DVD ARLINDO CRUZ BATUQUES DO MEU LUGAR RMVB BAIXAR

davidarseneaultproductions.info  /   DVD ARLINDO CRUZ BATUQUES DO MEU LUGAR RMVB BAIXAR
postado por Rosette

DVD ARLINDO CRUZ BATUQUES DO MEU LUGAR RMVB BAIXAR

| Sistema

    Contents
  1. Um Velho Malandro de Corpo Fechado
  2. TURBINANDO FILME: SHOWS
  3. dvd arlindo cruz batuques do meu lugar lacrado
  4. Descrição Aki

Baixar DVD-R Arlindo Cruz - Batuques do Meu Lugar (). Músicas: 1. Batuques Revelação - º Ao Vivo () DVD-R / AVI / RMVB. DVD ARLINDO CRUZ BATUQUES DO MEU LUGAR RMVB BAIXAR - Tem mais dificuldade de compor nesses casos? Playstation 4 Voltar. Arlindo Cruz - Batuques do Meu Lugar - DVD-R + DVDRip. INFORMAÇÕES: Um dos maiores cantores/compositores da atualidade Arlindo Cruz é considerado o Sambista Perfeito. Com 30 anos DOWNLOAD: VERSÃO.

Nome: dvd arlindo cruz batuques do meu lugar rmvb
Formato:ZIP-Arquivar
Sistemas operacionais: MacOS. iOS. Windows XP/7/10. Android.
Licença:Grátis (* Para uso pessoal)
Tamanho do arquivo:63.60 MB


Julho 29, Leitor de Livros Digitais. Banners de Amigos Ranking Top Manchester: Manchester University Press, , pp. No vídeo ouvimos a personagem feminina ensinar para amigos algumas técnicas para um movimento eficaz no balanço. Os sintetizadores eram aparelhos que geravam imagens a partir dos próprios elementos que constituíam a linguagem eletrônica, intervindo sobre o fluxo de elétrons que a compõe. Categorias: , partitura , Thiago Soares. Mais do que submergir no rio, Magno confronta e expõe nesse momento um dos seis segmentos de espacialidade da tela que Noel Burch se preocupa em delimitar. O nível de luz é mais alto e o visitante vagueia a vontade, talvez até mesmo falando com alguma companhia.

DVD ARLINDO CRUZ BATUQUES DO MEU LUGAR RMVB BAIXAR - Tem mais dificuldade de compor nesses casos? Playstation 4 Voltar. Arlindo Cruz - Batuques do Meu Lugar - DVD-R + DVDRip. INFORMAÇÕES: Um dos maiores cantores/compositores da atualidade Arlindo Cruz é considerado o Sambista Perfeito. Com 30 anos DOWNLOAD: VERSÃO. BAIXAR DVD ARLINDO CRUZ BATUQUES DO MEU LUGAR COMPLETO - Placa de Captura Tv Voltar Voltar. Jato de Tinta Hp. Jogos para PC Voltar Voltar. DVD ARLINDO CRUZ BATUQUES DO MEU LUGAR RMVB BAIXAR - Xbox Voltar Voltar. Arlindo - Os convites foram de pronto bem recebidos por todos. Arlindo Cruz – Batuques do Meu Lugar DVDRip AVI Nacional. Categoria: Lançamento , Nacional, Show. Informações do DVD: Um dos maiores cantores/compositores da atualidade Arlindo Cruz é considerado o Sambista Links para Download: AVI: . Babylon 5 - 1ª a 5ª Temporada Completa RMVB Legendado.

E ele pre tive mais uma simpatia, desde a formafeliz da vida.

CRUZ RMVB BATUQUES DO BAIXAR DVD ARLINDO MEU LUGAR

Num primeiro momento, gostava do bacana. Mas com o tempo E os filhos? Só fiz peru. Tanto é que nos anos seguintes quase todas as canções do disco foram regravadas por outros intérpretes. Mais ainda pela expectativa do que dali ainda iria brotar.

Samba, funk, rock, rap, maracatu, trip hop se entrelaçam e se justapõem sob o sotaque de Lenine para criar algo específico. Como se o tempo em que ficou amadurecendo no retiro impulsionasse a mola criativa para um salto urgente, Lenine expôs mais seu lado de intérprete e arranjador em Como o paraibano Chico César e o maranhense Zeca Baleiro, também revelados na casa dos 30 anos, Lenine virou alvo de uma infinidade de intérpretes.

Um Velho Malandro de Corpo Fechado

E também sacia os que ousam. E a leva adiante. Entre estes, destaca-se, pela coerência de seu percurso, paradoxalmente multifacetado, o goiano Siron Franco. Com uma diferença. Oliveira e Cleber Gouvêa, mas foi no fradepintor Confaloni, fundador da primeira escola de belasartes de Goiânia, que Siron encontrou um mentor mais capacitado. Depois, passou a pintar retratos de gente da sociedade local. Neste mesmo ano fez sua primeira individual antes mesmo de participar de qualquer coletiva no Hotel Bandeirantes e conseguiu classificar três desenhos na Segunda Bienal da Bahia.

Sua estréia como artista profissional foi tumultuada, como se preconizasse um futuro de conflitos ante desmandos e prepotências. A partir daí a carreira de Siron ascendeu.

Ao longo de sua carreira, Siron Franco passou por diversas fases, à maneira de Picasso, uma de suas admirações. Crianças, adultos e animais se lambuzaram com o pó fosforescente que ela continha sem saber que era altamente radioativo. A tragédia. Daí surgiu a primeira de suas séries mais polêmicas, enfocando criticamente o tema. Siron idealizou uma ampulheta gigante que seria preenchida com punhados de terra de todos os países do mundo: um símbolo de igualdade e convivência pacífica num mesmo espaço e tempo.

