Pinzon quern em primeiio descobriu a foz do Amazonas, tomando posse delle em nome da coroa portugueza.

    Pretendem os bespanhdes que forara suas cabe- ceiras descobertas pelo capitao Maranhon, que fazia parte da expedicao de Pizarro e dahi o uome do rio Maranbao , que ainda muitos Ibe dao, desde a confluencia do Ucayale ate Tabaiinga.

    Os in- digenas ciiamavam-nas Icamiabas 21 e Orellana deu-lhes o nome de Amazonas. Suppunha-as elle liabitadoras das ca- beceiras do Nhamunda, na serra Itacamiaba e guardadas por varias tribus extremamente ferozes, como os Pariquis, Ta- garis, Guacaris e outras, que habitavam as margens do Ja- munda. A existencia das amazonas e ainda urn desses problemas complexes, que a historia nao tern podido resolver.

    Existiram ou nao as amazonas? Ha quern affirme a sua existencia, assim como ha quem considere a narracao do viajaiite hespanhol como uma das muitas fabulas de que estu incada a historia. Seria possivel a existencia de um paiz, de uma republica exclusivamente composta de mulheres, que tivessem achado meios de se conservarem e progredirem, sem que as fati- gasse 0 exercicio das armas e o estado violento em que se achariam collocadas?

    Eis 0 que a respeito refere o historiador Justino, citado pelo Sr. Goncalves Dias, em um hello trabalho apresentado ao instituto historico. Alii vive- ram por muitos annos no costume de depredarem os seus vizinhos, ate que por fim morreram nas emboscadas que Ihes armaram os povos conspirados contra elles. Depois, quando com as armas ja tinham consegui- do paz, facilitam aos vizinhos os seus leitos.

    Alii edificain Epheso e muitas outras cidades e licenciam uma parte do seu exercito, que volta para a patria carregado dedespojos. Joaquim de O. Soubemos em Coari que o indio que nos tinha sido indicado havia fallecido; mas fal- lamos a seu fillio, homem de 70 annos, e commandante de outros da mesma tribu. Omittocertas minudencias ponco verosimeis, porem que nada importam ao essencial do assumpto. Era este rio 0 Irijo; e dizia o mesmo indio, que quando ta!

    Goncalves Dias as seguintes ponderacoes: 1 0 que disto se couclue, c que La Condamine, ern princi- pios deste seculo, acliou no Amazonas a tradigao dessas mu- ineros que ninguem vira, e somentc Ihe asseverava urn indio de 70 annos que isso acontocera a sen pai. Note-se agora qne, segundo a propria relapao de La Condamine, quern de- vora ter visto as arnazonas era o avo deste indio, como seu pai affirmava ; mas morto este ultimo, ja o neto dizia que nao era o ayo, inas o proprio pai que as vira.

    Seria cousa bem estranha, que este grande rio tomasse o nome de Amazonas sein algum funda- mento raeionavel ; mas as provas que temos para assegurar que ha uma provincia de amazonas nas margens deste rio, sao tao grandes e fortes, que nao se pode disso duvidar sem renunciar a toda a fe humana.

    Disseram-me pois em todas as povoagoes por onde passei, que havia mullieres no seu paiz como eu Iliyas pintava, e cada um em particular me dava dellas signaes tao cons- tantes e uniformes, que se a cousa nao e assim, e precise que a maior mentira passe em todo o mundo novo pela mais indubitavcl de todas as verdades historicas. I Superiores a estes estao os Apotns, que faliam a lingua geral do Brazil, mais acima estao os Tagaris, e depois os Gua- caris, que e o povo feliz, que goza o favor das valerosas mu- llieres Amazonas.

    Tein as suas povoagoes sobre monies de prodigiosa altura. Estes monies existern no lugar indicado, e se chamam vulgarmente a cordilheira da Goyana, que corre ao longo do Amazonas; entre os quaes ha um cliamado Ta- camiaba, que se eleva extraordinariamente sobre os outros, e que e esteril por ser muitobatido dos ventos.

    Comtudo com- mummente se ere, que ellas matam todos os machos, o que eu nao sei decidir. Seja o que for, ellas tem thesouros no seu paiz, capazes de enriquecer todo o mundo.