Mas é sobretudo na pintura que a arte de Siron se faz soberana. Um bom exemplo é a famosa série Peles, iniciada também em , em que denuncia a matança de bichos para serem transformados em casados de peles de socialites, Continente abril Nem um pouco. Manobras externas ao ato de pintar. Pequenos e grandes. Limites borrados. A roupa de madame: onde termina o fausto, o pano, a seda, a pele, o couro e re começa o corpo? De quem estas terras, a quem estes gados?

Onde termina, começa algum Brasil, uma Brasília? Siron carrega estas indagações em sua arte, em sua persistência e sina. Perguntas sobre a substância dos seres e, muitas vezes muitas, sobre a pele das coisas: a pele, o pêlo, a pelagem, a mimese do bicho e a mimese na e da pintura.

Um tecido — a tessitura — a textura de cada coisa, ente, terra, paisagem. Tela ou onça, pintadas. A captura — a caça — destas coisas exige perícia e rapidez.

É célere, o pintor. Caçador e caçado, nosso franco Siron persegue e é perseguido. Siron escapa. Oscar, o mais novo do grupo, esboçou, por sua conta, algumas modificações no projeto original. Oscar embolou o papel em que fizera os desenhos e o jogou pela janela.

Quando, em , Oscar foi convidado por Wallace Harrison a participar da equipe de arquitetos que projetaria sede da ONU, em Nova York, Le Corbusier, cujo projeto estava sendo muito criticado, pedira a Oscar que tomasse sua defesa. Mas Harrison insistiu com o brasileiro para que também concorresse.

Oscar foi para o hotel e esboçou um projeto, que foi aceito por unanimidade pela equipe. Oscar, embora discordando, aceitou. E assim, o projeto construído trouxe a assinatura dos dois arquitetos. Um tipo de delicadeza e generosidade que caracteriza a personalidade de Niemeyer, no trato com os amigos e companheiros, ao longo de sua vida.

Em ambos os casos foi a competência de calculistas brasileiros que resolveu o problema. Esta sua inventividade, que fascina todos, levou alguns invejosos ou falsos entendidos a afirmar que Oscar é mais.

Sem dinheiro, Guevara e Granado viajaram de carona e até mesmo como clandestinos em navios de carga. Antes de desistirem da empreitada sobre duas rodas e se tornarem andarilhos e caroneiros, numa viagem de poucos recursos e muito desprendimento, eles chegaram a sofrer nove quedas da moto num mesmo dia.

Sonham com um continente sem miséria. Navegando pelo rio Amazonas, entram por engano em território brasileiro. Quando partiu, era um estudante de Medicina de 23 anos que andava entediado com a rotina e queria desbravar novos mundos.

Faça o download também: GSDX-SSSE3.DLL BAIXAR

A viagem o transforma. Che e seu amigo Granado também querem se divertir, conhecer mulheres e lugares turísticos. Uma curiosidade. Usavam como transporte uma balsa rudimentar e tentavam dormir sob um ataque de mosquitos. Eles vinham da colônia de leprosos de San Pablo, no Peru, e se dirigiam à cidade colombiana de Leticia. Teriam de remar sete horas contra a correnteza para retornar ao destino planejado. Os dois percorriam havia seis meses a América do Sul.

TURBINANDO FILME: SHOWS

Prosseguiriam nas andanças por mais 34 dias. Tinham reservado o ano de para a aventura. Tentou desencadear uma onda de revoluções populares no Terceiro Mundo e, durante uma das missões, foi capturado e executado por soldados bolivia-.

Che sobrevive como ícone pop. A imagem do rosto do mito adornado por uma boina, registrada pelo fotógrafo Alberto Korda, é ainda amplamente reproduzida. Mais do que um símbolo do socialismo, Che Guevara se tornou um herói da juventude. Seus nomes, a Hollywood imperial das bilheterias tornou familiares como os retratos de César e Faustina, nas colônias culturais de todo o mundo: Marlon Brando e Doris Day. Nada mais americano.

Doris se especializou em comédias leves e Marlon, com filmografia variada, viveu o papel de outsider. Por essa época, Marlon Brando estava se preparando para transportar o rude Stanley Kowalski, de Um Bonde Chamado Desejo, do palco para a tela — o que só faria ampliar o sucesso, na Broadway, do inconformista nato. E diz que nunca foi compreendido nisso — como em muitas outras coisas — pela Hollywood onde sempre se sentiu um estranho.

Se eu tomasse parte num filme imbecil que tivesse rendido milhões de dólares, seria cumprimentado por todos pelo meu sucesso. E isso é uma tragédia. Hilton é indiscutivelmente um dos nomes mais importantes da cena audiovisual pernambucana.

Fez um curso de roteiro com Paulo Caldas e acabou trabalhando no projeto de curta de Lírio Ferreira, O Crime da Imagem, iniciado em e só concluído em , por conta da grave crise que se abateu sobre o cinema nacional. Depois voltou a juntar-se a Caldas e Ferreira, quando estes começaram a amadurecer a idéia de realizar Baile. Foi neste momento que a atividade de roteirista o fisgou. Quando o filme foi exibido no Festival de Brasília, Hilton observa que havia uma expectativa muito grande por ser uma obra vinda do Nordeste e de jovens diretores estreantes.

O sucesso do filme foi o passaporte para Hilton abraçar de vez o cinema. Hilton acabou também co-dirigindo o filme. Mas é bem longe do retrato do mundo da classe média que Hilton realizou seus trabalhos mais radicais. Todavia, quando fala de Amarelo Manga, um desdobramento, digamos Continente abril Um deles, o mais grave, é afirmar que nele o naturalismo impera. Tem um crítico da Bravo que bate sempre nessa tecla e isso beira o ridículo. É um filme feito de uma capa muito dura de aparências, mas isto é o interessante: subverte o olhar, partindo de um pressuposto caricato.

Ele acrescenta também o fato de algumas pessoas implicarem com o personagem Dunga —. Hilton, por fim, confessa o êxtase que a força das manifestações culturais pernambucanas lhe causa. O roteiro teve diversos tratamentos, a partir de um argumento do próprio Lírio e de Sérgio Oliveira. Para ele esta tem sido uma experiência fascinan-.

À meia-noite, reuniamse em volta da mesa, para provar o cordeiro sacrificado — macho, de um ano e sem defeito absque macula, asculus, anniculus , como recomendava o Êxodo. Esse ritual se repetia, todos os. Com pompa e sangue de cordeiro os romanos purificavam trombetas com que as guerras eram anunciadas, no templo de Saturno.

Depois passaram a apreciar naquela carne, oferecida aos deuses, qualidades muito especiais — por ser saborosa, adocicada, macia, firme e pouco gordurosa. O cordeiro transformou-se em iguaria. Trocando o altar dos deuses pelas mesas dos pecadores. O carneiro chegou ao Brasil com o colonizador. Foi rejeitado pelos índios. Com o tempo, a qualidade dessa carne foi melhorando.

Provavelmente pelo cruzamento de novas raças. Hoje virou preferência nacional. Sendo preparado de muitos jeitos — grelhado, assado, cozido ou ensopado. E que deve ser sempre retirada, antes de se começar a preparar o prato. Cabrito é filho novo do bode e da cabra.

BAIXAR LUGAR DVD MEU RMVB DO BATUQUES CRUZ ARLINDO

Parente distante do cordeiro. Por conta do forte cheiro de glândula que desenvolve na cabeça, a partir dos 5 meses de vida, melhor abatê-lo antes dessa idade. Na Grécia Antiga, viviam no Olimpo. Zeus, divindade suprema, foi amamentado por uma cabra — Amaltéia. Em Qumran Jordânia , outra cabra ficou famosa.

Por pastar entre velhos papéis. No Nordeste brasileiro, esse cabrito se deu bem. Resistindo inclusive às grandes secas. O gosto por essa carne Continente abril Por aqui foram inclusive surgindo maneiras novas de preparar esse cabrito — guisado, assado, ensopado. A diferença é que, na Europa, se faz mais com porco; enquanto, por aqui, usamos carneiro, ovelha ou cabrito.

Cabra é o primeiro animal leiteiro conhecido pelo homem. Produz, proporcionalmente ao seu tamanho, muito mais leite que qualquer outro animal. Hardaneger Noruega.

O futuro acabou reproduzindo o passado. Com a ovelha Dolly - clonada no Instituto Roslin de Edinburgh, sendo sacrificada apenas 6 anos depois de sua clonagem. Mas apenas por ter seu criador, Ian Wilmut, percebido que lhe faltavam poderes divinos. Sua ovelha nasceu com anomalias genéticas. Em verdade Dolly era parte de um exótico zoológico particular, composto por duas ovelhas iguais entre si Megan e Morag , por uma ovelha geneticamente alterada Tracex , e por uma vaca que produzia leite humano Roster.

Faltando nesse texto apenas lembrar outra passagem do Levítico. Em que se narra, com riqueza de detalhes, ritual repetido todos os anos. Com os hebreus descarregando suas iras sobre um bode, para expiar os pecados de Israel. Coloca-se em assadeira de barro e leva-se ao forno, bem quente.

Quando começar a dourar, regue, aos poucos, com vinho branco. Sirva acompanhado de batata cozida e passada no azeite, em que foi anteriormente colocado um dente de alho. Maria Lecticia Cavalcanti é professora. E, mais distante, o vigilante farol, cujo olho insone o sol a pino imobilizou numa cegueira ardente. Adeus, Sergipe. Adeus, Aracaju. Adeus, Joca. O desejo de um palestino, nascido no Cairo, vivendo em Riad, na Jordânia, impedido de visitar seu próprio país, é cumprido e registrado pelo fotógrafo Emily Jacir.

O documento ilustra pequenos desejos de palestinos que vivem no exílio: o sabor de uma comida, a esquina de uma rua, a visita a uma casa perdida na memória. Chegaram até nós como o sopro do siroco, vento que transporta até o Ocidente as areias do deserto. Com talento que enobrece nossa cultura, a companhia do Paralelo da Graviola nos inicia na linguagem do eterno.

As obras reunidas neste volume por Aguiar representam significativos exemplos de dramas realistas aparecidos. José Veríssimo classificou Um Casamento no Arrabalde como um dos melhores da literatura brasileira. A Alencar refletiram-sse no período? Esno Arrabalde, de , que o situa como uma das principais obras que se caracterizam por abandonar o tom romântico tudei profundamente a vida e a obra do autor cearense Cf.

O próprio ele cheia de estrangeirismos e antinacionalismo. Pelo conjunto de sua obra, em l, recebeu na Espanha o prêmio-homenagem da Universidade Pontifícia de Salamanca. Nesta entrevista, Aguiar aborda a vida e a obra do dramaturgo nordestino. Foto: Arquivo DP. Mas dizem que, no final da vida, mostrou-sse desgostoso com a literatura. Foi uma obra totalmente abortada. Quanto ao fato de revelar-se Continente abril Foram objetos de estudo dos pesquisadores cocos, toadas, bumba-meu-boi, aboios, tambor de crioulo e tambor de mina, xangôs, reis do congo e tudo o que coubesse sob o rótulo de folclore ou cultura popular.