    Viu-as Orellana no rio Nhamunda ; mas o indio de que falla 0 Sr. Foram estes que a transmittiram aos europeus, ou pelo contrario recebe- ram-na delies? Ainda no tempo em que o mundo scientifico e litterariose occupava com a dissertaeao de La Condamine, perguntou-se a Humboldt, diz o Sr. Dias, se elle seguia a mesma opiniao do viajante francez. Humboldt, que por si nada tinha podido verificar, porque nao comprehendia a lin- guagem dos indigenas, julgou que se nao devia rejeitar uma tradigao tao geral, bem que perfeitamente aventasse quaes os motives que puderam ter levado a exageracao os escrip- tores que deram mais voga as amazonas.

    Sabendo bem a lingua tamanaque, compre- hendi sem difficuldade 0 sentido desta palavra, que e com- posta, e significa mulheres vivendo sos. B Inclinar-iiie-hei tambem para a opiniao de Hamboldt, diz 0 Sr. Dias, de qae nao devemos rejeitar inteiramente uma tradiQao tao vulgarizada ; d mesrto possivel que elia tenba algum fundamento na historia da aniquilagao dos nossos iudigerias, mas por oulro lado, ser-me-ha permittido estabe- lecer ao mesmo tempo com o autor das Investigacoes Philo- sophicas nao ser possivel que em tempo algum tenba havido nem no novo mundo, nem em qualquer outra parte, uma verdadeira republica de mulheres confederadas e unidas por um pacto social, por leis e constituigoes particulares, que tenham propagado a sua descendencia e o seu imperio durante muitas idades, nao admiltindo liomensemsua com- panhia senao uma so vez por anno.

    E pois que so com as da America nos occupamos, vejamos se poderao terexistido verdadeiras amazonas. Dias, de- veram ter vivido em uma completa separagao do outro sexo. Comtudo Orellana afflrma tel-as visto em companhia de lio- mens, a quern ellas dirigiam no combate, impondo-lhes mesmo no campo a pena dos cobardes.

    A este proposito Virey appella para o testemunho de Diodoro o Si- culo, e da obra quese intitula Enibaixada ao Thibet. Ainda em tempos posteriores, como nos affirma um viajante mo- derno 26 , as mulheres das Marianas exerciam em tudo e por ludo 0 commando, excepto na guerra e na manobra de uma canoa. De facto, se as conveniencias de alia poii- tica reclamam as vezes a derogagao da lei saliea da huuiani- dade, nuiica as muliieres, ou por forga ou pcraslucia, pode- riam cliegar a identicos resultados.

    Reflccte Ribeiro deSampaio, que, tendo Orellana desertado doexercito do sen general com a mais fcia perfidia, necessi- tava encontrar alguma capa com quepudesse cobrir o sen delicto, fazendo-o ao menos esquecer com fingidas e mara- vilbosas narracoes, desorte que o mundo o tivesse como urn homem prodigioso.

    Equal outra mais propria para attrabir a attengao universal, que a historia das amazonas? Elle preteiuleu ter descoborto nacoes tao ricas quo o pavimento do seus temples era alastrado de placas de ouro ; e descreveu umarepublica de mulheres guerreiras e belli- cosas, que tinbam avassallado consideravel irato das fertcis planicies por elle visitadas.

    For mais extravagantes que fossem estes centos, bastaram para dar origem a opiniao de que uma terra, abundante de ouro, famosa pelo norae de El- Dorado, e uma republica de amazonas, podiam ser vistas nesta parte do novo mundo, e tal e a propensao do genero humane para dar creditoao maravilhoso, que so lentamente e com muita difflculdade e que a razao e a observacao tern feito desprezar semelhante fabula.

    Dias, tanto contava com 0 efTcito que sobre elies produziria a narracao de suas aventuras assim exageradas, que, como nos conta o padre Manoel Rodrigues 28 , foi a terra das amazonas o que elle 28 Maranony Amjzroztas.

    Seriain outros tantos protestos que se levantariam contra a fabula pugendrada por eile eem seu unico proveito. Enlre- tanto nao consta que ura so se erguesse desmascarando o em- buste, ea narraeao de Orellana correu lumido, sera que qualquer dos seus companheiros a conlradissesse e destnen- tisse. Com elles chegou a patria, onde referiu o raaravilboso successoem que deviant todos ter tornado parte, e estes que sera duvida teriara sido interrogados, nao dcsmentirain, nao contradisseram o facto.

    Estariam todos peitados? Teria bavido accordo previo en- tre todos elles, do inodo que nunca trahissem a promessa que mutuarnente se baviam feito? Semelbaiite liypothese parece ser ainda mais difficil de verificar-se, do quo a possibilidade da existencia dessas inulheres, que constituiam unia repu- bliea e viviam na mais completa independencia de hoinens.