Foi na década de 30 que a família dos Galegos, família de coquistas, fixou-se na cidade e começou a dançar o coco no bairro Coqueiro, de sugestivo nome, hoje COHAB I. Remanescentes da família afirmam que o coco era acompanhado por cavaquinho. Nessa mesma época a família de Ivo Lopes, mestre coquista, deixava o sítio Batalha e se fixava no bairro do Cruzeiro. Com sede no Cruzeiro, mantém um memorial para Lula Calixto que é ponto de referência a todos que chegam à cidade.

Sempre foi assim, desde o tempo do Cine Coliseu, que virou supermercado. O preço para assistir um bom filme pode ser uma lombalgia. Ou uma escoliose, dependendo dos anos Continente abril Até imaginei um serviço de fisioterapia especializado em atender vítimas dos cinemas de arte. A infeliz fez tantos malabarismos para ver o filme que sem o preparo de um ator de kata-kali, deve ter-se machucado severamente.

Por conta desses riscos, quase nunca saio de casa para o cinema. Desconfio de todo filme americano recente, principalmente os indicados ao Oscar. A mais famosa e folclórica é Woody Allen.

O Oscar é pura maracutaia. Ou vocês acreditam que os méritos foram apenas dos nossos favelados? Insistiram tanto, que furei o meu bloqueio e fui ver. É o típico produto para as pessoas de bom gosto, uma pílula dourada. Sinto-me grilado em parecer que fui às compras.

E este excesso é fabricado para os laboratórios sensoriais em que se transformaram os cinemas. É por isso que aprecio os filmes iranianos e sonho com salas simples.

Suporta o calor com estoicismo, e ainda aplaude no final. Com o tempo, a gente reconhece as pessoas e cumprimenta-as como se fossem velhas amigas. Sabemos que elas partilham do nosso gosto, que fazem parte de uma confraria de amantes da sétima arte, o que tem um certo glamour. No Recife, tratam a casta de cinéfilos do mesmo modo que a dos impuros, na Índia. Nunca é o mesmo encanto de uma sala em que as luzes se apagam e você mergulha na magia de imagens e sons.

Em casa, você pode ter a companhia da mulher e dos filhos e o conforto de uma boa poltrona. Ninguém do seu lado vai estar mastigando pipoca ou arrotando coca-cola. O telefone pode tocar, é bem verdade. Temporada do rock Entre os dias 16 e 18 de abril, Olinda se transforma no maior palco de pop rock do Brasil. Em seguida, o palco é da dupla belga Vive La Fête. Juntou tudo às suas castanholas e produziu um som original e surpreendente, no qual as bases eletrônicas funcionam apenas como elos harmônicos.

Eventos paralelos — Este ano, o festival abre espaço para algumas novidades. Informações: www. Todos trazem um repertório consagrado no gênero, temperado com o sotaque cearense. As apresentações acontecem sempre nas quartas e quintas de abril 01, 07, 08, 14, 15, 22, 28 e 29 , às 12h e às 18h Entrada gratuita.

Destaque para a caixa do CD, que faz referências às placas sinalizadoras dos banheiros femininos. Nem tudo é relaxamento no CD de lounge Eletrobossa Nights. A língua é a mesma. Os movimentos individuais, aparentemente sem co-. Hoje, com 76 anos, ele continua em plena atividade. Depois, os monumentos do Recife e de Olinda entram no seu foco, inclusive com fotos aéreas. Sérgio Rezende volta a inovar em Onde Anda Você, filme que estréia nos cinemas nacionais no dia 09 de abril Dono de uma das mais ricas filmografias nacionais, Sérgio Rezende, depois do drama intimista Quase Nada, volta a inovar em Onde Anda Você.

O cineasta mais conhecido pelas produções competentes e comportadas, como O Homem da Capa Preta, Lamarca e A Guerra de Canudos, embarca agora numa viagem humorada neste novo filme — que, como Quase Nada, é simples; mais barato se comparado às suas outras produções. Pela primeira vez, Rezende investe na comédia como gênero, mais exatamente na comédia poética italiana e no melhor do humor nacional. Onde Anda Você conta a história de Felício Barreto, um velho comediante em busca da alegria perdida.

Aqui Sérgio Rezende faz reverências ao melhor do cinema italiano, sem deixar de prestar homenagem aos grandes comediantes brasileiros, seja através de citações a Chico Anysio e Mazzaroppi, seja por intermédio das participações em cena de atores, como Castrinho, Paulo César Pereio e José de Vasconcelos. O cineasta também reverencia Chaplin, Nino Rota e Brahms. Onde Anda Você, de Sérgio Rezende. Estréia nos cinemas nacionais no dia 09 de abril de Esse é o espaço para o encontro do escritor com o leitor.

Começa impactando desde o título. Poesia Africana de Língua Portuguesa. Este livro faz um mapeamento do Golpe Militar de 64 sob um ponto de vista estritamente pernambucano, o que talvez seja seu grande diferencial.

Historiador e cientista político, Fernando Coelho, o autor, faz um minucioso levantamento do que pensavam, sentiam e faziam todos os atores daquela época histórica, de todas as orientações políticas. Sendo ele próprio um destes atores, consegue, mesmo assim, uma postura isenta ante os fatos e um autêntico compromisso com a verdade. Os resultados mostram como a pessoa comum se posiciona e ratificam a influência relativa da imprensa nesse processo.

Nessa obra, ela desvela a personalidade brilhante e contraditória de um homem apaixonado pela idéia de que temos a liberdade de voar. Direita, Volver: O Golpe de em Pernambuco. Fernando Coelho. Edições Bagaço. Terra do pau Brasil, de índios nativos - o reino dos caciques.

Entretanto, D. Iniciavase o ciclo das elites - as classes dominantes e poderosas. Daí em diante foi um rococó só - um Deus nos acuda.

Começou um bate-boca do impossível. Eram portugueses de Olinda contra os recifenses brasileiros e vice-versa, mascateando no varejo os atacados de Nassau príncipe insigne dos armadores das Índias Ocidentais. Foi briga pra ninguém botar colher. O correio marítimo dos papiros pincelados por penas de gansos funcionava às trivelas. E a safadeza comendo no centro. Fortificavam-se as elites burguesas, com certeza - chicoteando os negros escravos ou negociando-os como farinha de mandioca ou charque de cavalos.

Surgiram revoltosos, folhetins e cochichos em botecos falados. De nada adiantou. Agora sim, acabaria a roubalheira desses seletos. Qual quê? Fizeram uma ponte com a Paraíba, montaram em seus cavalos baios e se mandaram para a capital paulista. Houve uma trégua para o voto livre, os partidos ufanavam, os políticos rapinavam e as elites davam risadas. E o povo, que povo?

RMVB LUGAR ARLINDO DO BAIXAR BATUQUES DVD MEU CRUZ

Os trabalhadores - eram iscas para dizerem que eram unidos. Os militares quando viram aquilo rolando, pegaram ar e fizeram e bordaram por 24 anos com AIs, torturas, o escambau. No entanto isso tem que mudar.

O povo precisa tomar o poder do reino. O espaço é cheio de buracos: nós, as coisas, os mundos. Mas isso, Sr. Palavras-chave: Videoarte. Modes of spatialization of video in contemporary art.

We used a hipothetical-deductive approach and a tipological method of procedure. In the first chapter we will rise some characteristics of the physical space and the mechanisms of its representation in bidimensional images.

In the third chapter we indicate the analysis of six possible modes of spatialization of video, grouped in two operations of spatialization, related to the physical size of the image exhibted.

We called the first operation micro-spacialization, related to video in small size in its relationships with the space and public body's, constituted by the following modes of spacialization: 1 Video- space; 2 Device-space; 3 Video-dilatation. The second operation Macro-spacialization, is related to video exhibition in large scales from video projections and the multiplication of monitors, formed by these modes of spacialization: 1 Cinema-situation; 2 Video-scenario; 3 Video-dilatation.

Keywords: Video art. Modes of spatialization. Operations of spatialization. Videoarte nas galerias Primeiro modo: Vídeo-espaço Segundo modo: Aparelho-espaço Considerações finais Referências audiovisuais Apêndice A — Dados de obras citadas Orlando Franco Maneschy. Fonte: www. Perceberemos como os autores se diferem em alguns pontos mas concordam que a busca por uma abordagem sobre a espacialidade deve ser atravessada pelo entendimento da experiência no espaço.

Rees e Lev Manovich Iniciamos este estudo trazendo a tona o pensamento do filósofo Henri Bergson para levantarmos discussões referentes ao espaço como fenômeno perceptível. Veremos ao longo deste trabalho como essa ideia de espaço foi explorada por vertentes diversas.

Mas antes de adentrarmos no território da arte contemporânea, pontuemos o que Bergson e Merleau-Ponty podem contribuir para esse pensamento sobre o espaço. Dentre essas imagens que compõem o espaço uma em especial tem a prerrogativa de exercer ações possíveis sobre as outras: o nosso corpo.

É realmente somente essa escolha que vai engendrar o espaço. Elencamos aqui duas situações primordiais: o espaço como escolha das imagens do mundo, e o espaço como elemento formado por matéria. Se só pode ser presente, o espaço para Bergson é lembrança atualizada.

Isso nos leva a crer que Bergson acaba por instituir ao espaço um papel de certa maneira passivo, que é modificado pelo corpo e as ações potenciais que os elementos do mundo exercem sobre ele.

Assim, Bergson afirma que Deleuze fala de espaços auxiliares para determinar esses fragmentos, como se a cada um desses fosse capturado, guardado, retomado pela lembrança e exteriorizado, dando assim surgimento ao que poderíamos chamar esse elemento espaço. Essas mudanças que acontecem com os estados de exterioridade só podem existir a partir de uma consciência que as rememora pela lembrança.

Portanto, só existe espaço se existem coisas no mundo o que Bergson chama de imagens do mundo. Essa estrutura fundamental apresentada acima por Merleau-Ponty é o que o autor chama Quiasma, uma identidade na diferença. Termos como vidente e visível, interior e exterior, tocante e tocado só podem ser eles mesmos sendo o outro ao mesmo tempo.

Acreditamos, portanto, ser o lugar onde reside o quiasma, aquela identidade na diferença, e de onde emerge a deiscência. Essa mobilidade pressupõe que somos seres orientados, que nossa existência é orientada e, portanto, espacial. Entre essas noções parece residir um fator de maior ou menor grau de consciência do meu corpo enquanto potencial modificador desse espaço em que habita. Meu corpo e as coisas, suas relações concretas segundo o alto e o baixo, a direita e a esquerda, o próximo e o distante podem aparecer-me como uma multiplicidade irredutível; Lido com o espaço físico, com suas regiões diferentemente qualificadas MERLEAU-PONTY, , p.

No espaço espacializante o sensível- sensiente toma forma. Finalmente, após dois mil anos, Aristóteles fora derrotado — o vazio passara a ser visto como a própria base da existência. Como o dos atomistas antigos, o universo de Galileu consistia unicamente de matéria e vazio. Porém, um fator que transborda a geometria de três dimensões nos interessa: o tempo.

Até aqui nos preocupamos em levantar observações referentes às concepções desse espaço justamente para delimitar de que espaço falamos. Esse parece ser um esforço que perpassa, na realidade, toda a história da humanidade e acompanha as próprias concepções que o espaço vem sendo tomado. Essas elaborações foram fortalecidas e organizadas principalmente a partir do século XV nos trabalhos pictóricos de artistas como Leonardo, Rafael, entre outros, que no âmbito da Renascença organizaram um conjunto de regras representacionais que ficou conhecida como a Perspectiva Linear.