    Apreciando a quesiao en: todas as suas diversas faces, faz 0 Sr. Dias as seguintes ponderagdes que me parecem mui valiosas, mas nao absolutamente concludentes e decisivas. A republics das amazonas devia ser igualmente muito limitada, e mais es- cassos os seus meios de subsistencia, por nao haver classe alguina incumbida esiecialmente da agricullura.

    Ora, da mais populosa aldea Tvpinambu , deduzidas as vellias e as muito jovens, apenas se poderiam extrahir mil mulheres com animo e disposigao bsstantes para tentarem semelliante aventura. Suppoudo que estas logo depois de estabolecidas encontrassem Gargaris com os quaes se alliassem , baveria coratudo causas para que fosse espantoso o decrescimo da sua populacao.

    I Ainda mais claramente : de 1. Dias, que sejam por este calculo desfavorecidas as amazonas, se excep- tuarmos o postulado de que cada uma dellas gastaria tres annos com a alimentagao de um filho, e este nao nos pdde ser negado, porque ea imperiosa necessidade da vida selvagem. Tornemos mais claro o exemplo. Em uma populagao regularmente constituida, de 5. Destas 2. Foi isto 0 que dissemos : que 1. Com a total aniqui- lagao de taes insensatas, se vingaria a lei eterna da Provi- dencia que creou os homens para viverem em familia.

    A quantos encontrava, perguntava pelas ditas pedras e todos me asseveravam, sem discrepancia, que eram prepa- radas pelas mulheres sem marido ou amazonas. A essas pe- dras attribuem propriedades maravilhosas e aflirmam que curam certas enfermidades, corao a pedra, a colica nephri- tica, a epilepsia, as molestias de figado e outras e que ate preservam dellas os que as trazem.

    Dias, talvez nao sejam senao uma recordagao da crenga po- pular da antiguidade acerca de outras que taes pedras ver- des. A ellas tambem, alem da belleza, attribuiam-lhes innumeras vir- tudes. Quero crer, portanto, nao s6 que a intima correlagao da historia das pedras verdes com a das amazonai;, e uma recordagao da antiguidade, como que 6 desse facto que se originou a fe nos seus pretendidos milagres. Assim, com o que levo dito, longe estou de negar a iinportan- cia que na sua infancia os povos lem dado as pedras, que se afaslam do comnnim, como a todos os objectos, que por a!

    Barbosa Rodrigues, com rara felicidade, p6de obter duas, que examinei e pela ininha parte tenho proinessa de uma, que se me for dada, como espero, apressar-me-ln i em envial-a para o muzeu nacional. As que possue o Sr. Tem ambas a forma de um cylindro de duas pollegadas de comprimento e meia de uiametro e perfuradas longitudinalmenie. Que pedras serao estas? BulFon da-lhes o nome Hq jade, pedra nephritica ; Omalius classifica-as na familia das silicides, como a especie de um ,subgenero, a que conserva o nome de feldspalh.

    Humboldt, porem, diz que o que nos gabinetes sechama amazonen- stein pedra das amazonas , nao ejade, nem feldspath commum. Oomtudo, affirma este grande naturalista ter visto uma dessas pedras, que era uma saussurite, verdadeiro jade, que urictognosticamente se approxima do feldspath compacto e que forma uma das partes constituintes do Verde di Corsica ou do Gabbro.

    E assim e. Emquauto Omalius a classifica como uma silicide, Buffon a considera como uma materia mixta, servindo de transioao entre as pedras quarizosas e as. Os que combatem a possibilidade da existencia dessas mulheres, nao podem e nao sabem explicar a verdadeira proeedencia dessas pedras. Grande era a quantidade que deltas liavia, e e tradigao en- tre os indios que em certa quadra do anno, a tribu que com as amazonas mantinha relagoes de amizade, ia buscal-as em mao dellas.

    Hoje com o desapparecimento dessas mulheres, tambem desappareceram as pedras.

    Música e Xamanismo Guarani

    Isto me nao parece ainda uma prova coneludente e decisi- va em favor da existencia das amazonas brasileiras, mas e certamente um argumento mui vaiioso e capaz de fazer vacil- lar 0 espirito. Se nao eram as amazonas que as preparavam, como expli- car a sua proeedencia e o seu actual desapparecimento? Antes de estudar esta questao, coufesso que recusava pe- remptoriamente crer na existencia das amazonas, que eu en- tao considerava como uma dessas muitas fabulas, dessas nar- ragoes extravagantes de que esta cheia a historia, e Orellana, em" minha opiniao, nao passava de um visionario e de um -impostor.