Nos estudos do autor alguns conceitos específicos nos interessam, dentre eles a perspectiva e o campo. A narrativa, portanto, informa a natureza do espaço que é apresentado na imagem a partir de elementos como a profundidade de campo, os ângulos, os olhares, os enquadramentos. Optamos por organizar em tópicos esses elementos para, assim, verificarmos como eles se desdobram na imagem audiovisual a partir dos estudos de Nöel Burch posteriormente.

Portanto, a partir deste momento, neste capítulo, passaremos a utilizar o termo audiovisual para nos referirmos às imagens em movimento de modo a conferir aos estudos destes autores uma qualidade mais ampla.

dvd arlindo cruz batuques do meu lugar lacrado

Um trabalho composicional outro com a forma da imagem para o estabelecimento de distorções. Essa presença sonora pode, no entanto, opor-se a presença visual de alguma maneira, criando tensões que só a existência dessa qualidade de som poderia engendrar.

O espaço para Tuan se trata de uma categoria correspondente muito mais ao plano do fenomenológico de Merleau-Ponty do que ao plano do espaço concreto de Aumont. O espaço aqui nos parece um paralelo da natureza em sua essência, sem modificações. É esse outro mundo, ou o acesso a ele, que o cubo branco representa Longe disso, falamos do momento em que essas convenções foram transformadas e esse lugar passou a agir e ser construído espacialmente como vetor de aprendizagem de outra maneira.

Ela representa uma comunidade com ideias e suposições comuns. Na própria arte, uma trindade de mudanças produziu um novo Deus. O pedestal desmoronou, deixando o espectador mergulhado num espaço de parede a parede. Assim que a moldura sumiu, o espaço se espraiou pela parede, gerando turbulências nos cantos. O novo Deus, espaço amplo, homogêneo, fluiu facilmente por todos os lados da galeria. Claire Bishop aponta a necessidade de examinar o movimento Minimalista para compreender como essa segunda estrutura se apresenta.

Essa é de certo modo mais reflexiva, porque a consciência que alguém tem de si mesmo existindo no mesmo espaço que o trabalho é mais forte do que em trabalhos anteriores, com suas muitas relações internas. FRIED, , p.

Um entrelaçamento surge no momento em que consideramos essa imagem como um objeto físico no mundo. O espaço do qual falamos refere-se a duas dimensões. Por um lado, o espaço físico, a tridimensionalidade e a experiência do tempo. É o que acontece, por exemplo, em algumas videoinstalações, para refinar o estudo e ir diretamente ao nosso objeto de pesquisa, o vídeo.

Mas do que estamos falando quando se trata de vídeo na arte contemporânea? Abordaremos as discussões acerca das mudanças que o desenvolvimento da tecnologia de vídeo proporcionou na cultura das imagens em movimento. Um filme que utiliza efeitos especiais ou efeitos computacionais ainda é um filme se nós o consumimos na sala de cinema.

Para o autor a força do vídeo no campo do audiovisual é a de um operador de passagens, uma mídia com a capacidade de transformar imagens umas nas outras, desde as que o precederam pintura, fotografia e cinema até as produzidas por ele mesmo, um integrador de mídias.

O autor acredita na natureza de movimento do vídeo, e desse confronto surge o principal conceito que Dubois elaborou, o estado-vídeo. Na mesma linha, Christine Mello aborda o vídeo a partir de uma leitura interdisciplinar a qual denomina extremidades. Desse modo, ao falar acerca da videoarte, Michael Rush parece conferir a esta uma identidade própria e considerar os mais recentes avanços tecnológicos do vídeo.

Para além disso, Rush centra seus estudos em um limiar mais próximo ao da arte contemporânea, citando os eventos fluxus, as performances, a arte conceitual, o minimalismo como marcos para o desenvolvimento da videoarte. Essa força de atravessamento do vídeo é uma característica essencial de sua natureza contemporânea, mas em qual momento, em qual espaço, o vídeo deixa de ser mero veículo de outras mídias, interface de outras linguagens para edificar uma linguagem e história próprias?

Acreditamos encontrar nas exibições do vídeo em museus e galerias um lugar propício para o encontro dessas características e, por isso, nos ateremos a esse contexto. Procuramos identificar e especificar alguns dos principais formatos de vídeo surgidos na história, desde os formatos analógicos aos digitais. Ao falar de uma lógica intrínseca do material, Arlindo Machado nos direciona para a importância de compreender como o funcionamento técnico de determinada mídia diz muito de sua história e desenvolvimento dentro de um contexto cultural.

ALMAS, , p. Comercializada em Betacam Produzido pela Sony. DVD Sigla de Digital Versatile Disc trata-se de um formato de disco que permite gravar informações em formato digital com capacidade de armazenar um total de 4. Tecnicamente falando, e como demonstrado na tabela acima, o vídeo encontra suas características tanto em um processo analógico quanto digital.

Nessa linha uma série de aparelhos, chamados sintetizadores foi inventada pelos próprios artistas, um exemplo é o Direct Video Synthesizer de Stephen Beck10, que para o artista tratava-se de um aparelho de escultura eletrônica gerando os quatro principais aspectos do vídeo: a cor, forma, movimento e textura, produzindo assim uma série de vídeos que se aproximavam de uma abordagem abstrata.

Os sintetizadores eram aparelhos que geravam imagens a partir dos próprios elementos que constituíam a linguagem eletrônica, intervindo sobre o fluxo de elétrons que a compõe. Embora suas imagens possam ser produzidas sem a captura de imagens por câmeras, é a partir do sinal de vídeo e no monitor que podemos entrar em contato com essas informações produzidas no computador e, portanto, o cruzamento vídeo e computador torna-se claro.

Si la vidéo est mort, vive la vidéo! A partir desse processo de varredura outras duas situações se instauram quando falamos do vídeo, a da varredura entrelaçada e a da varredura progressiva. No entanto, nos perguntamos mais uma vez, onde reside a autonomia do vídeo enquanto objeto artístico a partir desses cruzamentos técnicos?

Para isso, tentamos apresentar como essas questões relacionadas ao desenvolvimento tecnológico do vídeo influenciaram o surgimento de uma possível estética própria dessa mídia. Esse tempo presente é evocado pelo vídeo no campo da arte a partir do que Michael Rush chama do advento de um corpo conceitual. Produções que utilizam o corpo do próprio artista como elemento fundamental para dialogar com outras linguagens ganham força no território das artes visuais, segundo o autor, a partir das action paintings de Jackson Pollock e passam a atravessar de maneira decisiva as primeiras produções de videoarte.

Em lugar disso, esses retratos foram transmitidos durante apenas duas semanas de novembro de , cinco vezes por dia, durante 30 segundos cada um O primeiro vídeo inicia-se com um quadro branco a espera de um assunto que possa emergir. Esse trabalho de desafiar o outro lado é reforçado justamente por essa atmosfera de luta que é imposta, os sons dos golpes emitidos introduzem um certo teor de medo e ao mesmo tempo de dor.

Sua obra articula performance e imagem, e tem como centro as relações entre o corpo, câmera, sistema da arte e mundo. Trabalha com performance, frequentemente direcionada para fotografia e vídeo, objeto e website. No vídeo de apenas um minuto a artista também aparece inicialmente no centro do quadro e em plano médio.

Mais do que submergir no rio, Magno confronta e expõe nesse momento um dos seis segmentos de espacialidade da tela que Noel Burch se preocupa em delimitar. Magno confere força portanto, ao espaço imaginativo que pode aparecer para além dos limites das bordas da tela. RUSH, , p. O monitor de TV localizado embaixo exibia imagens pré-gravadas do corredor, mostrando apenas os próprios monitores ao fundo, enquanto o segundo monitor exibia imagens ao vivo desse mesmo corredor.

Nasceu em Forte Wayne, Indiana. As linhas de varredura tornam-se ainda mais evidentes, e se vistas normalmente na TV em um aspecto de linha reta, ganham uma forma serpenteada que se move pela tela levando a imagem também para posições diversas. A diferença com os espaços das salas de cinema, apesar do resgate da narratividade, habita no fato de que o espectador aqui tem o livre arbítrio para entrar e sair da galeria a hora que quiser, o espectador vê o quanto de vídeo quiser, a partir de onde quiser, e termina também onde quiser.

A montagem é integrada, ela é interior ao espaço do quadro. O principal diríamos ser o Cinema Estrutural22, teorizado principalmente, segundo A. Rees , por P. Adms Sitney. Essas características podem ser encontradas, por exemplo, em trabalhos como Berlin Horse e Threshold de Macolm Le Grice.

No primeiro filme o artista se apropria de imagens de um cavalo que parecem ser geradas a partir de um negativo de película, conferindo uma tonalidade azulada e de certa maneira fantasmagórica. A history of experimental film and video. Londres: Palgrave Macmillan, Atualmente é professor na Central St. Martins, University of the Arts London.

De acordo com Payne esse trabalho foi exibido em formato de performance com três telas diferentes a partir do jogo ao vivo com o movimento dos equipamentos que projetavam as imagens com os elementos supracitados, mas existe também em formato para uma tela.

Nesse trabalho Bambozzi realiza uma coletânea de videopoemas experimentais que de acordo com o artista versam sobre relações de encontros, pessoas, lugares e o fascínio pelo desconhecido. O vídeo é composto por uma série de imagens que lembram filmagens feitas em película e inicia com gravações de uma estrada de dentro de um automóvel em movimento. Em seguida vemos uma série de imagens de paisagens urbanas, uma série de prédios e pessoas caminhando por interiores diversos. Em Vermelho , por exemplo, Melissa Barbery apresenta um inseto que se desloca no espaço do quadro deixando rastros de um líquido vermelho.

A proximidade da câmera e a imagem difusa nos permitem reconhecer o inseto mas nos distancia do que pode ser aquele ambiente o qual ele percorre. Sediados em Porto Velho, suas publicações, net. Todos os participantes vivem e trabalham em Porto Velho. Produz vídeo desde O vídeo se inicia com uma tomada em plano geral de uma igreja católica com luzes que contornam as formas de sua arquitetura janelas, portas, paredes onde vemos também um importante símbolo, a cruz. O vídeo é dividido em três segmentos.

Durante todo esse momento uma voz parece proferir um cântico que, por sua vez, antecipa tanto os focos de luz quanto o próprio barulho do tambor.

Esses trabalhos podem ser apresentados em uma variedade de formatos, como nas instalações interativas, realidade virtual, softwares produzidos por artistas, webart ou combinações entre essas manifestações. PAUL, , p. Lev Manovich apresenta também cinco características principais que abarcam o digital e seu aparecimento na cultura, princípios esses que provavelmente devem ter gerado aqueles propostos por Christiane Paul.

O terceiro princípio é diretamente baseados nos dois anteriores. No blog do projeto vemos uma interface que conta com informações textuais referentes ao argumento, participantes e créditos, e uma série de doze pequenos vídeos com durações que variam entre os trinta segundos e os três minutos. Os vídeos dividem-se em duas séries diferentes, Na praia, com um total de seis vídeos, e Epidemia, com mais seis vídeos, todos sempre iniciados ou interrompidos por pequenos textos que de certa maneira desencadeiam a narrativa do projeto e ligam os vídeos entre si.