    Hoje, porem, meu espirito vacilla, e posto que nao tenha ainda razoes muito decisivas para crer, tambem me nao parecem absolutamente convincentes as razoes dos que negam e combatem a possibilidade da sua existencia. Repugna-me hoje langar a Orellana o epitheto de impostor, uinda quando se pudesse provar de mode indubitavel que nunca houvera existido a tribu das amazonas. Em muitas tribus indigenas exercem as mulheres misteres eoccupagoes que, parece, deviam ser da competencia exclu- ,siva dos homens.

    Era possivel que Orellana travasse peleja com alguma tribu na qual de parceria com os homens, tambem combatessem as mulheres. A na- cao otlomaca, uma das mais celebres do Orinoco, leva as suas raulheres a guerra. Onde nasce o Amazonas? Diversas torn sido as ouinioes acerca do lugar precisoem que nasce o grande rio; porem a mais seguida e que nasce no lago Hyauricocha ou Laurcocha, no districto de Huanuco, do departamento de Tarma, a 32 leguas N.

    De Bracamoros se inclina a N. Thiago, e tendo ja entao toezas de largura. Sessecta milhas abaixo do Pongo, que e urn canal de seis milhas de comprimento e poucas bragas de largura, recebe os rios Morona e Pastasa, que se suppoe nascerem nas proxi- midades do volcaode Sangay.

    Mais adiante recebe pela mar- gem direita o Gualhaga e o Jcayale e pela margem esquerda 0 Chambira e o Tigre. Comega entao a ser conhecido pelo nome de Maranhao. Toma a direcgao de N. Algumas pessoas que o tem navegado em canoas de comraercio, iaformam que o seu leito 6 conside- ravelmente obstruido de bancos de areia na estacjao da va- zante.

    As viagens de Orellaua em , de Pedro Teixeira em , e a relacdo do novo descobrimcnto do yranie rio das Amazonas pelo padre C. Na distaacia de 70 dias de viagem da sua foz, chega-se a confluencia do rio Coca , oude Pizarro fez coastruir o bareo em que Orellaua desceu o Amazonas. La Condamine calculou-a em bragas aciina das ilhas que dividend a foz. Calculou-a Mow em bragas e Smith em 50 bragas. Suis milhas abaixo de Tabatinga recebe o Javary, que di- vide 0 territorio do Brazil do dos Estados do Equador e Peru.

    Uma linha recta, tirada de Tabatinga ate a margem direita do Japura, defronte da fez do Apaporis, d a divisa entre o Brazil e oPerti. Nasce o l a ou Putumaio nas cordilheiras proximas a ci- dade de Pasto, na republica do Equador, corre do occidenle para 0 orienle, inclinando-se para o sul, em um leito des- igual e pedregoso Communica com o Japura por dous canaes, um superior as cachoeiras e que tem o nome de Perida e outro inferior de- nominado Pureus.

    Por este rio, fazemos tal ou qual commercio com a Nova Granada Os negociantes de S. Paulo de Olivenga e de Teffe, sobem ate Mocoa, capital do territorio de Caqueta, e para alii levam mercadorias, como ferragens, bebidas, panno grosso de algo- dao, jtc. Meia milha abaixo da foz do Iga on Putumaio, em lugar pouco elevado, assentaram os Hespanhoes um posto militar, denominado de S. Joaquim, por occasiao de tratarem com a — 70 — coroa portugueza acerca da demarcagao de limites; masem abandonaram-o, reconhecendo que em extremo critica ora a sua siluagao alii.

    Dous annos depois, , o governador e capitao general do Estado do Para, Fernando da Costa de Atayde Teive, man- dou fundar no mesmo lugar uma povoacao com a denomi- nagao de S. Quanto sesabe'deste rio, e bem pouco e, estriba-seem informacoes incompletas e vagasdadas pelos indigenas Diz 0 capitao-tenente Amazonas, queem Pedro de Or- stia, em demanda de minas auriferas e producgoes indigenas, desceu do Peru por este rio, do qual passou ao Jurua, entran- do por elle no Amazonas.

    Ha tambem nulicia de haver um jesuita hespanhol entrado no Amazonas por este rio e por elle subido aos seus estabele- cimentos do Maranon.