Esse sentido de costura entre os vídeos deriva, no entanto, de uma leitura linear da interface do blog em que os vídeos se encontram armazenados.

Essa experiência de simultaneidade ou de desarranjo da ordem levaria a narrativa para infinitas possibilidades de leitura. Esse tipo de espaço reside, portanto, na unidade de cada vídeo armazenado e no conjunto de vídeos. Foquemos, no entanto, em como o vídeo aparece nessas situações. Na tela inicial desse CD-ROM visualizamos um fundo branco onde no centro se localizam trinta e seis pequenos círculos de cores diversas. Nesta segunda etapa vemos inicialmente seis retângulos brancos posicionados em sentido horizontal um ao lado do outro.

Ao arrastarmos e soltarmos esses círculos até os retângulos surge uma imagem que o preenche, e que pode ser diferente ou repetida. Fonte: ww. O vídeo apresentado no final surge a partir de movimentos acelerados de alternância das imagens fixas escolhidas, gerando um produto que se assemelha plasticamente àquele ritmo apresentado nos landscape films e nos vídeos citados de Lucas Bambozzi e Dirceu Maués. O principal exemplo é o surgimento do videomapping, que permitiu que o vídeo se adequasse espacialmente a uma série de superfícies, de certa maneira retomando algumas características da vídeoescultura.

O tempo do digital, para o autor passa por uma temporalidade da interatividade que os códigos e ferramentas do computador, por exemplo, permitem. A autora declara Esse processo a partir daqui requer o espaço externo ao monitor pra a completude de um sentido poético.

É o conjunto desses dados, materiais e organizacionais, que chamamos de dispositivo. O nível de luz é mais alto e o visitante vagueia a vontade, talvez até mesmo falando com alguma companhia.

Para Foucalt o discurso Nesse processo fica claro o papel essencial que esse espectador deve assumir no agenciamento dessas experiências espaciais com o vídeo. Walter Benjamin fala acerca da diferença entre abastecer e modificar um aparelho produtivo.

No entanto, só conseguiremos essa façanha quando pudermos também nos tornar produtores e conhecermos o processo intrínseco da tecnologia.

Nosso esforço foi o de levantar algumas características dessa mídia a partir de aspectos poéticos e históricos que se relacionam na tentativa de delimitar do que tratamos quando falamos de vídeo. Aqui efetuamos um recorte de elementos que de maneira geral correspondem aos questionamentos específicos de nossa pesquisa.

Jacques Aumont afirma ser essa uma das principais situações a se considerar quando falamos de um dispositivo qualquer, em nosso caso, o vídeo. Os grandes objetos incluem mais do que os pequenos objetos o espaço ao seu redor. A fala de Morris parece, portanto, corrobora com a perspectiva de Aumont ao tomar o corpo como elemento de referência para o estabelecimento de escalas.

Apontamos, portanto, que mesmo essas grandes dimensões abrigam uma intimidade pela proximidade, da leitura pelas camadas estruturais menores que forma esses objetos. Para detalhar esses aspectos Sogabe levanta três principais situações que se instauram. Apontemos, portanto, como essas questões específicas aparecem em alguns trabalhos contemporâneos de vídeoarte. Tomamos como exemplo Getting Out de Rafael França Fontes: www. Disponível em: www.

Nos dois primeiros capítulos, intitulados carscapes sp. Imagens de barcos apresentadas diagonalmente, como se estivessem naufragando, desafiam o segmento de espacialidade que corresponde à base da imagem. Nesse trabalho Bastos problematiza questões relacionadas a liberdade em diferentes contextos da história do Brasil, passando pela ditadura militar e abordando questões sociais, sexuais, de trabalho e software livre, no que o autor diz ser uma espécie de pesquisa de linguagem documental na era digital.

O vídeo inteiro é formado por um jogo de janelas que entram e saem do quadro em uma velocidade acelerada, cortam a tela horizontalmente e verticalmente, se sobrepõem e alternam entre entrevistas e capturas urbanas da rua e de prédios. É curador do VIVO arte. O que vemos é uma série de fragmentos de vídeos que coexistem no quadro a partir dessas espécies de janelas aqui configuradas por formas ameboides.

Esses monitores deixam de ser apenas um meio tecnológico pelo qual o vídeo é exibido, neutro, para tomar as dimensões de objeto poético. O trabalho citado acima é constituído por quatro televisões de tubo instaladas em cima da grama do jardim central de um museu. Nesse trabalho, uma espécie de desdobramento da Family of Robot: Mother and Father produzida na década de , o artista constrói uma escultura em formato de robô formada por nove Bakelite radios.

Descrição Aki

Nessa obra especificamente Sampaio51 apresenta três pequenas fotografias com dimensões de 12,42 x 10,16 cm impressas em material transparente e aplicadas sobre placas de vidro e um pequeno monitor que exibe um vídeo de celular em loop, os quais foram dispostos lado a lado horizontalmente na parede da galeria.

No vídeo ouvimos a personagem feminina ensinar para amigos algumas técnicas para um movimento eficaz no balanço.

RMVB DVD BATUQUES ARLINDO BAIXAR CRUZ MEU DO LUGAR

Professora do Mestrado em artes do ICA. O vídeo inicia com a imagem de um vaso de planta no centro do quadro com sua sombra projetada na parede pelo encontro com uma luz artificial. Uma segunda abordagem, mais escultural, pode ser pensada a partir de Victrola de Nam June Paik, que se constitui formalmente por uma tela de plasma fixada na parede, um móvel de madeira integrado por uma vitrola, posicionado embaixo da tela e a uma certa distância da parede, e um disco de vinil quebrado colocado a frente desse móvel.

Detalhemos os dois primeiros elementos.